terça-feira, 26 de agosto de 2008

CEIA E INTERNET SOLIDÁRIA










Este Espaço agora compõe o CEIA e visa integrar-se aos demais espaços da Rede de Manoel Trajano, tais quais TERRA AMBIENTAL, TRAJANO ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO, e LUZ DIVINA. Profissionalismo e Terceiro Setor juntos numa visão holística, espiritualista e humanitária da sociedade e do planeta que vivemos.
Chegou o mais novo instrumento que terá como objetivo pôr em prática o ensinado nos anteriores e mais ainda, seu conhecimento profissional a serviço da Vida através da AÇÃO. É necessário ATITUDE. Fazer a DIFERENÇA.

INTERNET SOLIDÁRIA


Fazer a Internet sair da rede para as ruas, para as casas, para as creches,para os asilos,para as escolas, para os hospitais,para onde haver um irmão precisando de sua ajuda, sua atenção, seu conhecimento técnico,seja você um engenheiro, médico, advogado, técnico em geral, eletricista, contador, professor, qualquer profissional de nível primário, médio ou superior que possa dedicar parte do seu tempo para melhorar a qualidade de vida e o dia de alguém. Isso é ser Terceiro Setor! Vamos colaborar! Seja você a diferença!

sábado, 16 de agosto de 2008

GRAU DE ALCOOLISMO - TESTE

EM TEMPOS DE LEI SECA, TEM AUMENTADO O NUMERO DE PESSOAS QUE TÊM PROCURADO OS ALCÓOLICOS ANÕNIMOS COMO FORMA DE ADMITIR E RECONHECER QUE NÃO CONSEGUEM PARAR DE BEBER(IMAGINEM COMO TEM ANDADO NOSSAS VIAS URBANAS,O RISCO ESTÁVAMOS CORRENDO E AINDA ESTAMOS POR AQUELES QUE NAO SABEM O SEU LIMITE).APESAR DO RIGOR ASSIM COMO FOI A RESISTENCIA AO USO DO CINTO DE SEGURANÇA NO INICIO,HOJE USAMOS COMO PEÇA DE ROUPA,SENTIMOS A FALTA SE NAO COLOCARMOS.

OS HOSPITAIS PUBLICOS JA CHEGARAM A TER UMA REDUÇÃO DE 62% NO INDICE DE ENTRADAS(ISSO É REDUÇAO DE CUSTOS DO DINHEIRO PUBLICO NOSSO ARRECADADO EM IMPOSTOS,QUE PODE SER MELHOR UTILIZADO EM PREVENÇÃO E TRATAMENTO DE DOENÇAS E VITIMAS DE OUTROS TIPOS DE ACIDENTES).

SE VOCÊ É HONESTO CONSIGO MESMO E NÃO SE SENTE INTIMIDADO EM FAZER ESTE TESTE SÉRIO(NÃO É MAIS UMA PIADA NEM BRINCADEIRA DE INTERNET) PORQUE NÃO SE AUTOCONHECER.

ISTO É SER PREVENTIVO. NAO PRECISA DIZER O RESULTADO PARA NINGUEM. É PARA VOCE MESMO E SUA CONSCIENCIA.


EM TEMPOS DE LEI SECA, TEM AUMENTADO O NUMERO DE PESSOAS QUE TÊM PROCURADO OS ALCÓOLICOS ANÕNIMOS COMO FORMA DE ADMITIR E RECONHECER QUE NÃO CONSEGUEM PARAR DE BEBER(IMAGINEM COMO TEM ANDADO NOSSAS VIAS URBANAS,O RISCO ESTÁVAMOS CORRENDO E AINDA ESTAMOS POR AQUELES QUE NAO SABEM O SEU LIMITE).APESAR DO RIGOR ASSIM COMO FOI A RESISTENCIA AO USO DO CINTO DE SEGURANÇA NO INICIO,HOJE USAMOS COMO PEÇA DE ROUPA,SENTIMOS A FALTA SE NAO COLOCARMOS.

OS HOSPITAIS PUBLICOS JA CHEGARAM A TER UMA REDUÇÃO DE 62% NO INDICE DE ENTRADAS(ISSO É REDUÇAO DE CUSTOS DO DINHEIRO PUBLICO NOSSO ARRECADADO EM IMPOSTOS,QUE PODE SER MELHOR UTILIZADO EM PREVENÇÃO E TRATAMENTO DE DOENÇAS E VITIMAS DE OUTROS TIPOS DE ACIDENTES).

