domingo, 29 de novembro de 2015

HISTORIA DO ESPIRITISMO - POR LUCIANO DUDU

Novo Artigo:Alerta ao movimento espirita!


---------- Mensagem encaminhada ----------

>
>
> Fonte:www.oconsolador.com.br
>  
> Crônicas e Artigos
>
> Ano 9 - N° 442 - 29 de Novembro de 2015
>
> ROGÉRIO COELHO
> rcoelho47@yahoo.com.br 
> Muriaé, MG (Brasil)
>
>  
> Compartilhar
>  
>
>  
>
> Alerta ao movimento espírita!
>
> O modelo a seguir permanece sendo Jesus
>
> "(...) não creiais em qualquer Espírito; experimentai se os Espíritos são de Deus." - I Jo., 4:1.
>
>
> Não falece dúvida de que o Espiritismo terá um papel preponderante na implantação dos Tempos Novos na Terra que passará, então, de planeta de provas e expiações para planeta de Regeneração.
>
> Assim, não nos causa surpresa o ferrenho e maciço ataque que a Doutrina Espírita e em especial o movimento espírita vêm sofrendo, uma vez que as trevas possuem a "batuta" dessa orquestração maléfica e continuam tentando por todos os meios possíveis atingir o sucesso de seus planos nefastos. E a coisa já vai bem adiantada!!! É só reparar no que andam aprontando por aí no movimento espírita!
>
> Daí a importância de prestarmos atenção ao conteúdo do imperdível livro de autoria de nossa confreira Suely Caldas Schubert, intitulado: "NAS FRONTEIRAS DA NOVA ERA", no qual a autora mencionada tece comentários bem profundos sobre duas alentadas e excelentes obras do Espírito Manoel Philomeno de Miranda: "TRANSIÇÃO PLANETÁRIA" e "AMANHECER DE UMA NOVA ERA", ambos psicografadas por Divaldo Pereira Franco.
>
> Ali estão retratadas as maneiras pelas quais os inimigos da luz têm lançado seus eficientes ataques, haja vista a negligência que vêm sofrendo os princípios doutrinários por parte dos espíritas, especialmente dos dirigentes espíritas, com raras e honrosas exceções.
>
> Negligência e vulgaridade! Tais as palavras de ordem!...
>
> Deixemos falar nossa Suely[1]: "(...) é exatamente nessa questão da vulgaridade que reside um dos maiores perigos para o movimento espírita. Espíritos vulgares buscam médiuns que lhes são afins inspirando ideias de baixo nível, zombeteiros que são com a desculpa de divertir os espíritas. Isso é estarrecedor! Mentalidade esta que gradativamente angaria adeptos, contando para isto com livros que propagam tais ideias, como é óbvio, antidoutrinárias, e expositores que se apressam a divulgá-las, em sintonia com os mesmos Espíritos malfazejos.
>
> Vamos raciocinar: você que está lendo já viu algum padre fazer gracinhas enquanto reza a santa missa? Já viu algum deles diminuir o tempo da missa para não cansar o povo? Já notou algum pastor, diante de milhares de fiéis, fazer graça, contar casos vulgares, para alegrar o público? Já o viu diminuir o tempo do sermão para que a plateia não fique cansada? A missa é séria, o sermão é sério, por que então essa infeliz ideia de que em uma palestra espírita o expositor só deve contar casos para levar o povo a rir? É vulgarizar o Espiritismo tal procedimento. E se Allan Kardec ali estivesse ouvindo tais vulgaridades? E Jesus e o Evangelho, onde ficam?!
>
> Vivemos um momento grave, queridos irmãos e companheiros espíritas, a Doutrina Espírita é séria, assim como o Evangelho também o é. Em muitas instituições espíritas o tempo da palestra foi reduzido de 40 minutos, para 30 minutos! Meu Deus, uma palestra de 50 a 60 minutos ainda é muito pouco, reduzi-la então é um total absurdo.
>
> Todas essas considerações fizeram-me recordar de uma importante mensagem de Bezerra de Menezes, na psicofonia de Divaldo Pereira Franco, transmitida no dia 07 de fevereiro de 1987, no lar dos amigos Miguel de Jesus Sardano e Terezinha Sardano, onde tive a satisfação de assistir e que é de impressionante atualidade. Transcrevo só um pequeno trecho: "(...) estamos convocados a prosseguir... Cada um de nós é convidado a uma cota que não pode ser menosprezada, ao testemunho silencioso aureolado de alegria, porque o Reino não é daqui, não obstante aqui comece. Demo-nos as mãos e preparemo-nos porque a luta recrudescerá. As dificuldades multiplicar-se-ão. Oprofano insinua-se no divino, o vulgar no especial, o ridículo no ideal...
>
> Tenhamos cuidado, meus filhos, para que as nossas Casas não sejam invadidas por torvelinhos que lhes descaracterizem a pureza da vivência evangélica ali instalada. Mantenhamo-nos unidos, sem que os miasmas da perturbação intoxiquem, e as imposições do desequilíbrio predominem". (grifo nosso)
>
> Philomeno de Miranda relata que, caminhando para o final da mensagem, o Espírito visitante enfatiza: "(...) o modelo a seguir permanece Jesus, e a nova onda de amor trará de retorno o apostolado, os dias inesquecíveis das perseguições e do martirológio que, na atualidade, terá características diversas, já que não se podem matar impunemente os corpos como no passado... Isso não implica que não se assaquem acusações vergonhosas e se promovam campanhas desmoralizadoras contra eles, a fim de dificultar-lhes o empreendimento superior. Assim mesmo, deverão avançar, joviais e estoicos, cantando os hinos da liberdade e da fé raciocinada que dignificam o ser humano e o promovem no cenário interior".
>
>                                                                                                                 
>
>  
> ________________________________
>
> [1] - Schubert, Suely Caldas. Nas fronteiras da nova era. 2ª impressão, Santo André: ebm, 2013, p. 75 a 77.
>
>  
>  
>
>  
>
>  

