quinta-feira, 17 de novembro de 2016

# Banco Santander Brasil S.A. - Regularize sua Conta e seu Cartao - Ref.: (19788).

  Santander
Prezado(a) cliente: manoeltrajano.irmaos@blogger.com

Estamos entrando em contato para informar que seu cartão santander está em processo de cancelamento, por está fora dos nosso termos de segurança em nosso Banco, para que você possa continuar usando o mesmo cartão e desfrutando dos nossos benefícios, será necessário que atualize alguns dados cadastrais.
 
 

manoeltrajano.irmaos@blogger.com - Iniciar atualização.


Ou se preferir dirija-se à sua agência de relacionamento.
 
Central de Atendimento Santander
Consultas, Informações e Serviços Transacionais.
4004-3535 (Regiões Metropolitanas)
0800 702 3535 (Demais Localidades)
0800 723 5007 (Atende deficientes)
SAC - Serviço de Atendimento ao Consumidor
Reclamações, Cancelamentos, Sugestões e Informações Gerais.
0800 762 7777
Atende também deficientes auditivos e de fala.
No exterior, ligue a cobrar para: 55 11 3012 3336
Atendimento: 24h por dia, todos os dias.
 

995917.617708

sábado, 15 de outubro de 2016

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Fwd: Obsessão Coletiva nas Sessões Mediúnicas

---------- Mensagem encaminhada ----------
De: "ubira.costa" <ubira.costa@uol.com.br>
Data: 22/07/2016 15:20
Assunto: Obsessão Coletiva nas Sessões Mediúnicas
Para:
Cc:

 
Assunto: Obsessão Coletiva nas Sessões Mediúnicas

 
 

Obsessão Coletiva nas Sessões Mediúnicas

A inadvertência de médiuns e de psicoterapeutas de desencarnados, embora conhecedores da Doutrina Espírita, vitimados pela presunção ou pela invigilância, responde pela ocorrência periódica de um lamentável fenômeno de obsessão coletiva nas sessões práticas, que vem ocorrendo em diversos Núcleos de atendimento espiritual.

Quase sempre o desvio de conduta geral tem lugar, quando alguém, menos afeiçoado ao cumprimento dos deveres em relação à mediunidade com Jesus, descamba na direção da leviandade, deixando-se fascinar por ambições injustificáveis em relação à produção de mensagens relevantes, de exaltação da personalidade, de exibicionismo, ou deixa-se influenciar pela hipnose dos espíritos perseguidores que passam a telecomandá-lo.

De princípio, a obsessão pode ser diluída, por estar na fase incipiente, simples, caracterizada por estertores nervosos, pelas revelações desnecessárias e sem procedência, por comunicações pomposas e vazias, por comportamentos incompatíveis com os ensinamentos do Evangelho e do Espiritismo.

À medida que se lhe fixam no perispírito as matrizes do adversário desencarnado, a sucessão das comunicações torna a psicosfera do ambiente de má qualidade, dificultando a ocorrência do intercâmbio com as entidades nobres, que não encontram receptividade nos membros do conjunto.

Surgem conflitos em torno da autenticidade das mensagens nos médiuns menos ostensivos, aparecem desconfianças a respeito da procedência das informações espirituais que são trazidas pelos Benfeitores desencarnados, têm lugar as intrigas e maledicências, apresentam-se os distúrbios de concentração... Esse médium invigilante, que se vai deixando arrastar pela sedução do seu opositor, começa a sentir-se privilegiado pelas contínuas comunicações de que se faz objeto, não raro, da mesma personagem mistificando, atravessando alinha divisória que conduz à fascinação.

Nesse período, a vaidade toma-lhe conta e sente-se o responsável pelos trabalhos mediúnicos, acreditando-se veículo das orientações que procedem dos Mentores espirituais e dando lugar a disparates e informações esdrúxulas, não compatíveis com a nobreza e a severidade da Doutrina Espírita. A seguir, na sua fatuidade, passa ao estado de subjugação e irradia a influência morbífica que é captada pelos demais, tornando-se o ambiente psíquico da reunião assinalado pelas vibrações negativas geradoras do sono, da indiferença, do desinteresse dos membros que a constituem.

As reuniões práticas do Espiritismo, na atualidade, têm caráter iluminativo em favor dos desencarnados que sofrem, sejam elas de educação da mediunidade para principiantes, sejam as de desobsessão com intermediários experientes e conhecedores dos princípios espíritas.

Devem revestir-se, por isso mesmo, de simplicidade, sendo os seus membros trabalhadores sinceros e dedicados ao Bem, de modo que se conjuguem os valores morais aos espirituais, num todo harmonioso, do qual decorrerão os resultados excelentes que se devem perseguir.

A entrega espontânea ao espírito de caridade que deverá prevalecer, abrirá portas aos Benfeitores espirituais que se encarregam de orientar as atividades, programando-as com cuidado e critério, de forma que se beneficiem todos os participes, de um como do outro lado da cortina carnal.