SE VOCÊ É HONESTO CONSIGO MESMO E NÃO SE SENTE INTIMIDADO EM FAZER ESTE TESTE SÉRIO(NÃO É MAIS UMA PIADA NEM BRINCADEIRA DE INTERNET) PORQUE NÃO SE AUTOCONHECER.

ISTO É SER PREVENTIVO. NAO PRECISA DIZER O RESULTADO PARA NINGUEM. É PARA VOCE MESMO E SUA CONSCIENCIA.



"Prezados amigos,

Venho através desta mensagem para propor-lhes um teste interessante e que visa a reflexão e um pouco de auto-conhecimento.
Vocês só devem responder SIM, NÃO ou SR (SEM RESPOSTA - quando não se aplicar o questionamento).
Trata-se de um dos grandes males do atualidade e 3º Causa de morte segundo a OMS, organização mundial de Saúde,atrás de doenças cardíacas(esta também por influencia do alcoolismo). As perguntas se aplicam desde aqueles que bebem socialmente,como eu, até aqueles que bebem mais do que água,afinal é uma dos mecanismo do álcool produzir sede intensa e o bebedor o ingere pelo "prazer" do mesmo.
Respondam com a máxima sinceridade possível, não precisa repassar nem divulgar os resultados,pois estes só lhe interessam para sua consciência.


Boa sorte e grande abraço

Manoel Andrade"






( ) O seu desejo de beber o deixa inquieto?

( ) Apenas uma cerveja, por dia,é suficiente para deixá-lo insatisfeito?

( ) Fica intimamente agastado se alguém criticar seu programa de fim de tarde?

( ) Acha que fica melhor se bebe algumas?

( ) Fica impaciente em beber apenas uma?

( ) Fica pouco a vontade se souber que está sendo observado em seu hábito de beber?

( ) Já faltou o serviço por motivos de bebida?

( ) Evita a conversa com familiares que lhe desejam falar sobre seu hábito de beber?

( ) Desagraa-lhe as ponderações de qualquer pessoa, a respeito dos inconvenientes da bebida alcoólica?

( ) Quando bebe, procura disfarçar um pouco para não ser notado em seu hábito forte?

( ) Já aconteceu de esquecer completamente alguma coisa que fez, após uma noite bem regada a bebidas alcoólicas?

( ) Seu hábito alimentar se alterou, após adotar o hábito de beber?

( ) Já teve alguma complicação social pelo hábito de beber?

( ) Já teve algum problema físico que possa ser atribuído ao uso de bebidas alcoólicas?

( ) A bebida tem atrapalhado seu relacionamento familiar?

( ) Tem prazer em beber na parte da manhã (período anterior às 11:00 h) ?

( ) Acha que bebe mais hoje hoje , do que há 5 anos atrás?

( ) Sente leve agitação (desconforto físico e mental) que passa rápido ao tomar um drinque,uma cerveja?

( ) Se fossem retiradas todas as marcas de bebidas alcóolicas, sendo absolutamente impossível encontrá-la pelo período de 1 ano, esta notícia o deixaria alarmado?
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

São questões simples e um par delas respondidas afirmativamente já é sintoma de alcoolismo em algum grau. O maior ou menor número de questões respondidas "sim" vai dar uma medida exata desse grau. E a avaliação fíca por conta da sinceridade do bebedor.



Extraído de: As faces visível e oculta do alcoolismo.
Elizabet Barbosa de Carvalho
Editora SEDA,1999,1º edição


Espero que seja um ponto de partida para refletirmos sobre este mal que depende de nossa vontade no início, que causa tantos desastres, mutilações e mortes no trânsito, tendo como proteção uma mídia e uma indústria selvagem que faz das bebidas alcoólicas algo normal em que desde cedo crianças e jovens experimentam o ponto de partida de um caminho que pode ser sem volta, digno de vampirismo por espíritos também alcóolatras que se comprazem e levam o ser humano cada vez mais para o fundo do poço e continua depois da morte em outro plano, precisando o desencarnado de tratamento adequado.

