sábado, 8 de maio de 2010

O espírita polêmico




 




 



De: Alamar Régis Carvalho

Para: Rede Brasil Espírita

Assunto: O espírita polêmico

Amigos Da RBE: O que será um espírita polêmico? Uma pessoa que ensina as pessoas a matar, a roubar e a praticar atos imorais ou ilegais?

Claro que não. O que leva um dirigente a proibir que confrades façam palestras em seu centro? Coerência doutrinária ou incapacidade de argumentação? Veja a matéria de hoje.

 

A TV CEI está crescendo

Leia isto aqui com atenção

 

Quero ter a alegria de dar mais esta notícia, aos amigos: A TV CEI não tem um ano no ar e já está com um crescimento maravilhoso, graças as ações de alguns espíritas. Vocês se lembram quando eu fiz aquela campanha, para que os espíritas procurassem visitar as direções das TVs a cabo, das suas cidades, e sugerirem que colocassem a TV CEI na sua grade de canais?

Pois bem. Alguns espíritas escutaram, entenderam a relevância disto e, por amor à doutrina, fizeram a sua parte, e conseguiram que a nossa querida TV CEI entrasse em 12 cidades. Ela já está presente, para os assinantes de TV a cabo nas cidades de: Andradina, SP; Currais Novos, RN; Colatina, ES;  Jundiaí, SP; Natal, RN; Lauro de Freitas, BA; Pelotas, RS; São Sebastião da Boa Vista, SP e já está entrando, este mês, ainda, nas cidades de Governador Valadares, MG; Rio Grande, RS e Vitória, ES.

Você sabe o que significa isto: Alguns milhares de pessoas já estão vendo a Doutrina Espírita em seus televisores.

Sabe quem conseguiu isto? Foram espíritas, como você, que tiraram a bunda da cadeira e foram à luta.

O que está faltando para você, também, juntar com um grupo de amigos espíritas, da sua cidade, e fazer a mesma coisa aí?

Detalhe, interessantíssimo: As operadoras de TVs a cabo que começaram a transmitir a TV CEI, estão entusiasmadas com o retorno que estão tendo, porque muita gente está fazendo assinaturas, por conta disto, e muitas manifestações de parabéns estão chegando lá, inclusive de público não espírita, por causa disto.

Várias pessoas estão me mandando e-mails, parabenizando-me, porque surpreendentemente, começaram a ver a TV CEI, em suas casas, numa alegria enorme. Quero dizer a esses amigos queridos, carinhosos sem dúvida alguma, que sobre este caso ninguém tem que parabenizar a mim não, tem que parabenizar é a própria TV CEI e que tem, também, que mandar os seus e-mails para as próprias operadoras de TVS a cabo, parabenizando-as pela iniciativa. Aí elas perceberão o quanto é importante ter um canal mostrando o Espiritismo, que é o assunto que está ficando na moda.

Quando uma operadora de TV a cabo começa a perceber que é "UMA BOA" botar um determinado tipo de canal no ar, a coisa se espalha e várias outras operadoras, que não são bestas, quererão fazer a mesma coisa. Agora não tem mais volta, é só a gente agir. Com o sucesso das TVs a cabo, que estão tomando esta iniciativa, não tenham a menor dúvida de que a SKY, que já manifestou interesse, vai se apressar em colocar, também, no seu "line up", o mais rápido possível.

A nossa meta é fazer isto acontecer, antes do dia 18 de abril, para que, no Congresso, possamos ter o grande show transmitido para um público enorme.

Neste ano, de explosão do Espiritismo, pelo cinema, em nosso país, com certeza o interesse deles será maior e só dependerá de nós, fazermos a nossa parte.

A Doutrina Espírita conta contigo.

Quero receber muitos emails, esta semana, de gente dizendo que já manteve contato, também, em sua cidade, e que a receptividade foi, também, a melhor possível

 

www.tvcei.com/campanha

 

 

Aos amigos: Coloquei no site da Rede Visão, www.redevisao.net, a gravação de um programa que fizemos, por comemoração dos 7 anos do meu programa de TV, que é uma entrevista que o Vinícius Lordello fez comigo. Tem outros programas lá, dêem uma olha. Está na primeira página do site, logo em cima. Detalhe: Esses programas estarão sendo mostrados, também, pela TV CEI, com qualidade melhor, porque é qualidade de televisão.