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Lama Brasileira

LAMA BRASILEIRA
Por Manoel Trajano

Nao houve o rompimento de barragem em Minas Gerais.Houve uma erupção de lama do subsolo brasileiro,cuja predominância se encontra no Congresso Nacional e tem galerias se ligam pelas entranhas da terra brasilis nas Assembleias e por sua vez nas Câmaras de Veradores. Mais do que isso,esses canalículos que comecam pequenos nos gestos cotidianos de furar fila,sonegar imposto,dar roubada em retorno proibido,dar troco em balinhas pela população se reflete nas urnas e temos a representação que merecemos enquanto povo inerte,letárgico,impotente,passivo,acomodado e que faz de tudo isso piada,onde o palhaço é cada brasileiro trabalhador que faz rir aqueles que se encontram com contas bancárias nacionais e estrangeiras gordas e esbanjando poder e ostentação com seus carros,imoveis e barcos as vezes pegos pela PF.

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

O MUNDO DE REGENERAÇÃO JÁ COMEÇOU


Estamos agora em um novo período. Estes dias assinalam uma data muito especial: a data da mudança do Mundo de Provas e Expiações para Mundo de Regeneração.

A grande noite que se abatia sobre a Terra lentamente cede lugar ao amanhecer de bênçãos. Retroceder não mais é possível.

Firmastes, filhas e filhos da alma, um compromisso com Jesus antes de mergulhares na indumentária carnal, de servi-lo com abnegação e devotamento. Prometestes que lhe serieis fiel, mesmo que vos fosse exigido o sacrifício.

Alargando-se os horizontes deste amanhecer que viaja para a plenitude do dia, exultemos juntos, os Espíritos desencarnados e vós outros que transitais pelo mundo de sombras. Mas além do júbilo que a todos nos domina, tenhamos em mente as graves responsabilidades que nos exornam a existência no corpo ou fora dele.

Deveremos reviver os dias inolvidáveis da época do martirológio. Seremos convidados não somente ao aplauso, ao entusiasmo, ao júbilo, mas também ao testemunho, o testemunho silencioso nas paisagens internas da alma, o testemunho por amor àqueles que não nos amam, o testemunho de abnegação no sentido de ajudar aqueles ainda se comprazem em gerar dificuldades tentando inutilmente obstaculizar a marcha do progresso.