MOMENTO DE REVERTER MAUS HÁBITOS


Por Manoel Trajano
Tenho observado,escutado e visto muito nas palestras que freqüento e lido nos livros o quanto somos condicionados por nossos hábitos e pensamentos muitas vezes condicionados pela pressão social,da mídia e da nossa constante indignação perante a vida.

Porque ao invés de estarmos sempre criticando,fazendo piadas e maldizendo os governantes,deputados,senadores e vereadores não passemos a emanar bons fluidos e vibrações por eles,afinal de contas tudo que é enviado de bom volta como benefício para nós,pela lei de causa e efeito. Nos fará bem estar e nos trará paz.

Emanemos pensamentos de luz pela humanidade intolerante,invigilante,egoísta e acabemos com a festa daqueles encarnados e desencarnados que se comprazem com estes nossos pensamentos estranhos e contrários á caridade e à positividade.

Experimentemos!

Sabemos que não é fácil mas é um exercicio que deve ser praticado diariamente.

Interiorizemos isso,mudemos nossos hábitos morais,alimentares e vibratórios. Para melhor.

Todos tem a ganhar,principalmente nós.

BALA PERDIDA


Temos acompanhado nos noticiários, através de relatos,vídeos e fotos como anda nosso mundo atual, repleto de toda forma de violência e desrespeito a integridade física e moral de nosso semelhante e a nós mesmos, pelas atitude irrefletidas e incontidas. A principio ficam indignados, tristes, revoltados perante àquela cena de barbárie que ficamos chocados e ficamos num estado de empatia,sentindo a dor do outro a uma certa distancia, até que uma certa feita esta violência explode próxima de nós de um familiar, de um amigo, de um conhecido e a nossa indignação,tristeza e revolta se torna em algo mais prático,com uma vontade incondicional de eliminar aquilo que a maioria de nós chama de lado podre e irreversível da humanidade, a escória, “ esse não tem jeito”, resocializar o que nunca foi socializado soa no mínimo estranho. Espíritas, espiritualistas (aqueles ditos não espíritas ,católicos,crentes se unem pela dor de formas diferentes e dão suas razoes para algo sem explicação prática mas rica de teoria, com base na educação, sistema penitenciário, desemprego, tendências do ser e outras explicações que nos deixam atados e inertes sem que ninguém assuma nada nem governos nem sociedade.
A Bala Perdida é a ponta do iceberg de algo bem profundo enraizado em um passado sem precedentes que se mistura com toda esta ordem teórica e mais aquela individual do ser, coletiva cuja expressão física vinda de um revolver ignorado ou desconhecido cujo alvo não era aquele que foi a vitima, é o reflexo de uma violência geral e banalizada que começou em manchetes de jornal,se reduziu a meia página e hoje é alarmante, reduzindo-se a pequenas notas, repetidas nos telejornais massivamente e emocionalmente. A Bala Perdida mas do que física é uma metáfora hoje para todas as formas de violência em que o civil é a maior vítima, como foi o caso do menino João Hélio e de tantos outros meninos iguais a ele que não saem no jornal e morrem todos os dias igualmente ou de forma pior,ele é o símbolo do limite que chegamos e da omissão de toda uma sociedade não só governo mas também os próprios civis. A Bala Perdida expressada na violência de uma guerra estúpida,interesseira no petróleo,política,genocida e anti-islamismo praticada pelo imperialismo americano sob o pretexto de democracia é tão estúpida como a chamada “Guerra Santa” infindável entre Judeus e Palestinos,fora as milhares de guerras civis acontecendo neste momento na África, na América Latina, nos Morros do Rio e periferia das grandes metrópoles, das guerras nos trânsitos que chega ao ponto do homicídio entre os condutores e quando não, na fiscalização. Bala perdida existe nos estádios pela briga de torcidas (ou marginais disfarçados) de São Paulo principalmente( e raramente no Rio e em outros Estados). Precisamos acordar e sair do meio virtual e partir para o Real, publicando,conversando,expressando através do Voluntariado nossa necessidade de mudança.