 

Atendendo, também, a pedidos de amigos, que me pedem para retransmitir alguns artigos que escrevi, porque, sem querer, apagaram em seus computadores, disponibilizei, também, os meus artigos, recentes, tanto os voltados para o público espírita quanto aqueles escritos, como cidadão, para o grande público. É só entrar na opção ARTIGOS DO ALAMAR e pronto.
 

 

O espírita polêmico

 

Você já procurou analisar bem essa questão do espírita que é considerado polêmico?

Já procurou pensar no que existe por trás da proibição de escritores e expositores, sob a argumentação de que é polêmico?

 

É muito comum a gente escutar, da boca de dirigentes e membros de diretorias de instituições espíritas, frases assim:

  • - "Não permitimos que convidem para falar em nossa casa, o expositor tal, porque ele é muito polêmico".

  • - "Convidar o doutor Sérgio Felipe? Acho bom não. Ele anda se enveredando por outros lados, com essa onda de cientificismo na doutrina".

  • - "Djalma Argolo aqui? também não. Ele anda fazendo algumas colocações nas suas palestras, e nós preferimos evitar. Imaginem, ele escreveu um livro colocando Jesus como se fosse um homem qualquer. Não admitimos".

  • - "Palestrante botar espírita pra cantar? Onde já se viu uma coisa desta? Isto é um desrespeito, porque a doutrina é coisa séria".

  • - "Adenauer Marcos? Nem pensar, ele se enveredou para um campo, que não condiz com a doutrina."

  • - "Carlos Bacelli aqui não. É decisão da diretoria, e pronto".

Essas coisas existem em muitas casas espíritas, creio até que a maioria, naquele processo da prática do "índex librorum prohibitorum", que dirigente nenhum quer admitir como índex, sob a alegação de que é preservação da doutrina. É algo mais ou menos parecido com o Lula, quando diz que não existe mensalão no Brasil, que a câmara dos deputados é respeitável e que qualquer conversa de mensalão é simples invenção da oposição.

Que tal a gente questionar isto?

O que existe por trás dessas ações de proibições de determinados expositores, principalmente nomes notáveis, do movimento espírita?

Será que as proibições se encerram mesmo no zelo, verdadeiro e sincero, pela preservação da doutrina espírita?

Será que o dirigente do centro que as pratica, possui um conhecimento tão elevado e tão aprofundado da doutrina, inclusive sobre as outras revelações da vida que não puderam, ainda, ser divulgadas no tempo de Kardec, a ponto de estabelecer julgamento sobre o que escrevem e falam todos os outros espíritas?

É claro que não.

- Mas, por que essas coisas acontecem, no movimento espírita?

Por incompetência, desconhecimento, orgulho, falta de solidez doutrinária e incapacidade de questionar e debater idéias.

Entenda bem, porque isto acontece:

Conforme está sendo divulgado, amplamente, pela internet, com base na experiência de jornalistas do jornal "Folha de São Paulo", é muito fácil alguém fundar uma igreja, no Brasil, botar um nome qualquer, começar a funcionar e levar inúmeras vantagens fiscais, inclusive contas de telefone e luz sem impostos, o que é um bom negócio.

Da mesma maneira, fundar um centro espírita novo é, também, uma coisa muito fácil e qualquer um pode fazer. Basta brigar com o centro que freqüentava antes, ou mesmo se manifestar insatisfeito, e fundar o seu.

Um seu Francisco ou uma dona Alice qualquer, mesmo com "40 anos de Espiritismo", estão acostumados a abrir o Evangelho, "ao acaso", ou seja, sempre no meio, sob a alegação que foram os espíritos que mandaram abrir, no meio, sempre no meio, e que, também, fizeram uma leitura de "O Livro dos Espíritos", de apenas uma tradução, aquela que eles têm em casa, há mais de 30 anos, todo amarelado, tendo também lido alguns romances e conhecendo, também abrindo ao acaso, aqueles livros de mensagens do Emmanuel, acham que conhecem profundamente a doutrina, em condições de conduzirem um centro.

