domingo, 28 de fevereiro de 2010

Convite Brahma Kumaris - Palestra



 



Palestra, dia 02/03/2010 (terça feira), às 19 horas.
 
Tema: Experimentea beleza de seu verdadeiro EU. Homenagem ao dia internacional a mulher. 
 
Palestrante: Lidia Garcia – professora da Brahma Kumaris com mais de 15 anos de experiência em meditação.
 
Om Shanti
 
Entrada franca
Local:
BRAHMA KUMARIS - PITUBA
R. Alexandre de Humboldt 212
3345-6564 / 9152-8804
pituba@br.bkwsu.org
Site internacional: www.bkwsu.org
Site nacional: www.bkwsu.org/brasil

__._,_.__
Enviado por Maria Luíza/BA

sábado, 27 de fevereiro de 2010

Crack e álcool



 

Um dos maiores flagelos da atualidade... A matéria serve como alerta e reflexão para todos nós. Abraços, Jaime.

Crack e álcool - drogas que mais matam e destroem vidas na capital


Salvador - Bahia

Bruno Menezes | Redação CORREIO | Fotos: Marina Silva

Eles vivem dois dramas reais das ruas de Salvador. Agora, caminham juntos na esperança de mudar de vida e abandonar seus vícios: o álcool e o crack, as drogas que, hoje, mais matam no Brasil. Aos poucos, as substâncias são as vilãs que destroem as vidas de Antônio Ribeiro Chagas, 37 anos, e Geovane Silveira Santos, 30.

Antônio conheceu a atual companheira, identificada apenas como Dalas, nos botequins do Lobato, onde é chamado de Lampião. As constantes traições da mulher fizeram com que ele afundasse ainda mais no álcool. A possessividade e o ciúme também o fizeram levar, para dentro de casa, uma espingarda, com a qual Dalas foi baleada no domingo.


Posso ter levado chifre, mas abandonado não serei nunca - ANTÔNIO RIBEIRO, 37 ANOS

Já Geovane se entregou ao crack há quatro anos. Depois de fumar a primeira pedra, segundo ele, o vício foi devastador. Entrou para o tráfico, roubou a mulher e os próprios filhos. Fez empréstimos e dívidas com agiotas, que querem matá-lo. A solução encontrada foi pedir socorro numa delegacia, para se proteger de si mesmo.

Abandonado jamais
Filho de uma família estruturada que mora no Jardim Lobato, aos poucos Antônio se transformou na maior preocupação da casa. Sem filhos ou mulher, há quatro anos ele conheceu Dalas, a quem convidou para dividir o mesmo teto. Não demorou para que as brigas durante os porres de bombinhas de cachaça chamassem a atenção dos vizinhos, que atribuem ao comportamento dela o vício de Antônio.

Ex-moradora da Gamboa, ela nunca levou para a casa do atual companheiro seus dois filhos - teriam ficado sob os cuidados de parentes, onde morava. Lá, mantinha dois amantes. "E ainda tinha mais 20 homens, que moram ao longo da Avenida Suburbana. Não sei para quem ela ainda não se ofereceu naquela avenida", diz Antônio, preso acusado de tentar matar Dalas no domingo. Ele nega o crime e garante que foi a mulher quem disparou o tiro que atingiu a perna esquerda dela.

Dalas permanece internada no Hospital Geral do Estado (HGE), onde foi operada e medicada. "Tomara que ela não morra. Mas, ao mesmo tempo, queria que fosse isso. Ela virou minha vida. A gente bebe muito e se acaba nos porres", conta Antônio," tonto"com a acusação que o levou para a cadeia.


Fumei minha casa toda. Tudo o que eu tinha virou crack - GEOVANE SILVEIRA, 30 ANOS

Abandono
Antônio mapeou os amantes da mulher e sabe onde mora cada um deles. Mas o que o deixou irritado, no domingo, foi o pedido de separação, feito pela mulher após algumas bombinhas de cachaça. "Posso ter levado chifre, sim. Mas abandonado não serei nunca. A gente passou o dia bebendo e, chegando em casa, ela queria ir embora. Acabou pegando o rifle embaixo da cama e atirou na própria perna. Agora, diz que eu dei o tiro", conta Antônio.

Irmão do autônomo, Hélio Ribeiro Chagas, 49, conta que tentou alertar o irmão sobre os perigos do álcool. "E sobre o barril que é essa mulher. Ela deixou ele doido e todo mundo na rua sabe que ela é uma vagabunda. É uma peça seca, estragada na vida. Baixo-astral demais. Ela lenhou ele, levou ele pra zona e para o buraco", lamenta Hélio.