A violência sempre existiu na humanidade,em todos os lugares e tempos, das piores formas que podemos e não podemos imaginar e ela volta através de espíritos que tem uma oportunidade de reencarnação de se resgatar, não sucumbir as tendências de que outrora foi “ vítima” e agora vira o algoz num ciclo sem fim de retaliação que ele não se lembre pelo véu do esquecimento. Nada é por acaso e sabemos que uma folha não cai sem o consentimento do Pai. Hoje quem pratica e é o passivo da ação da escalada da violência por um motivo e permitido pelo Pai teve que passar por aquilo,sendo uma expiação para eles e para os que vivem ao redor, o que não nos isenta de modo algum de sermos coletivos, solidários e mobilizadores pela luta pela PAZ,pois faz parte da nossa evolução e contribuição espiritual. Não estamos aqui nesta vida, neste local,com as pessoas do nosso convívio por acaso. Não adianta se revoltar e se indignar, temos que fazer a nossa parte,pois aqueles que la estão eleitos por nós ao poder,com as mordomias,luxo e passividade burocrática,política e inércia não tem idéia da dívida que estão contraindo para o futuro face a responsabilidade do coletivo,assim como nós temos a nossa.
A Bala Perdida é a expressão do descaso de como deixamos chegar a este ponto a violência no bolso do policial mal aparelhado e de baixo salário, a violência dos filhinhos de papai que compram as drogas nas ruas e subsidiam o narcotráfico e as armas que geram tragédias como a da Estudante de Enfermagem, atingida pela bala física dentro da Estácio de Sá no Rio,tetraplégica numa cama. Drogas que se transformam em balas sejam perdidas ou não que deixam paralítica a menina de 13 anos de uma bala que veio de dentro do banco. Balas que não são perdidas que são ordenadas de dentro do presídio e mata o juiz que negou regalias a “estrelas” como Fernandinho Beira Mar e outros tantos. Há carmas coletivos e individuais, nós sabemos e os absurdos se repetem ao longo de varias vidas ate atingirmos a plenitude, mas para isso melhorar é preciso atitudes de base(educação,saúde,emprego,moradia,bem-estar,justiça que não seja impune nem imune,etc.) e emergenciais socializadoras (trabalho produtivo que retornem a sociedade e so liberem o individuo quando tiver condições emocionais e psicologicas restabelecidas,pois pagamos em média 1000,00 por detento por mês e não adianta prisão perpétua nem também semi-aberto). Pena de morte também não vai resolver, a não ser nos endividar mais espiritualmente como coletivo e individual. A Bala perdida está em nossa alma, sangrando como uma hemorragia dolorosa e difícil de cicatrizar,é necessário sairmos do computador e dos papeis e dar um Basta nisso,ou pelo menos reduzirmos ao mínimo possível, aqui, no Brasil e no mundo.
Estamos presos atrás de nossas grades,alarmes e vidros em casa e na rua. A coisa ta piorando e precisamos acordar para a vida através da Caridade, da Oração, do Voluntariado, da Ação. Não podemos esperar mais. O mundo pede socorro. A bala perdida se reflete através das balas intensionais,das facas, dos seqüestros,do estelionato e tudo que sempre vemos é a ponta do iceberg.