Ao abrirem os livros, sempre no meio, tentam fazer crer que o livro fora aberto por ação dos céus, ou seja, pelos espíritos superiores, sempre no meio.  

Atentem bem para estes detalhes: Ler "O Livro dos Espíritos" é uma coisa, estudar "O Livro dos Espíritos" é outra coisa, estudar toda a obra básica do espiritismo já é outra coisa e estudar toda a obra básica, consultando várias traduções, é outra totalmente diferente.

Quando há uma disposição para o estudo da Revista Espírita, não necessariamente um estudo seqüencial, mas, pelo menos, uma pesquisa sobre o que pensava Kardec acerca de determinados assuntos que alguns expositores colocam e que a gente acha "polêmico", aí a coisa fica totalmente diferente. Quando há disposição para um estudo em Denis, Dellane, Bozzano e outros, aí que a solidez aumenta mesmo.

Eu tenho falado em estudo e não em leituras superficiais. Quero falar em aplicação da lógica e do bom senso, nas questões que nos são apresentadas, mesmo pelos espíritos.

Então, diante disto, chegamos à conclusão de que as proibições existem exatamente por despreparo da direção da casa, que estabelece o índex, e que o argumento de "preservação da doutrina" é apenas um pretexto, uma maquiagem, para que não transpareça como proibição, já que ninguém quer ser qualificado como arbitrário e ditador e nem comparado a Thomás de Torquemada.

A grande preocupação do dirigente despreparado, aquele que convive toda semana com o seu "curral", é que uma das suas "vaquinhas", que são os freqüentadores do seu centro, lhe faça alguma pergunta, acerca de um assunto colocado por algum expositor que falou na casa, e ele não tenha capacidade de responder, e a platéia venha a questionar o seu nível de conhecimento doutrinário, que ele tanto alardeia. Esta é que é a chave de tudo.  

Observemos alguns nomes, notáveis, do nosso movimento espírita:

 

Heloísa Pires – Na minha opinião, a maior expositora da doutrina espírita, não se resume apenas em ser a filha do notável Herculano Pires, mas simplesmente uma mulher altamente competente, de bases muito sólidas no campo da Matemática, da Física, da Ciência Exata como um todo, que aplica a lógica, indispensável à prática espírita, conforme sugeriu Kardec e os Espíritos. Heloísa expõe com racionalidade, com coerência e com conteúdo que faz o espírita pensar. Ela encanta as platéias, quando é convidada a fazer palestras nos eventos, encanta os telespectadores, quando é convidada a falar em programas de televisão, encanta os mais exigentes porque quando fala, convida as pessoas comuns a pensarem e não apenas a ter fé porque tem que ter fé.

Um dirigente que não tem capacidade de alcançar o nível dela, prefere, muito "fraternalmente" e com muito "amor", induzir a casa a não convidá-la.

 

Djalma Argollo – Dentre o seu gigantesco nível cultural, sobretudo nas questões do Evangelho, ele levanta, também, o aspecto humano de Jesus, colocando que se José era um carpinteiro e se a carpintaria era o sustento da família, é muito óbvio que Jesus tenha assumido a carpintaria, assim que o pai morreu, foi o gerente da carpintaria, era quem dava os orçamentos para os clientes, pegava no martelo, no serrote, nos diversos instrumentos da oficina e poderia, também, sem querer, pegar uma martelada no dedo, como qualquer humano.

Falar nisto, você já imaginou Jesus, pegando uma martelada no dedo? O que ele diria?... Bom, deixe eu mudar de idéia, senão vou terminar falando besteira aqui, e muita gente vai me baixar o cacete.

Num tom de divagações, poderíamos concluir que, se naquele tempo os clientes pagassem com cartão o cheque pré-datado, certamente Jesus deveria receber, também, um cheque-pré, posto que a carpintaria de José, certamente, deveria ter concorrência, na região.

Ao mesmo tempo Djalma mostra que Jesus, por ser humano e por comer alimentos sólidos, certamente deveria, também, se sentar e fazer as suas necessidades fisiológicas, absolutamente naturais em qualquer ser vivo, o que não o diminuiria de forma alguma.