Viciado pede ajuda
Ameaçado de morte por traficantes e agiotas, sem ter a quem pedir ajuda e percebendo que não há futuro aliado ao crack, Geovane, num ato de desespero, procurou a 5ª Delegacia, em Periperi. Pediu ao delegado que o salvasse dele mesmo.

Viciado, já assaltou a própria casa para trocar objetos de valor por pedras. "Troquei até os DVDs dos meus filhos por crack. Fumei minha casa toda. Tudo o que eu tinha virou pedra. Estou fumando crack há quatro anos e não aguento mais. Preciso de ajuda e preciso rápido", apela.

O delegado tenta uma vaga numa clínica de reabilitação para jovens viciados. Aos 30 anos, Geovane teve, na manhã de terça-feira (23), um surto de lucidez e resolveu pedir ajuda. A mesma que já havia pedido para amigos e parentes. "Não tenho mais coragem. E eles também não me querem mais por perto. Lesei a consciência de muita gente, pedindo dinheiro para procurar emprego. Gastei tudo com o crack e me tornei uma pessoa desacreditada", admite.

Na delegacia, aguardando para ser atendido, Geovane lembra dos primeiros passos no vício. "Não usava nada antes. Só bebia um pouco. Até que experimentei o crack pela primeira vez. Foi devastador de imediato. Viciei, mas durante oito meses consegui controlar e fumava só nos fins de semana. Depois, comecei a perder tudo. Minha casa, minha família, a confiança em mim e, por último, minha vida inteira", conta.

Recomeço
Depois de roubar tudo o que ele mesmo construiu, o pedido de ajuda vem com a esperança de mudar de vida e reconquistar a confiança da mulher e dos filhos de 13, 7 e 2 anos de idade. Ele comprava as pedras de crack na Feira de São Joaquim, em Paripe, onde mora, e nas invasões da Boca do Rio e do Nordeste de Amaralina. "Onde eu encontrava a possibilidade de comprar, se tivesse dinheiro, comprava. Agora, estou percebendo as grandes besteiras que fiz. E, com certeza, o crack foi a maior delas. Não quero mais'.

(Notícia publicada na edição impressa do dia 24/02/2010 do CORREIO, Salvador - Bahia)



--
Acesse, leia, comente e divulgue entre os amigos.
http://plantaodapaz.blogspot.com/

Enviado por Jaime Khoury/BA
 

__,_._,___

<> Espírito "obsessor" no bar <>


 
 
 
 

 
 
 
 
Espírito "obsessor" no bar
 
 

Para quem gosta de estudar temas como Viagem Astral e obsessão, vou contar uma experiência que aconteceu comigo.

Anos atrás, quando eu era mais jovem, costumava ir a um bar noturno para ouvir o pessoal tocar blues e rock. Fiz amizade com os músicos e comecei aprender a tocar gaita e cantar blues. Foi uma forma de diversão e expressão artística que vivenciei por poucos meses, mas com bastante intensidade durante essa época da minha vida. Quase todas as noites, de tanto tentar cantar e tocar blues, ao fechar os olhos, deitado em minha cama, começava a escutar melodias maravilhosas. Foi uma época legal, de muita criatividade, mas também de alguns desequilíbrios. Infelizmente, naquele ambiente, o excesso de emanações alcoólicas, de fumaça de cigarro, além da presença, nos "bastidores", de certas drogas, demonstrava que a atmosfera psico-espiritual era bastante perturbadora. Isso não significa que o rock, o blues ou o barzinho, tão freqüentado por jovens, sejam sinônimos de desequilíbrio. Mas naquele caso, era.

Certa noite, já de madrugada, me vi projetado fora do corpo na porta do bar e logo percebi o que estava ocorrendo. Próximo à entrada havia um grupo de espíritos, alguns desencarnados e outros temporariamente projetados fora do corpo, como eu. Fui me aproximando e, então, vi um espírito, com a aparência de uns vinte e cinco anos, que me chamou a atenção. Ele tinha barba e óculos. Talvez inspirado por algum dos meus amparadores espirituais, cheguei perto dele. Quando ele me viu, fui logo reclamando: - Você é um espírito obsessor! Está me perturbando!

Ele continuou na dele, sem dizer nada, apenas me encarando. Então continuei:

- Por que você faz isso? Por que está fazendo a turma beber até "encher a cara"?