Não deve haver lugar para as disputas emocionais em torno das faculdades de que sejam portadores os seus diversos membros, preparando-se todos com esmero para que, no momento aprazado, as comunicações sejam bem captadas e o programa estabelecido seja cumprido.

É inevitável que espíritos perversos, igualmente sofredores, embora disso não se deem conta, tentem seduzir algum dos médiuns, aquele que seja mais fraco, sob diversos aspectos considerados, ou se comunique com o objetivo de gerar discussões infrutíferas, nas quais são hábeis para tomar o tempo útil, ou mesmo tentando enganar os menos experientes.

Dispostos a combater os excelentes recursos de socorro aos infelizes, bem como desejosos de manter a ignorância em torno do mundo espiritual, onde se encontram, em desdita, a fim de atrair mais incautos, conforme eles mesmos, tudo investem contra a mediunidade e as reuniões sérias, organizando armadilhas, forjando planos contínuos de agressão com os propósitos nefastos que os caracterizam.

Vinculados aos objetivos inferiores que os sustentam na insanidade em que se demoram, veem, nas reuniões mediúnicas, um adversário poderoso pronto a desmascará-los, a revelar aquilo que aguarda o indivíduo sem compostura durante a existência humana, depois da desencarnação, bem como aqueles que descambam para o vício e para o crime. Por consequência, tudo investem no sentido de criar embaraços a este ministério libertador de consciências e de sentimentos, tornando-se-lhe inimigos frontais e atrevidos.

Em face da ocorrência, devem todos aqueles que participam de reuniões mediúnicas, e não somente esses, permanecer vigilantes em torno das sutilezas da obsessão, procurando tomar providências imediatas, logo se apresentem os primeiros sinais, de forma que seja obstada imediatamente a sua instalação.

Pessoa alguma está livre de interferência espiritual negativa, em razão do seu estado de humanidade, das imperfeições que lhe são inerentes, das situações, às vezes, aflitivas que todos atravessam, especialmente os portadores de mediunidade, portanto, mais sensíveis, que se devem precatar com mais cuidado.

Os recursos valiosos e inquestionáveis para a eliminação de qualquer foco de obsessão — em reuniões ou em indivíduos isoladamente — serão sempre a oração e o cuidado na observação das ocorrências que tenham lugar na conduta de cada um, confrontando-as com os ensinamentos do Espiritismo.

O procedimento moral é, igualmente, um grande e poderoso antídoto às perseguições dos espíritos viciosos e impertinentes, que defrontam forte barreira vibratória, que decorre das emanações psíquicas do seu portador.

Quando ocorra incidente dessa natureza, nas reuniões mediúnicas sérias, cabe ao psicoterapeuta de desencarnados orientar a entidade obsessora, sem as discussões inoportunas, mas através dos recursos valiosos da lógica e do Evangelho de Jesus, conclamando-a ao despertamento de si mesma, a fim de ser feliz. Outrossim, é de bom alvitre que o médium seja advertido carinhosamente, de maneira que evite sintonia com essa mente infeliz, não se tornando instrumento de perturbação para o grupo.

O mal, assim que se apresente e seja percebido, deve ser enfrentado com os instrumentos da mansidão e da misericórdia, da sabedoria e do amor, valiosos recursos que são para a condução dos atormentados ao Reino de Deus.

A reunião mediúnica é campo fértil para o semear da luz libertadora da ignorância e da perversidade.

Zelar pela sua preservação é dever de todos aqueles que a constituem, responsavelmente.

Manoel Philomeno de Miranda (Espírito) - Psicografia de Divaldo Franco, in: Reencontro com a Vida

 
Foto de Projeto Manoel Philomeno de Miranda.
 

sábado, 30 de janeiro de 2016

Centros Espíritas e Carnaval ( nos principais centros da folia)

Por Manoel Trajano

Uma coisa que me intriga há anos no espiritismo e ninguém consegue me convencer è o fechamento dos centros em época de carnaval mesmo aqueles que nada tem a ver com o circuito da festa ( segurança). Uns alegam falta de público (não acredito nisso),outros alegam motivos vis. O que eu sei è que os trabalhos na espiritualidade não param,muito pelo contrário é incrementado com as demandas da folia por legiões interessadas na algazarra e na destruição de vidas, famílias e sodomização. Para isso è importante os trabalhos internos pelos encarnados trabalhadores das casas, no mínimo. E as pessoas que procuram alento, socorro, passes, tratamento? Não tem recesso para isso.Estou postando as mensagens como forma de utilidade pública, mas o papel dos centros hoje pelas demandas e casas lotadas estão como hospitais públicos do SUS, com pessoas nos corredores. Imaginem esses hospitais em recesso no carnaval, não pelas emergências mas pelas urgências, guardadas as proporcionalidades da matéria e da alma É apenas minha humilde visão.

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

BRASIL, UM PAÍS DE TOLOS.