Manoel Trajano
18/03/07 – 14:50 – 15:20

MICROONDAS DO CELULAR


Em época de virada do milênio voltamos a nos deparar com aquele tipo de questão que tanto indaga o ser humano na questão do progresso e do desenvolvimento: tecnologia x sáude.Recentemente voltou-se a questionar sobre a emissão de microondas nas antenas do aparelho celular cujo índice chega a alcançar 60% de penetração dentro do cérebro humano e responsável por possíveis mutações genéticas que estariam relacionadas com alguns tipos de tumores.
Segundo reportagem da Revista Saúde da Editora Abril em SET/99 a aproximação aos olhos quando do seu uso a altura da cabeça estaria sendo responsável pelo surgimento de catarata.A relação das microondas com a água é fácil de explicar uma vez que sua emissão implica em um estado de ressonância das moléculas daquela substância, ou seja, frequência induzida é maior que a frequência natural e suportável do elemento em questão.Questão ainda em aberta nos aparelhos de microondas cuja falta de segurança no travamento pode levar a um desavisado perder a mão ou parte do braço devido a uma gangrena e consequente amputação do membro atingido.Perigo invisível.Há de se comprar essa briga, não de armas,de mãos ou tecnológicas, mas de esclarecimento e informação.Essa mensagem não é para assustar, é para prevenir e usar moderadamente seus aparelhos enquanto discutem entre todos os que se preocupam em trocar idéias para um uso saudável de tecnologias que vêm para nos facilitar a vida com segurança,qualidade de vida,rapidez e praticidade diante das necessidades do dia a dia e lazer.Tanto que já se vendem fones de ouvido e microfone para manter os aparelhos longe da cabeça,do seu aquecimento(em torno de 20 minutos seguidos já se percebe certo incômodo e até dores de cabeça).Em postos de gasolina deve-se mantê-los desligados,pois há prováveis microcentelhas no mecanismo de recepção ou emissão quando autorizada(yes ou send,depende do aparelho,recebendo ou fazendo ligação, respectivamente).Relação eletrônica com a volatilidade do combustivel(parte das moléculas ficam no ar). Não se deve colocar o aparelho celular próximo ao coração,principalmente os usuários de marca-passo e nem colocar a antena na boca,como o fazem muitas pessoas com canetas ou outros objetos.
Venho através desta mensagem e da característica solidária da Internet divulgar e discutir com meus amigos que eu gosto e que entre nós e àqueles para quem divulgar, integrar a sociedade para não somente elucidar como esclarecer com médicos, tecnólogos, engenheiros de telecomunicação e principalmente questionar com as empresas prestadoras de serviços de telefonia celular, seja ela analógica ou digital, o grau de interesse das mesmas em criar, através dos fabricantes, os devidos mecanismos de segurança ou que pelo menos empresas e fabricantes assumam uma posição perante os clientes no sentido de preservar a integridade dos mesmos e de seus descendentes.Ainda não se tem uma posição definida sobre o assunto, mas vamos dar um exemplo de modernidade e respeito ao ser humano já tão degradado com miséria, violência, pobreza, guerras e doenças.Vamos discutir entre nós, com as empresas, os fabricantes, com a imprensa, com os governos que se preocupam com seus cidadãos e seus descendentes, sobre essas dúvidas, verdades e mentiras, sobre os estudos a respeito do assunto.É preciso que se abra os olhos perante o que muitas vezes o ser humano através de pequenos grupos poderosos possa fazer diante de uma maioria desinformada, em torno de interesses financeiros e de poder haja vista o mundo dos negócios envolvido.A mutação genética pode não surtir efeito agora, mas talvez nos futuros seres humanos, ou melhor, clientes.
Texto escrito por mim em 13/06/2002.

BEZERRA DE MENEZES - O DIÁRIO DE UM ESPÍRITO


ASSISTAM ESTA NOVA E GRANDE OBRA DO ESPIRITISMO E DO CINEMA NACIONAL.

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

SEMINÁRIO DA FAMÍLIA CONTEMPORÂNEA - O SEMEADOR

NÃO PERCAM!!!


Seminário O ESPÍRITO E AS ESCOLHAS DO CAMINHO


Seminário
O ESPÍRITO E AS ESCOLHAS DO CAMINHO
com Sílzen Furtado (psicóloga)


Dia: 17/08/08
Horário: 09:00 às 13:00
Local: Centro Espírita Casa de Redenção Joanna de Ângelis - Rua Lima Borges S/N - Patamares
Investimento: R$ 30,00
Inscrições e informações: 3363.5656 - 3345.0606

Temas abordados:
A doutrina da escolha das provas
As escolhas no plano espiritual
As escolhas aqui e agora
Liberdade e destino: a vida e suas possibilidades
Mecanismos que aprisionam a consciência
O espírito e as diferentes formas para evoluir
A autodeterminaçaõ possível

A renda arrecadada será destinada às obras sociais realizadas pela instituição.