Iniciada a grande transição, chegaremos ao clímax e na razão direta em que o planeta experimenta as suas mudanças físicas, geológicas, as mudanças morais serão inadiáveis.

Que sejamos nós aqueles Espíritos espíritas que demonstremos a grandeza do amor de Jesus em nossas vidas. Que outros reclamem, que outros se queixem, que outros deblaterem —que nós outros guardemos, nos refolhos da alma, o compromisso de amar e amar sempre, trazendo Jesus de volta com toda a pujança daqueles dias que vão longe e que estão muito perto.

Jesus, filhas e filhos queridos, espera por nós!

Que seja o nosso escudo o Amor, as nossas ferramentas, o Amor, e a nossa vida, um Hino de Amor, são os votos que formulamos os Espíritos Espíritas aqui presentes e que me sugeriram representá-los diante de vós.

Com muito carinho o servidor humílimo e paternal de sempre,

Bezerra

Muita Paz, filhas e filhos do coração.

mensagem de Bezerra de Menezes, pela psicofonia de Divaldo Franco, no encerramento do 3º Congresso Espírita Brasileiro em Brasilia (DF) 


Manoel Trajano
Eng.Especialista em Segurança do Trabalho e Gás Natural
+55-71-9155-0556/8800-7713
e-mail/Gtalk :trajanomanoel@gmail.com
Twitter: http://twitter.com/manoeltrajano
Site: http://stv-engenharia.blogspot.com
Currículo Lattes:http://lattes.cnpq.br/8895443035893319 

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Os Quatros Pontos Vulneráveis por Rogério Coelho-Muriaé,MG(Brasil)




 
Crônicas e Artigos

Ano 9 - N° 429 - 30 de Agosto de 2015

ROGÉRIO COELHO
rcoelho47@yahoo.com.br 
Muriaé, MG (Brasil)

 


Os quatro pontos vulneráveis

A vitória tem a grandeza da dimensão da luta travada

"(...) não nos deixeis cair em tentações, mas livrai-nos do mal."  Jesus.
(Mt., 6:13.)


A razão dessa súplica que Jesus ensinou-nos a fazer prende-se ao fato de trazermos a nossa economia espiritual extremamente onerada por nossos equívocos e ignorância d`antanho, e, portanto, ainda nos encontramos muito vulneráveis às sugestões do mal.

Observamos na década de sessenta do século passado um superlativo recrudescer do mal na Terra com seu corolário de desequilíbrios e desvarios de vária ordem[1]"a irrupção incontrolável do sexo desvairado, o alucinar das drogas, a mudança dos padrões morais e o crescimento da violência, o abandono a que as gerações jovens foram atiradas, as falsas aberturas para a liberdade sem responsabilidade pelos atos praticados, a música ensurdecedora, a de metais, a de horror, a satânica e tantas outras ocorrências...

Está claro que o processo antropossociológico da evolução, às vezes, deve arrebentar determinados compromissos para abrir novos espaços experimentais, que irão compor o quadro das necessidades evolutivas do homem e da mulher.

No momento em que a cultura atinge as suas mais altas expressões; quando a Ciência mais se aproxima de Deus, auxiliada pela tecnologia, e o homem sonha com a possibilidade de detectar vida fora da Terra, igualmente campeiam a hediondez do comportamento agressivo; a excessiva miséria de centenas de milhões de pessoas, social e economicamente abandonadas à fome, às doenças, à morte prematura; o erotismo extravagante em generalização; a correria às drogas e aos excessos de toda natureza, tornam-se um verdadeiro paradoxo".

O Mundo Espiritual e o Mundo Carnal se interpenetram e, por consequência, se influenciam mutuamente, tanto para o bem quanto para o mal, é o que ressalta claro da questão de número 459 de O Livro dos Espíritos: "os Espíritos influenciam os encarnados a tal ponto que, de ordinário, são aqueles que dirigem estes".