Mas a idiotia religiosa exagerada de alguns, acha impossível alguém admitir Jesus fazendo xixi, soltando flatos, espirrando, tossindo, coçando a cabeça, cortando a unha, cortando cabelo, gerenciando uma carpintaria e negociando, com seus clientes, os preços dos serviços e as formas de pagamentos. (Desculpem os amigos, acostumados com minha maneira mais clara de escrever, ao usar a palavra "flatos", porque, no fundo, eu queria usar mesmo era a palavra que todo mundo conhece e pratica, principalmente, quando se come muito pão, como Jesus comia).

Quando a coisa entra no campo da sexualidade, então, aí que o índice de idiotia se eleva mais, já que, na cabeça de muitos, sexo é imoralidade, indecência, pecado, obsessão e perturbação, SEMPRE. Falar na hipótese de Jesus ter namorado com Madalena é algo que revolta, demais, o religiozismo; se falar em possibilidade de sexo, misericórdia, aí é que é um Deus nos acuda.

Por isto, condenam o Argollo, como polêmico e o proíbem de falar em suas casas.

 

Adenaur Marcos – Homem de uma inteligência e uma cultura extraordinária, não apenas pelos cinco cursos superiores que tem, mas por já ser racional e estudioso por natureza, opta por escrever e expor a doutrina espírita, convidando as pessoas a raciocinarem, sempre e, inclusive, promover o estudo da doutrina espírita, também, dentro do campo da Psicologia e da Psicanálise, já que são esses os que estudam a questão do comportamental humano, que é exatamente aquele o qual as pessoas mais trazem problemas para questionar os orientadores espíritas, em busca de soluções.

Ora, se a pessoa vem à casa espírita, trazendo problemas de convivência com o marido, com a esposa, com filhos, com o mundo, no campo íntimo, no campo sexual, conflito de um modo geral, eu vou simplesmente mandá-la ler o Evangelho, talvez caindo na página da visita de Jesus a Zaqueu? Vai resolver, o quê? O que uma coisa tem a ver com outra?

É óbvio que a recomendação do Evangelho, do passe e da terapêutica espírita, que já conhecemos, ajuda, sim, mas se eu tenho uma capacidade de orientá-la, mais especificamente, embora sem a formação acadêmica na Psicologia, será muito melhor.

O que o Adenauer faz é qualificar mais o atendimento na casa espírita.

O dirigente que não tem competência e conhecimento para alcançar o seu nível, prefere qualificá-lo como polêmico e proibir que ele fale na sua casa.

 

Sérgio Felipe – Um homem que, também muito religioso (embora muitos imaginem o contrário) e que, por isto, não abre mão do aspecto religioso do Espiritismo, não se detém a isto e vai além, nas suas pesquisas, como Kardec sugeriu. Já que o Espiritismo não é questão apenas de fé, principalmente de fé cega, ele se aprofunda nas questões naturais dos chamados "fenômenos" espíritas, leva-se à experimentação científica, em laboratórios, estuda os médiuns, enquanto mediunizados, nas suas alterações físicas e mentais, percebe mudanças nítidas das ondas de um eletroencefalógrafo, ligado em suas cabeças, no transe, sabe que a água verdadeiramente sofre mudanças químicas, quando fluidificada, comprovação esta obtida em laboratório da SABESP, em São Paulo, verifica eficiência no passe, com o uso de imãs, pelo aplicador, devido ao campo magnético do imã... aí aparece um dirigente de centro, qualquer, simplesmente para abrir a boca e apenas afirmar que ele é polêmico, que anda se enveredando por outros lados, sem a menor competência de acompanhar o que vem sendo feito? E os dirigentes da casa têm que dizer amém, para essas lideranças?

ATENÇÃO: Falei em aplicação de passe com imã, aqui, e que surtem efeitos extraordinários, mas recomendo que ninguém, pelo fato de gostar do Alamar e do Sérgio Felipe, vá querer pegar imã e adotar para aplicar passe em seu centro espírita, porque trata-se de uma técnica que requer dosagem, distância estabelecida entre o imã e o local do corpo da pessoa e uma série de detalhes, que mais são da área médica. Quem tiver curiosidade em saber sobre isto, que converse com o Sérgio Felipe, quando tiver com ele, ou faça a pergunta, em algum evento que ele participar, a fim de que ele explique, se achar conveniente, a respeito disto. O mau uso pode ser prejudicial, assim com o mau uso de qualquer medicamento.