Para meu espanto, ele me respondeu com a maior naturalidade:

- Pare de ser hipócrita! Não sou eu que faço o pessoal beber e fumar! Eles bebem e fumam porque querem, eu apenas "curto" junto... dou uma forcinha!

Foi aí que "caiu a ficha" e percebi o quanto eu estava sendo infantil. É claro que todos somos responsáveis pelos nossos atos, não podemos responsabilizar os outros por isso. Temos que parar com esse "papo" de espírito obsessor. Então perguntei:

- E como você faz isso?

- É simples! Quando alguém fuma, por exemplo, chego bem pertinho da pessoa, quase abraçando-a, e aspiro a fumaça ao mesmo tempo.

Enquanto explicava, foi demonstrando. A impressão que tive, quando ele aspirou a fumaça, é que o perispírito dele se justapôs ao de um jovem que tragava um cigarro naquele momento, quase que "colando" nele.

Após esta curta conversa, voltei ao corpo físico e despertei. Rememorei bem o que ocorreu para não esquecer mais e, após uma prece de agradecimento pela lição recebida, adormeci.

Dias após este fato, parei de frequentar este bar. Ele mudou muito, não está como antes, mas a lição que aprendi me marcou profundamente.

Quantas vezes, numa atitude imatura, culpamos os outros pelos nossos fracassos? Quantos de nós não criamos obsessores imaginários para os responsabilizarmos por nossos vícios? Quando se fala em obsessor, logo vem à mente a imagem de um ser diabólico, malvado. Aquele espírito, que não era exatamente um obsessor, mas um co-participante dos desequilíbrios alheios, era muito inteligente e culto. Um artista e intelectual, só que desencarnado. Precisamos nos libertar dos preconceitos e perceber que um espírito só pode nos induzir com sucesso a fazermos algo se dermos abertura mental, ou seja, se o "mal" já existe dentro de nós. Só assim amadureceremos e assumiremos a direção do barco da nossa vida, não permitindo que ele se afunde nos momentos de tempestade.

 

Texto publicado na Revista Cristã de Espiritismo, edição 56.

 

 

http://www.rcespiritismo.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=672&Itemid=25

 

 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 

 



Quer navegar na Internet sem medo? Instale grátis o Internet Explorer 8.

Quer fazer a bateria do seu notebook render mais? Clique aqui e descubra como.

 

Enviado por Marluce Faustino/RJ

__._,_.___

 
.

__,_._,___


sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Newsletter da Radio Fraternidade



Compartilhe este newsletter:
 
Visite o site www.radiofraternidade.com.br
Dificuldade em visualizar este e-mail? Leia on-line.

Rádio Fraternidade
Veja Também
» 
Assine o nosso livro de visitas
» 
Indique a Rádio Fraternidade
» 
Conheça nossa programação
» 
Veja nossa sessão de fotos
www.radiofraternidade.com.br
A Emissora do Bem na Internet! Acesse
Clique e Ouça a Rádio
Conheça nossos parceiros

Diversos grupos, sites e pessoas trabalhando para a divulgação do ideal espírita. Junte-se a nós!
Palestras da Semana
Temas:
» 
3h Palestra 01 - Palestra A conversão de Pedro - Expositor Divaldo Franco
» 
8h Palestra 02 - Jesus, a excelênca médica e terapêutica - Expositor: Alberto Almeida
» 
13h Palestra 03 - SORRISO DE ESPERANÇA - ENTREVISTA YVONNE PEREIRA DO AMARAL - Produzido pela RÁDIO RIO DE JANEIRO
» 
23h Palestra 04 - Palestra Minha Paz Vos Deixo - Expositor - Simão Pedro - Abertura do 26º Congresso Espírita de Goiás - fevereiro de 2010
Entre em Contato
» 
Entre em contato para obter informações.
Downloads
» 
Programação
» 
Cartaz Rádio Fraternidade para divulgação
» 
Panfleto da rádio fraternidade
» 
Culto no Lar
» 
CARTAZ
» 
radio fraternidade - cartaz aniversário
» 
Sugestão de Atividades - período 13/02 a 17/02/2010
» 
Programação de Estudos Edificantes - 13/02/2010
» 
Programação de Estudos Edificantes - 14/02/2010
» 
Programação de Estudos Edificantes - 15/02/2010
» 
Programação de Estudos Edificantes - 16/02/2010
» 
Programação de Estudos Edificantes - 17/02/2010
» 
cartaz filme nosso lar
» 
Barra de Ferramentas
Notícias
» 
Chico Xavier o filme estreia dia 2 de abril - aniversário do "Cisco de Deus"
» 
Ouça: Seminário A busca da Verdade, com Divaldo Franco
» 
Jesus, a excelência Médica e Terapêutica, com Alberto Almeida
» 
?A conversão de Pedro? é tema de palestra com Divaldo Franco
» 
Palestra aborda tema "Minha paz vos deixo"
RSS Feed Sintonize também:
15 Informativo Rádio Fraternidade - Edição nº 15 - 26/02/2010
Rádio Fraternidade vira notícia: 1 ano de Rádio Fraternidade
Matéria públicada pela Revista O Consolador em 7/2/2010