Assim, não fica difícil compreender onde está o fulcro gerador de toda essa onda de permissividade iniciada na referida época: tal gênese encontra-se nas regiões mais trevosas do Mundo Espiritual, obedecendo à esmerada planificação.

A ação cuidadosamente planejada pelos agentes das trevas baseia-se em quatro pontos capitais, aos quais o seu mentor intelectual chamou ironicamente:

AS QUATRO LEGÍTIMAS VERDADES1

"Em reunião privada com os chefes dos grupos, o Soberano das Trevas explicitou o programa que elaborara para ser aplicado em todas as suas diretrizes e com pormenorizado zelo, dividindo-se em quatros pontos fundamentais:

Primeira Verdade: - O homem é um animal sexual que se compraz no prazer. Deve ser estimulado ao máximo, até à exaustão, aproveitando-se-lhe as tendências, e, quando ocorrer o cansaço, levá-lo aos abusos, às aberrações... Direcionar esse projeto aos que lutam pelo equilíbrio das forças genésicas, é o empenho dos perturbadores propondo encontros, reencontros e facilidades com pessoas dependentes dos seus comandos que se acercarão das futuras vítimas, enleando-as nos seus jogos e envolvimentos enganosos. Atraído o animal que existe na criatura, a sua dominação será questão de pouco tempo. Se advier o despertamento tardio, as consequências do compromisso já serão inevitáveis, gerando decepções e problemas, sobretudo causando profundas lesões na Alma.  O plasma do sexo impregna os seus usuários de tal forma que ocasiona rude vinculação, somente interrompida com dolorosos lances passionais de complexa e difícil correção.

Segunda Verdade: - o narcisismo é filho predileto do egoísmo e pai do orgulho, da vaidade, inerentes ao ser humano. Fomentar o campeonato da presunção nas modernas escolas do Espiritualismo, ensejando a fascinação, é item de alta relevância para a queda desastrosa de quem deseja a preservação do ideal de crescimento e de libertação. O orgulho entorpece os sentimentos e intoxica o indivíduo, cegando-o e enlouquecendo-o. Exige coorte, e suas correntes de ambição impõem tributários de sustentação. Pavoneando-se, exibindo-se, o indivíduo desestrutura-se e morre nos objetivos maiores, para cuidar apenas do exterior, do faustoso – a mentira de que se insufla.

Terceira Verdade: - O poder tem prevalência em a natureza humana. Remanescente dos instintos agressivos, dominadores e arbitrários, ele se expressa de várias formas, sem disfarce ou escamoteado, explorando aqueles que se lhe submetem e desprezando-os ao mesmo tempo, pela subserviência de que se fazem objeto, e aos competidores e indomáveis detestando, por projetar-lhe sombra. O poder é alçapão que não poupa quem quer que lhe caia na trampa. Ademais, a morte advém, e a fragilidade diante de outras forçasaniquila o iludido.

Quarta Verdade: - O dinheiro, que compra vidas e escraviza Almas, será outro excelente recurso decisivo. A ambição da riqueza, mesmo que mascarada, supera a falsa humildade, e o conforto amolenta o caráter, desestimulando os sacrifícios. Sabe-se que o Cristianismo começou a morrer quando o martirológio foi substituído pelo destaque social, e o dinheiro comprou coisas, pessoas e até o Reino dos Céus, aliciando mercenários para manter a hegemonia da fé.

"Quem poderá resistir a essas quatro legítimas verdades?" – interrogou. - "Certamente, aquele que vencer uma ou mais de uma, tombará noutra ou em várias ao mesmo tempo."

"Gargalhadas estrepitosas sacudiram as furnas. E a partir de então, os técnicos em obsessão, além dos métodos habituais, tornaram-se especialistas no novo e complexo programa que em todos os tempos sempre constituiu veículo de desgraça, agora mais bem aplicado, redundando em penosas derrotas. Não será necessário que detalhemos casos a fim de analisarmos resultados."

PROFILAXIA

"Precatem-se, os servidores do Bem, das ciladas ultrizes do mal que tem raízes no coração, e sejam advertidos. Suportem o cerco das tentações com estoicismo e paciência, certos de que o Pai não lhes negará socorro nem proteção, propiciando-lhes o que seja mais importante e oportuno. 