 

Dora Incontri – É uma expositora que, com muita razão, tenta fazer as pessoas se convencerem de que a casa espírita é uma escola e não uma igreja, que o Espiritismo é uma proposta de educação e não de rezação, que a fé espírita deve ser racional e não baseada em dogmas e em doutrina do "porque sim" e "porque não", valendo lembrar que os Espíritos escolheram, para formatar a doutrina espírita, um professor, um mestre e não um padre.

Por conta disto alguns dirigentes a proíbem, achando-a polêmica, e que anda enveredando por outros caminhos.

Que outros caminhos? Por acaso, não é o caminho que Kardec sempre se enveredou, antes e depois que se envolveu com o Espiritismo?

Falar nisto, vocês já perceberam que diabo de palavra mais horrorosa, essa palavra enveredar? E haja enveredamento em nosso movimento. Vamos enveredar, gente!!!!

 

José Medrado – Revoluciona com uma nova didática de fazer exposição espírita, saindo do mesmismo, utilizando-se de uma técnica de manter o povo acordado, pela alegria, pela música e pelo seu método descontraído, com o indispensável cuidado de não transgredir os princípios morais e os princípios básicos da doutrina. Consegue fazer com que platéias gigantescas se encantem com a mensagem, levando-as às casas espíritas e ao estudo da doutrina.

Aí aparecem os arautos do mesmismo para condená-lo e até recorrendo ao velho recurso de difamá-lo, levantando suspeitas levianas sobre a sua conduta moral, apenas para dar sustentação às suas condenações, no objetivo de jogar o público espírita contra ele.

 

Carlos Bacelli - Será que o massacre que andam fazendo, contra ele, tem origem maior nas colocações que são feitas em seus livros, e que, de fato, causam certas surpresas e nos convidam a questionar sobre os assuntos, ou será que é pelo fato do espírito, que anda escrevendo através dele, vir dizendo coisas, contundentes, a respeito de práticas no movimento espírita, que muitos espíritas não querem ouvir, porque preferem colocar o lixo sob o tapete?

 

Wanderley e Ermance Dufaux - Estão baixando o sarrafo no médium e na obra também. O que de fato existe nessa revolta toda? será apenas pelas citações polêmicas ou será pela disposição do espírito em dizer, também, coisas que o movimento espírita finge que não vê e não quer que se fale?

Será que a "menina" (dos tempos de Kardec), Ermance, que teve aquele papel fundamental na época da codificação, como espírito não se comunicaria, nunca, através de médium nenhum? É assunto para outro artigo.

É bom lembrar que o Manuel Philomeno de Miranda, também, através do Divaldo, vem alertando o movimento espírita, há muito tempo, acerca da sua conduta. Doutor Bezerra, também, com todo o amor e humildade que lhes são peculiares, tem nos trazido mensagens que, se analisarmos muito bem a sua profundidade, tem sido puxões de orelhas em nosso movimento. Camilo, também, através do José Raul Teixeira, tem tocado na mesma tecla; vários espíritos, em todo lugar do mundo tem chamado a atenção do movimento, e ele não está nem aí, prefere ficar com raiva. Por que será?

  

Eu citaria, aqui, inúmeros outros nomes extraordinários, maravilhosos, entre os encarnados e entre os que já desencarnaram, que comeram o-pão-que-o-diabo-amassou por causa dessa prática, desgraçada, que é a de condenarem pessoas, sob a alegação de serem polêmicas.

Doutor Hernani Guimarães Andrade (foto ao lado) é um dos nomes que, certamente, não é conhecido pelos jovens espíritas e, certamente, não será no futuro do Espiritismo, por conta desta lamentável prática que existe em nosso movimento, que é a de queimar pessoas, cercear aos outros o direito de conhecer pessoas que não são do agrado pessoal de algum dirigente da casa.