domingo, 3 de agosto de 2008

PROVAS DO ALÉM

O ASSUNTO JA GANHAR CONTORNO DE DEBATE,POLEMICA E JA É ACEITO EM VARIOS LUGARES DO BRASIL E DO MUNDO.A IDEIA É ESTAR EM COMUNHÃO COM NOSSO NIVEL EVOLUTIVO E A PERMISSÃO DIVINA.SRS,ADVOGADOS,SE LIGUEM NA NOVA ORDEM!ABRAÇO
Provas do além
Depois de alguns poucos casos resolvidos através do maior médium brasileiro, Chico Xavier, novamente a Justiça aceita cartas psicografadas para absolver réus.Justiça aceita cartas psicografadas para absolver réus - por Aline PinheiroIara Marques Barcelos deve muito da sua absolvição da acusação de assassinato à própria vítima, o tabelião Ercy da Silva Cardoso. Ele foi morto dentro de casa, na cidade gaúcha de Viamão, com dois tiros na cabeça, em julho de 2003. Iara foi apontada como mandante do crime.Em 2006, o próprio Ercy depôs a favor da amante. Sim, ele estava morto. Por isso, teve de contar com a ajuda do médium Jorge José Santa Maria para poder falar o que sabia. O cenário descrito pode até parecer surreal para quem não acredita no assunto, mas a Justiça brasileira tem levado em conta provas como essas para absolver réus.A carta psicografada, lida durante ao júri, foi contestada no Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul. A acusação pediu a nulidade do julgamento. Em junho deste ano, o TJ do Rio Grande do Sul anulou o júri porque um dos jurados havia sido defendido pelo mesmo advogado de Iara. Não analisou, portanto, a validade da prova do além. E o caso será retomado em novo Júri.O caso de Iara, seu amante e a carta psicografada não é o único na história do Direito brasileiro. Se ainda estivesse vivo, o líder espírita Chico Xavier, provavelmente, poderia ajudar muitos acusados. São conhecidos alguns casos em que Xavier usou seus dons mediúnicos em favor dos réus.Na década de 70, a história do juiz Orimar Pontes, de Goiás, se cruzou pelo menos duas vezes com a de Chico Xavier. Em 1976, o médium psicografou o depoimento de Henrique Emmanuel Gregoris, assassinado por João Batista França durante uma brincadeira de roleta russa. No mesmo ano, o líder espírita psicografou a carta de Maurício Garcez Henriques, morto acidentalmente por José Divino Gomes. Nos dois casos, o juiz Orimar Pontes aceitou o depoimento póstumo das vítimas e os jurados absolveram os réus.Em 1980, em Campo Grande, outra vez um escrito de Chico Xavier esteve nos tribunais como prova da inocência de alguém. José Francisco Marcondes Maria foi acusado de matar a sua mulher, Cleide Maria, ex-miss Campo Grande. O médium recebeu o espírito de Cleide. Com o depoimento, José Francisco foi absolvido. Em novo júri, chegou a ser condenado, mas a pena já estava prescrita.Dentro do universo jurídico, não há nada de errado na atitude da Justiça. Nada impede que cartas psicografadas sejam usadas como provas judiciais, assim como não há nenhum problema de o réu jurar pela Bíblia que não cometeu o crime ou ainda justificar seu ato como uma obrigação de fé. Para os especialistas, lançar mão de argumentos religiosos não viola a característica laica do Estado Brasileiro. Apenas confirma.“Dizer que o Estado é laico significa dizer que ele não tem religião oficial, e não que ele não aceita a religião”, explica Maurício Zanóide, advogado criminalista e membro do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais (IBCCrim). No entanto, ela considera que a carta não pode ser usada como única prova já que depende exclusivamente da fé. Afinal, não há argumentos lógicos para a prova do além. “Não há racionalidade discursiva.”Daí as cartas das vítimas mortas servirem, principalmente, nos júris. Os jurados não precisam fundamentar suas decisões, mas apenas responder se o réu é culpado ou inocente. Para formar essa convicção, não há nada que impeça a prova do além. “Há vedação para a produção de provas conseguidas por meios imorais, por exemplo, mas não é o caso das mensagens psicografadas”, explica o juiz Luiz Guilherme Marques, da 2ª Vara Cível de Juiz de Fora (MG).Influência no júriEm Viamão, a acusação de Iara reclama que a leitura da carta psicografada influenciou os jurados, o que não deixa de estar certo. Mais uma vez, nada de errado há nisso. Qualquer prova, relato ou depoimento influencia os jurados, leigos no universo jurídico.