Ademais, não receiem as calúnias dos injuriadores que os não consigam derrubar. Quando influenciados pelos assessores dos gênios do mal, mantenham-se intimoratos nos ideais abraçados.  A vitória tem a grandeza da dimensão da luta travada."

Jesus, que já previa todos esses acontecimentos, com toda razão, há dois milênios, nos ensinou a suplicar ao Pai Celestial: "não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal". 


 

[1] - FRANCO, Divaldo Pereira. Trilhas da libertação. 2. ed. Rio [de Janeiro]: FEB, 1997, pp. 105-107.




--

Manoel Trajano
Eng.Especialista em Segurança do Trabalho e Gás Natural
+55-71-9155-0556/8800-7713
e-mail/Gtalk :trajanomanoel@gmail.com
Twitter: http://twitter.com/manoeltrajano
Site: http://stv-engenharia.blogspot.com
Currículo Lattes:http://lattes.cnpq.br/8895443035893319 

domingo, 8 de novembro de 2015

FATALIDADE E LIVRE-ARBÍTRIO



 

-------- Mensagem encaminhada --------

FATALIDADE E LIVRE-ARBÍTRIO

Antes do regresso à experiência no Plano Físico, nossa alma em prece
roga ao Senhor a concessão da luta para o trabalho de nosso próprio
reajustamento.
Solicitamos a reaproximação de antigos desafetos.
Imploramos o retorno ao círculo de obstáculos que nos presenciou a
derrota em romagens mal vividas...
Suplicamos a presença de verdugos com quem cultiváramos o ódio, para
tentar a cultura santificante do amor...
Pedimos seja levado de novo aos nossos lábios o cálice das provas em
que fracassamos, esperando exercitar a fé e a resignação, a paciência e o
valor...
E com a intercessão de variados amigos que se transformam em
confiantes avalistas de nossas promessas, obtemos a bênção da volta.
Efetivamente em tais circunstâncias, o esquema de ação surge traçado.
Somos herdeiros do nosso pretérito e, nessa condição, arquitetamos
nossos próprios destinos.
Entretanto, imanizados tem porariamente ao veículo terrestre,
acariciamos nossas antigas tendências de fuga ao dever nobilitante.
Instintivamente, tornamos, despreocupados, à caça de vantagens físicas,
de caprichos perniciosos, de mentiroso domínio e de nefasto prazer.
O egoísmo e a vaidade costumam retomar o leme de nosso destino e
abominamos o sofrimento e o trabalho, quais se nos fossem duros algozes,
quando somente com o auxílio deles conseguimos soerguer o coração para a
vitória espiritual a que somos endereçados.
É, por isso, que fatalidade e livre-arbítrio coexistem nos mínimos
ângulos de
nossa jornada planetária.
Geramos causas de dor ou alegria, de saúde ou enfermidade em variados
momentos de nossa vida.
O mapa de regeneração volta conosco ao mundo, consoante as
responsabilidades por nós mesmos assumidas no pretérito remoto e próximo;
contudo, o modo pelo qual nos desvencilhamos dos efeitos de nossas próprias
obras facilita ou dificulta a nossa marcha redentora na estrada que o mundo
nos oferece.
Aceitemos os problemas e as inquietações que a Terra nos impõe agora,
atendendo aos nossos próprios desejos, na planificação que ontem
organizamos, fora do corpo denso, e tenhamos cautela com o modo de nossa
movimentação no campo das próprias tarefas, porque, conforme as nossas
diretrizes de hoje, na preparação do futuro, a vida nos oferecerá amanhã paz
ou luta, felicidade ou provação, luz ou treva, bem ou mal.

(Obra: Nascer e Renascer - Chico Xavier/Emmanuel)


Menino de 3 anos recorda vida passada, identifica assassino e localiza corpo enterrado

Menino de 3 anos recorda vida passada, identifica assassino e localiza corpo enterrado

Foto de arquivo de uma criança apontando (Thinkstock)

Foto de arquivo de uma criança apontando (Thinkstock)

O universo é cheio de mistérios que desafiam o nosso conhecimento atual. Em "Além da Ciência", o Epoch Times coleta histórias sobre alguns estranhos fenômenos para estimular a imaginação e abrir a mente para novas possibilidades. Elas são reais? Você decide.