Você pode ter certeza, meu caro leitor e minha cara leitora, que essa argumentação de proibirem expositores, sob a argumentação de serem polêmicos, é produto da incompetência, do orgulho e do conhecimento frágil dos dirigentes que assim o fazem. A polêmica não é uma prática imoral, não é prática ilegal, não é indecente, não é pecaminosa e não é reprovável. O dirigente verdadeiramente qualificado não tem receio nenhum que alguém fale na sua casa e que, por alguma razão, venha a dizer alguma coisa que possa deixar dúvida, porque, por ter competência, simplesmente argúi o expositor, sem faltar com o respeito, com o carinho e com a consideração, pedindo explicações sobre a citação, coloca o seu ponto de vista, coloca o ponto da doutrina que diz em contrário, se for o caso, e pronto. Qual o problema?

Caso seja uma citação sobre algo que foge ao seu conhecimento, que tenha a humildade e a dignidade de dizer, a todos, que aquele assunto ele não estudou ainda, que não se aprofundou ainda e que, se sabe alguma coisa, o sabe muito superficialmente, que agradece ao expositor por tê-la trazido à casa e não fica nessa onda de aparecer como o detentor de todos os conhecimentos na face da terra e de que a platéia tem que vê-lo como um enciclopédia perfeita.

Conforme eu venho sugerindo, sempre, através dos meus artigos e das minhas palestras, os freqüentadores de centros espíritas não devem se comportar como vacas de currais, nem como elementos movidos por controle remoto de ninguém. É importante que todos saibam que o fato de um elemento estar sentado numa mesa de centro espírita, não implica que ele, necessariamente, tenha mais conhecimento espírita que todos os que estão na platéia.

Questionar é salutar, discordar do dirigente da casa é salutar, exigir respeito à sua inteligência é natural e dizer "Não permito que fulano ou sicrano sejam proibidos de falar em nossa casa, porque eu e a grande maioria dos freqüentadores da casa queremos ouvi-lo e não podemos admitir ser conduzidos conforme os seus ânimos pessoais, a sua visão pessoal e a sua disposição de censura".

Ainda bem que estamos em uma época em que a Espiritualidade resolveu acionar o universo não espírita, para divulgar o Espiritismo, já que, como era previsto, o movimento espírita poderia falhar, como de fato falhou.

Estamos escutando, na principal novela da Globo, "Viver a vida", os personagens falarem de Espiritismo, quase que diariamente, e falando claramente, abertamente, colocações absolutamente interessantes, sem qualquer vínculo com macumba e coisas parecidas. Que está acompanhando está vendo a forma como eles falam, como se a Globo fosse mesmo uma televisão espírita, com todo o interesse em mostrar para o público a excelência do Espiritismo. E milhões de brasileiros estão escutando isto. Em março serão apresentados vários especiais, sobre o Chico Xavier, numa grande preparação para a chegada do filme, que estreará em 2 de abril. É uma bênção, e algo que o movimento espírita deveria dizer: "Já que eu não tive competência de fazer, os outros estão fazendo".  

Para a apreciação de todos.

  

Carinhosamente.  

 

Alamar Régis Carvalho

alamar@redevisao.net

www.redevisao.net   

      

 

Ah, tem outra coisa: Você, que gosta do Alamar, dê uma entradinha em nosso site: www.redevisao.net bote o seu e-mail lá, na opção QUERO SABER MINHA SENHA, pegue uma senha, e atualize os seus dados no nosso banco de dados. É que eu me correspondo com muita gente, nunca mais fiz estatística, e gostaria de saber um pouco mais o perfil do público atual, com o qual me correspondo. Se você recebe e-mail meu, com certeza tem registro seu lá e uma senha existe. Basta botar o e-mail, que ela segue, também por e-mail, na hora.

 

Alamar Régis Carvalho - Analista de Sistemas - E-mail: alamar@redevisao.net  orkut: "alamarregis"  www.redevisao.net

Mais um apelo pela TV CEI

        Quero, mais uma vez, apelar aos espíritas, esse universo gigantesco de pessoas que falam sobre a Caridade, que prega sobre a Caridade, que entende que fora da Caridade não há salvação, sobre o nosso dever de fazermos a nossa parte, no sentido de ajudar a aliviar os sofrimentos da Terra, partindo do principio que a nossa doutrina ensina que o fato da criatura não fazer o mal não é o suficiente e que ela precisa ser útil, precisa fazer o bem, precisa fazer a sua parte.