“Toda prova depende da convicção de quem julga. Por exemplo, quando uma testemunha afirma que um fato aconteceu de um jeito e outra testemunha diz que aconteceu de outro, o julgador acaba tendo de escolher entre uma das versões”, compara o juiz Luiz Guilherme. “Não há meios de impedir que algum advogado apresente uma mensagem psicografada como prova. É uma prova como qualquer outra.”A explicação dos especialistas é a de que o corpo de jurados é formado por pessoas que podem ter as mais diversas crenças. Uns podem acreditar na mediunidade, outros não. Dessa ótica, a carta psicografa é uma faca de dois gumes. “Um católico pode achar a carta bobagem e condenar o réu”, exemplifica Roberto Podval, advogado criminalista. “No júri, o que conta é a experiência pessoal de cada um.”O advogado Maurício Zanóide considera que é impossível analisar até que ponto determinada prova influenciou os jurados. Estes estão proibidos de conversa durante o júri e não podem fundamentar suas decisões. Como saber o grau de influência da prova do além? Impossível, diz Zanóide.Depoimento póstumoRoberto Serra da Silva Maia, advogado e assessor da 9ª Procuradoria de Justiça do estado de Goiás, escreveu, em abril de 2006, um estudo sobre a psicografia como meio de prova. Ao se debruçar sobre o tema, Maia concluiu que a mensagem psicografada não pode ser admitida como prova judicial por afrontar o princípio da igualdade, liberdade de culto e o princípio do contraditório, pois coloca a parte que não apresentou a carta em posição desigual. Para ele, fica difícil rebater a carta já que é algo que depende de fé.Zanóide afirma que “para qualquer documento ser considerado como prova, ele tem de ser, pelo menos, autêntico”. O advogado explica a diferença entre autenticidade e veracidade. A carta é autêntica se realmente tiver sido escrita pelo médium que a assina, por exemplo. Mas a sua veracidade não pode ser provada. Depende da fé de cada um.A veracidade depende, por exemplo, da credibilidade do médium. Credibilidade da qual Chico Xavier desfrutava mesmo entre aqueles que nem no espiritismo acreditavam. Quando o médium não tem o quilate de Xavier, o exame grafotécnico é a ferramenta buscada para os espíritas. Por ela, acredita-se provar que a letra de quem assina a carta é mesmo do espírito do morto. Para os espíritas, essa prova é necessária para que a carta seja verídica.O juiz Luiz Guilherme, por exemplo, afirma que aceitaria a carta psicografada desde que o médium fosse uma pessoa absolutamente idônea. “Eu admitiria como prova uma mensagem psicográfica recebida pela mediunidade da Irmã Dulce, Francisco Cândido Xavier, Mohandas Gandhi, Papa João XXIII e outras pessoas desse nível de credibilidade.”Prova do inconscienteValter da Rosa Borges, procurador de Justiça aposentado em Pernambuco, é um dos grandes especialistas em parapsicologia — esta sim uma ciência. Ele escreveu o livro A Parapsicologia e suas relações com o Direito. Para ele, a parapsicologia é a maneira que o Direto tem de encarar as mensagens vindas do além. “Não há prova científica da sobrevivência após a morte, mas há da parapsicologia.”Por existir prova científica, Borges explica que, ao contrário do espiritismo, a parapsicologia não depende de fé. “Não há espírito para a parapsicologia. O paranormal é uma pessoa viva que age sobre o mundo exterior numa ação inconsciente.”Nos Estados Unidos, a paranormalidade já vem sendo usada como ferramenta de investigação. A Polícia do Texas, por exemplo, usa a médium Allison DuBois. Enquanto dorme, a jovem tem visões com pessoas mortas que contam sobre o crime que sofreram. No Brasil, a figura do paranormal é acolhida por pelo menos uma legislação estadual. A Constituição de Pernambuco reconhece a paranormalidade ao prever a necessidade de assistência social ao paranormal, que aparece na lista dos necessitados junto com os menores abandonados, idosos e superdotados.Banco dos mortosAinda que a Justiça esteja aceitando e reconhecendo a validade de cartas psicografadas, os temerosos do sobrenatural podem ficar tranqüilos. Por enquanto, a possibilidade de se depararem com o depoimento de um morto durante um julgamento é nula. Ainda que aceite a prova do além, a Justiça não reconhece o morto como testemunha.“É desconhecer o Direito afirmar que o conteúdo de uma mensagem psicográfica caiba no conceito de prova testemunhal”, diz o juiz Luiz Guilherme. “Morto não é testemunha”, reforça o advogado Podval. A figura do médium encarnado na cadeira dos réus não é aceita na Justiça. Pelo menos, por enquanto.Revista Consultor Jurídico, 14 de julho de 2007
Fonte: Site Bahia Espírita Novos endereços, o Yahoo! que você conhece. Crie um email novo com a sua cara @ymail.com ou @rocketmail.com.http://br.new.mail.yahoo.com/addresses