Um menino de 3 anos de idade, da região das Colinas de Golã, perto da fronteira entre a Síria e Israel, afirma que foi assassinado com um machado em sua vida passada. Ele mostrou para os adultos de sua aldeia o local onde o assassino enterrou seu corpo, e incrivelmente, eles encontraram o esqueleto de um homem lá. Ele também indicou aos adultos onde a arma do crime estava, e através de escavações, eles encontraram um machado no local.

Em seu livro, "Children Who Have Lived Before: Reincarnation Today" (Crianças que Viveram Antes: A Reencarnação Hoje), o terapeuta alemão Trutz Hardo conta a história deste menino, junto com outras histórias de crianças que aparentemente recordaram suas vidas passadas com precisão verificada. A história do menino foi testemunhada pelo Dr. Eli Lasch, que é conhecido por desenvolver um sistema médico de Gaza como parte de uma operação do governo israelense na década de 1960. O Dr. Lasch, que morreu em 2009, relatou a surpreendente história para o Sr. Hardo.

Leia também:
• Crianças com memórias de vidas passadas surpreendem pesquisadores
• Reencarnação: mito ou verdade?
• Compreendendo a questão da retribuição de carma

O menino pertence à etnia drusa, e em sua cultura, a existência da reencarnação é aceita como fato. Sua história, no entanto, teve o poder de surpreender sua comunidade.

Ele nasceu com uma longa e vermelha marca na cabeça. Os drusos acreditam, assim como algumas outras culturas, que marcas de nascença estão relacionadas com a morte em vidas passadas. Quando o menino tinha idade suficiente para falar, ele relatou à sua família que havia sido assassinado com um golpe de machado na cabeça.

É um costume os adultos levarem as crianças, com 3 anos, para a casa de sua vida anterior, caso a criança recorde o local. O menino sabia em qual aldeia ele havia morado, deste modo eles foram até lá. Ao chegarem à aldeia, o garoto lembrou qual era seu nome em sua vida passada.

Os moradores do vilarejo disseram que o homem que o menino afirmava ser a sua reencarnação tinha sido dado como desaparecido quatro anos antes. Os amigos e família pensavam que ele poderia ter se perdido no território hostil das proximidades, como era costumeiro acontecer.

O menino também lembrou o nome completo do seu assassino. Quando confrontado com as alegações, o rosto do suposto assassino ficou branco, segundo Lasch, no entanto, ele não confessou o assassinato. O menino então disse que poderia levar os adultos ao local onde o corpo foi enterrado. No local, eles encontraram o esqueleto de um homem que possuía um ferimento na cabeça, que correspondia à marca de nascença do garoto. Eles também encontraram o machado, a arma do crime.

Diante desta evidência, o assassino admitiu o crime. Dr. Lasch, o único não pertencente à etnia druso, esteve presente ao longo de todo o processo.

Para conhecer mais histórias como esta, leia o trabalho do Sr. Hardo, "Children Who Have Lived Before" (As Crianças que Viveram Antes).

Fonte: https://www.epochtimes.com.br/menino-3-anos-recorda-vida-passada-identifica-assassino-localiza-corpo-enterrado/#.Vj_BH9KrTeh



Manoel Trajano
Eng.Especialista em Segurança do Trabalho e Gás Natural
+55-71-9155-0556/8800-7713
e-mail/Gtalk :trajanomanoel@gmail.com
Twitter: http://twitter.com/manoeltrajano
Site: http://stv-engenharia.blogspot.com
Currículo Lattes:http://lattes.cnpq.br/8895443035893319 

sábado, 7 de novembro de 2015

Manoel Trajano lhe enviou um arquivo de imagem.

---
---
Enviado através do WhatsApp

PARA PARTICIPAR DO GRUPO NO YAHOO GRUPOS:
Assinar irmaosdeluz

Desenvolvido por br.groups.yahoo.com