         Uma televisão espírita, ainda mais em abrangência nacional, como é o caso da TV CEI, assim como foi o "Espiritismo via Satélite", conseqüentemente consegue evitar inúmeros suicídios, inúmeras práticas de abortos e incontáveis atos de violência porque, mesmo que digam que foi "por acaso", ela leva o esclarecimento a milhares e talvez milhões de pessoas, com muito mais eficiência que o convencional centro espírita.

Surgiu mais uma grande oportunidade da TV CEI estar no SKY

         Eu escrevi aqui, falando que apoiaria a campanha de abaixo assinado, para a tentativa de colocar a TV CEI na grade de canais do SKY, que já tem um universo de assinantes próximo a 2 milhões de pessoas, mas afirmei que eu duvidava que isto fosse possível, com um simples abaixo assinado, já que aquela empresa só coloca novo canal ali mediante pagamento de, no mínimo, 200 mil reais por mês, ainda mais canal que elas vêem como religioso, partindo do entendimento que RELIGIÃO é um excelente negócio em termos de televisão, já que eles sabem que a coisa mais comum, no Brasil, é pastor protestante pagar 2 milhões, 3 milhões e até 7 milhões de reais, por mês, para ocuparem espaços em emissoras de televisão. Não adianta a gente dizer que o Espiritismo não deve ser comparado com as igrejas que fazem isto, porque, para eles, tudo é a mesma coisa e religião é coisa que dá dinheiro, e muito dinheiro.

          Em atenção as argumentações de que o movimento espírita não tem todo esse potencial econômico, a SKY fez uma proposta à direção da nossa emissora:

         Se vocês nos mostrarem um banco de dados que comprove que, de fato, existem muitos espíritas que são nossos assinantes e, principalmente, se conseguirem colocar uma relação de pelo menos 5.000 espíritas que ainda não são assinantes, mas que manifestem o desejo de se tornaram nossos assinantes, devidamente identificados com os seus CPFs, nós abriremos um espaço para colocar a TV CEI na nossa lista de canais, sem necessidade de pagar essa mensalidade, na faixa de 200 a 300 mil reais.

         Diante desta proposta, venho sugerir aos amigos e amigas, para que entrem no site especial da TV CEI e coloquem os seus dados lá, tanto os que já são assinantes da SKY quanto os que não são ainda. Mas é importante que preencham todos os campos, principalmente o CPF, para que eles percebam que as pessoas de fato existem e que não são nomes "chutados" pela direção do referido canal.

         Partindo do princípio que tem muita gente que tem certa dificuldade em lidar com computadores, peço aos amigos para que preparem formulários, através do Word do seu computador, e pegue os dados do maior número possível de gente, no centro espírita onde você frequenta... isto é, se a direção da casa permitir e não ser do tipo que considera TV Espírita como coisa do "demônio"....  colha os dados com letras bem legíveis e você mesmo cadastre essas pessoas, através do seu computador.

         O site para você fazer isto é o

         www.tvcei.com/sky

 

        Apelo para que você comece a fazer isto agora mesmo, colocando o seu nome e o nome dos entes mais próximos e conhecidos, obviamente levando a idéia ao conhecimento deles. É muito fácil de fazer este cadastro, são poucos dados a serem preenchidos e não tem dificuldade nenhuma.

       Passem este e-mail adiante, passe a campanha adiante e, para aqueles que adoram questionar as coisas pelos lados mais negativas e pessimistas, sempre desconfiando de tudo e de todos, deixem bem claro que esta iniciativa não visa fazer ninguém ficar rico, não visa estimular vaidade de ninguém e que o objetivo único é LEVAR O ESPIRITISMO PARA O MUNDO.