»  Veja a reportagem aqui
Já pensou em disponibilizar o som da Rádio Fraternidade no ambiente? Pense nisso!
É possível fazer isso, como outras pessoas já fazem. É possível também escutar na frequência FM. veja o artigo que escrevemos há algum tempo

»  Leia aqui
EM BREVE novidades no site da Rádio Fraternidade
Acesso via celular com tecnologia WAP - Site com novo visual - e muitas novidades - Participe de nossa Rede Social. AJUDE-NOS A DIVULGAR ESSE SINGELO TRABALHO. Todo trabalho da Web Rádio Fraternidade é feito de forma voluntária.
28/2/2010 DOMINGO ESPECIAL
01 hora Seminário comunicabilidade dos Espíritos
TVCEI
05 horas - REPRISE DO PROGRAMA O CULTO DO EVANGELHO NO LAR
O programa também vai ao ar sábado 14h. A gravação acontece todos os domingos às 20h30 via Paltalk

»  VEJA COMO PARTICIPAR AQUI
06 horas - Programa Encontro Fraterno (FEEGO)
Programa vai ao ar também nos seguintes dias e horários: Terça-feira: 02h (madrugada) / sexta-feira: 19h

»  Conheça Mais
07 horas - Programa Aos Pés do Monte
Gravação acontece todos os domingos. Estudo das Parábolas de Jesus. Programa vai ao ar também quarta-feira 20h

»  VEJA COMO PARTICIPAR AQUI
08 horas - Programa Pão da Vida (excepcionalmente neste domingo as 8h)
Reprise do Programa nº02 - Quem é Jesus o Cristo

»  Conheça mais clicando aqui
8h30 - SEMINÁRIO EM BUSCA DA VERDADE - DIVALDO FRANCO
Realizado durante o 26º Congresso Espírita de Goiás em 16/02/2010
12 horas - Programa Vivendo o Evangelho
Produzido pelo Núcleo Espírita Bezerra de Menezes (NUBEM), da cidade de Igaporã, na Bahia

»  Veja aqui
13 Horas - Programa Elucidações
Tema: Mente e Pensamento - expositor Wellington Balbo
15 horas - Palestra Jesus, a excelênca médica e terapêutica
Expositor: Alberto Almeida
17 horas - Programa Músicas da Alma
Entrevista com Músicos Espíritas - Nesta Edição a entrevista é com o GRUPO MEU CANTAR
19h30 Palestra A conversão de Pedro
Expositor Divaldo Franco
21 horas - Programa O Evangelho em espírito e verdade - Produção Aveluz
Programa reflete as passagens do Evangelho estudando com ouvinte as passagens do Novo Testamento.

»  Veja os horários aqui
22h - Palestra Minha Paz Vos Deixo
Expositor - Simão Pedro - Abertura do 26º Congresso Espírita de Goiás - fevereiro de 2010
VOCÊ JÁ ASSISTIU AO TRAILER DO FILME NOSSO LAR?
Se não...

»  veja aqui
Filme sobre Chico Xavier estreia dia 2 de abri
Conheça o site oficial

»  Veja aqui
Junte-se a nós no Twitter
Siga-nos no Twitter


Você encontrou problemas em visualizar este e-mail? Visualize a versão Web.

Para garantir o recebimento do Newsletter, adicione contato@radiofraternidade.com.br ao seu catálogo de endereços de e-mail.

Não responda a este e-mail. Em vez disso, fale com o editor.

Rádio Fraternidade, Uberlândia/MG - Brasil

© 2009 Rádio Fraternidade, Todos os Direitos Reservados.
PARA PARTICIPAR DO GRUPO NO YAHOO GRUPOS:
Assinar irmaosdeluz

Desenvolvido por br.groups.yahoo.com