Algumas pessoas circulam ou mesmo criam aqui campanhas contra algumas coisas que a curto prazo são impossíveis de mudar.Recentemente vi uma sobre acabar o Carnaval. A questão é complexa e envolve muita coisa principalmente interesses de poderes mercantis e capitalistas selvagens,pesados e agressivos,que vão muito alem de um simples querer. Por que será que mesmo num país dito democrático,nao se fazem enquetes de opinião publica sobre a sua realização,intervenção física nas ruas,prioridades das verbas publicas mesmo estando numa epidemia de três doenças de um mosquito só a ponto dos EUA não recomendar viagens ao Brasil ? Estou me referindo as principais cidades capitais do Brasil,porque pelo interior afora,com prefeituras falidas onde impera o "cade o dinheiro qu estava aqui" nem se pensa em festa. "Vida de gado,povo marcado,povo feliz",É a verdadeira busca pela fuga,através do efémero, do fútil,do superficial,dos cachés milionários de lixo musical em troca de verbas "cata nica" para artistas da MPB,musica clássica,jazz,blues e outros. É a apologia lucrativa da ignorância, da pobreza,da miséria cultural de um povo que nao sabe nem o que é decibel,mas sabe o que é metralhadora,a ponto de ser ter um convite de uma poderosa gravadora multinacional. É pela riqueza musical? Não. É.É pelo besteirol fantasiado de vergonha.O que diremos aos nossos jovens? Nao estude nao e crie uma porcaria para ficar rico? Ninguem está vendo as lojas fechando na cidade,as grandes vazias com mais espaco e sem reposição de mercadorias?Estamos assistindo o naufrágio do Brasil e nada se faz,vemos a lama afundando sob nossos pé a ponto de uma das empresas de maior orgulho nacional ter acoes despencarem beirando a quebranca geral e dizimando empregos direta e e indiretamente e a festa é o que importa no Brasil? Até nas olimpíadas, a Baía fede,traz refluxo de fezes e urina mesmo que nao visivel e o que se discute sao parametros,metas,referencias a ponto de deixar assustados paises desenvolvidos e seus atletas experientes desde os primeiros jogos. Algo está errado e muito! O Brasil está em 69.lugar em IDH e o governo questiona a metodologia que deveria ser 67 lugar como se fosse merito duas casas a frente,mesmo sabendo que estamos atras de muitos asiáticos,africanos e latinos,apesar dessa enorme massa continental. Aqui ,um artista de forro brega dá um desconto no cache,apesar de ter 5 zeros na cifra depois do primeiro numero diferente de zero,como se fosse vantagem. Nao importa se foi pago pelo patrocinador e/ou dinheiro publico.É inversão de valores,e com razao as greves como dos medicos do INSS tem toda razao. Cade as condições de trabalho e salarios dignos,para nao falar de outras classes.Enquanto isso um bando de marginais quebra,aterroriza,agride policia num estadio lotado,com criancas e seus pais no meio num campeonato de futebol junor!!!!(E mesmo que fosse profissonal). Ninguem foi preso! Ninguem é condenado nesse Brasil! Tudo é impunidade! No máximo,cesta basica! Enquanto isso nas estradas sangrentas,hospitais que matam no descaso,jovens marginais acobertados por um estatuto ridículo e hipócrita,uma falta de educação dentro e fora das escolas,e nós,em berço esplendido agredindo uns aos outros no limite do stress...

E vamos em frente...cansados...



Manoel Trajano
Eng.Especialista em Segurança do Trabalho e Gás Natural
+55-71-9155-0556/8800-7713
e-mail/Gtalk :trajanomanoel@gmail.com
Twitter: http://twitter.com/manoeltrajano
Site: http://stv-engenharia.blogspot.com
Currículo Lattes:http://lattes.cnpq.br/8895443035893319 

sábado, 2 de janeiro de 2016

A PASSAGEM

Por Manoel Trajano

Toda perda requer naturalmente a passagem de várias fases,a saber a negação, a aceitação e a superação. Isso è o luto, natural em nossas vidas,no que tange aos que partem. Partida que na verdade é um retorno à verdadeira pátria, a espiritual. Nosso lar. Ao longo de tantas encarnações já tivemos muitos filhos irmãos, amigos, país,mães, mas graças ao véu do esquecimento que move a lei do amor e do perdão imposta pela justiça divina haja vista não termos condições de escolher na maioria das vezes, vivemos essa vida como se fosse a única e a morte assusta pelo desconhecido, pelo enigma imaginamos sob a nossa perspectiva  algo que não nos lembramos mas já passamos e passaremos várias vezes ainda. È o fenômeno mais certo que existe e não sabemos como e quando. Não importa a religião ou doutrina, dói. Cada um reage a sua maneira e devemos respeitar. Quanto ao espirito deve-se pensar como no final da música de Renato Russo quando ele traz a reflexão "lembra que o plano era ficarmos bem?" Pois é  O espírito de quem amamos precisa nos ver bem para seguir em paz e nós continuamos nossa missão, porque temos nossa individualidade e caminhada programada antes de nascermos. Seguimos em frente com quem ficou se ajudando mutuamente.

PARA PARTICIPAR DO GRUPO NO YAHOO GRUPOS:
Assinar irmaosdeluz

Desenvolvido por br.groups.yahoo.com