        Tenho certeza de que o Espiritismo vai contar, pelo menos, com esse número reduzidíssimo de espíritas, posto que 5.000 espíritas é um número bastante insignificante, em relação ao universo de mais de 20 milhões de espíritas que existe no Brasil, conforme aponta o IBOPE, a Fundação Getúlio Vargas e outros institutos de pesquisas.

        E que aqueles que costumeiramente dizem que o Alamar "pega pesado" em relação ao movimento espírita, e que não acontece nada do que ele anda dizendo, que ele anda exagerando, que ele não sabe o que diz, está aí a grande oportunidade de provarem que ele está errado, demonstrando o contrário e colocando, no mínimo, umas 20 mil pessoas nesse cadastro. 

 

O Evangelhão e o Espiritão

Este trabalho está encantando as pessoas

Quem já adquiriu, adorou. Quem viu, também

 

Lancei O EVANGELHÃO, que é uma edição nova de "O Evangelho, segundo o Espiritismo", e o ESPIRITÃO, que é "O Livros dos Espíritos",  numa tradução nova, livros totalmente coloridos, capas duras, laminados, letras grandes e do tamanho de uma folha de papel A4, numa didática maravilhosa e com uma facilidade enorme de leitura.

Eu disponho da tradução de toda a obra básica feita pelo extraordinário Professor, Catedrático, Mestre e Médium Wladimir Olivier, que confiou a mim os seus direitos, um trabalho belíssimo e de elevadissimo nível que ele fez, com o indispensável cuidado de traduzir todos os livros das obras básicas, do original Francês conforme o francês entende, para não distorcer as idéias de Kardec e dos Espíritos, numa fidelidade impressionante, além da linguagem fácil e acessível, proporcionando uma leitura leve a agradável a todas as pessoas, de todos os níveis.

Não é conveniente, para mim, entrar em detalhes sobre o porquê desta observação: "Traduzidos conforme o entendimento dos nativos franceses". Sugerimos que você faça um estudo comparativo, cuidadoso, com diversas traduções, de preferência assessorado por alguém que conhece muto bem o francês, com vivência na França, e saberá os porquês disto.

A linguagem também é mais acessível. Só para você ter uma idéia, não aparece Jesus falando "pedi, e dar-se-vos-á", porque o bom senso aponta que ele jamais falaria desse jeito para um povo tão rude, como o povo da sua época. A linguagem é leve e agradabilíssima.

Mas tem outros detalhes, interessantíssimos:

Eles foram editados, agora, como livros grandes, ou seja, no tamanho do papel A4, com LETRAS GRANDES, para facilitar a leitura de pessoas idosas e todos aqueles quem têm algum problema de vista.

E tem outra coisa:

TOTALMENTE COLORIDOS

Tem belíssimas ilustrações e, inclusive, mudança de fontes e cores das letras em cada tipo de participação do livro. Por exemplo: Quando o texto é uma citação do Evangelho bíblico, fica com um tipo de fonte e uma cor, quando é Mensagem dos Espíritos outro tipo e outra cor, quando é fala de Kardec outro tipo e outra cor, quando é nota de rodapé, outro tipo e outra cor...

TUDO EM CAPA DURA

São obras belíssimas, um trabalho muito bonito que eu venho desenvolvendo há muito tempo.

Você vai se encantar com a excelência da tradução destas obras, como também pela beleza gráfica. Quem já viu, adorou.

Se desejar comprar, faça em nosso site: www.redevisao.net Vai ser um excelente presente de natal para amigos e entes queridos.

Se quisar dar uma olhada num demonstrativo das suas páginas, tanto do Evangelhão como do Espiritão, faça download dos PDFs resumidos que eu fiz, também em nosso site, www.redevisao.net. Basta clicar lá e abrir.

É fácil comprar, basta entrar no site, www.redevisao.net, ir no COMPRAR PRODUTOS, que eles aparecem logo como os primeiros livros da relação. Será emitido um boleto, e enviaremos com uns 5 dias, mais ou menos, porque é obra que é montada, conforme os pedidos.

 



 

__._,Enviado por Jaime Khoury/BA

Nenhum comentário:

PARA PARTICIPAR DO GRUPO NO YAHOO GRUPOS:
Assinar irmaosdeluz

Desenvolvido por br.groups.yahoo.com