MURO DAS LAMENTAÇÕES






"O muro ocidental, conhecido como Muro das Lamentações, é o lugar mais sagrado e venerado pelo povo judeu por tratar-se da única relíquia do último templo. O Muro Ocidental é uma pequena parte da muralha que Herodes construiu no ano 20 a.C., em redor do segundo Grande Templo. No ano 70, quando da destruição da cidade por Tito, este deixou de pé esta parte da muralha com seus enormes blocos de pedra, a fim de mostrar, às gerações futuras, a grandeza dos soldados romanos que foram capazes de destruir o resto da edificação. Durante o período romano não era permitida, aos judeus, a entrada em Jerusalém. Entretanto, durante o período bizantino, lhes foi permitido entrar, uma vez por ano, no aniversário da destruição, quando lamentavam a dispersão de seu povo e choravam sobre as ruínas do Templo. Daí o nome: Muro das Lamentações. O costume de orar junto ao Muro continuou durante o decorrer dos séculos. Entre 1948 e 1967 o acesso ao Muro foi novamente proibido aos judeus, já que ele se encontrava na parte jordaniana da cidade dividida. Depois da Guerra dos Seis Dias, o Muro das Lamentações converteu-se em um lugar de jubilo nacional e de culto religioso." Fonte: Internet



Muro das Lamentações

Vivemos num país em que se aculturou a questão da pacificação exacerbada, confundida com comodismo e trasnferencia de responsabilidade do poder publico,seja ele federal, estadual e municipal, a ponto de ouvirmos no cotidiano que ações voluntárias tiram a responsabilidade deles, que deveriam estar fazendo a sua obrigação, desestimulando assim de uma forma leviana, perigosa e comprometedora, aqueles que se mobilizam por amor ao semelhantes, e ao contrario do que tenho lido por aqui na internet, há varias formas de se ajudar,não apenas com a “mão na massa” como falam alguns no sentido físico da palavra mas também se ajuda por palavras e pela força do pensamento como fazem os budistas cujo nível de elevação irradiatória ajuda na busca do equilíbrio da psicosfera terrestre,senão fosse a soma destas ações vibracionais e de oração, a situação estaria bem pior.

Tenho pensado neste texto em virtude de nossa responsabilidade perante a vida. Tudo aquilo que contestasmos,reclamamos,lamentamos em frente a TV,ouvindo radio temos em nós os maiores responsáveis. Se você reclama da violência e do trafico de drogas, não compre-as nem compre produtos piratas. Reclamamos do Sistema que não tem jeito,acabou é isso mesmo,não muda.Onde estamos nós neste processo?Lamentando e querendo levar vantagem também,seja no transito na frente dos outros, roubando uns aos outros,traindo e prejudicando amigos e familiares,a ponto de agredirmos um ator global porque o personagem dele agrede a mulher na TV. Que pais este? Temos moral de reclamar e lamentar se nós não nos ajustamos,não buscamos nossa melhora intima. Tenho que ouvir quase todos os dias que temos que deixar de ser corretos e sonegar imposto mesmo,driblar a fiscalização,driblar a censura que está errada,porque o menino tem 15 anos já pode ir a um filme de 16 anos.Realmente não precisamos de especialistas,de controle de censura e disciplina. Não precisamos de médicos porque nos automedicamos, não precisamos de engenheiro porque meu pedreiro faz aquilo.Coitados daqueles mais pobres que precisam dos serviços públicos gratuitos como hospitais,escolas,cartórios.Onde vamos parar assim?

Vamos rever as nossas atitudes,praticar as leis divinas básicas da humildade,fé,paciência e perdão. Parar de se lamentar não é ir entrar na mesma sintonia e agredir,transagredir,é se mobilizar para a vida de maneira inteligente e fazendo a diferença através de cada um de nós. Chega de se lamentar. É hora de acordar e agir!

Manoel Trajano, 02/08/08 18:45 h
PARA PARTICIPAR DO GRUPO NO YAHOO GRUPOS:
Assinar irmaosdeluz

Desenvolvido por br.groups.yahoo.com