terça-feira, 29 de junho de 2010

I_AM


Zulma Peixinho

**Amada e Divina MARIA e 3 de suas Irmãs** - 27 de Maio de 2010 - AutresDimensions

Eu sou Maria, Rainha dos Céus e da Terra.

Meus queridos filhos, eu lhes agradeço por me acolherem em meio a este espaço.

Eu decidi, em colaboração com aquelas que eu denominei minhas Doze Estrelas, minhas Doze Irmãs, intervir neste canal (mas também de outros modos que eu lhes revelarei nos dias 7, 17 e 27 de cada mês), durante este período, oh quão importante, assim como o havia dito desde dez dias e também como vários de meus mensageiros perceberam, receberam ou anunciaram.

Eu venho, não mais para encontros Vibratórios, como foi o caso na época das Núpcias Celestes, em cada uma de minhas Presenças neste canal.

Eu não lhes darei o horário, mas vocês terão a ocasião, por vocês mesmos, para viverem e para sentirem a hora de minha vinda entre vocês.

A rota está traçada.

Ela foi anunciada em minha intervenção, desde alguns dias.

Nós decidimos, minhas Irmãs e Eu, revelar-lhes, a cada vez de maneira um pouco mais precisa, quem nós somos, nossas funções no estabelecimento e na instalação da Luz Autêntica, em meio à sua Dimensão.

Meu nome, como vocês o sabem, Vibratoriamente, na linguagem matricial original, é semelhante ao que vocês poderiam nomear: Is-Is.

Muitas coisas foram ditas, escritas, percebidas, além do papel que quiseram me atribuir os homens, em meio a certas organizações.

Minha função, meu papel é antes de tudo ser uma Criadora, vindo restituir sua própria Criação, sua Unidade e sua Verdade.

***

Eu venho acompanhada, neste mundo, de Doze Irmãs.

Essas Doze Irmãs apresentaram, em meio a este mundo que vocês o percorrem, as qualidades intrínsecas de minha Consciência e de minha Presença.

Qualquer que tenha sido, em meio à sua vida, sua cultura, o peso das Crenças e de algumas limitações, elas todas percorreram este mundo, investidas da Vibração de Mãe.

Essas são, hoje, as que participam, na minha esfera de Vibração e de influência, para o estabelecimento de um plano preciso da progressão da Luz, que lhes foi anunciado em meio a este mundo.

Cada uma das minhas Irmãs está incumbida de desenvolver e de estender, inerente ao que ela é, certa qualidade espiritual.

Eu gostaria, hoje, de lhes falar de algumas delas.

Eu gostaria de lhes falar dessas Doze Luzes que me rodeiam e que me ajudam; da mesma maneira que os sete Arcanjos Criadores nesta matriz original, bem antes dela ter sido distorcida, me entregaram há quase um ano as chaves do Conclave.

Essas Doze Irmãs exibem também, cada uma à sua maneira, em meio a este mundo e nos momentos que nós vivemos com vocês, ao seu lado, cada vez mais, sua própria qualidade.

Algumas dentre elas lhes são certamente conhecidas pela marca que elas deixaram por ocasião de sua passagem.

Outras eram muito menos conhecidas, exteriormente, pelo fato de sua passagem em meio a culturas com as quais não existia qualquer ligação com seu mundo (ou de maneira muito transitória).

Essas Irmãs são minhas mensageiras, da mesma forma que anunciei que neste mundo, vocês serão cada vez mais, capazes e aptos de perceber minha Presença, de uma maneira ou de outra.

Muitos seres, em meio à sua Dimensão, serão chamados a serem meus mensageiros.

A esfera de Vibração de cada um desses mensageiros é diferente, é claro, conforme a irradiação própria de um mensageiro, em meio a um círculo mais ou menos restrito, mais ou menos extenso, de influência e de liberação.

***

Eu gostaria, em primeiro lugar, de lhes nomear minhas três Irmãs as mais próximas.

A primeira foi denominada, durante sua última vida, Ma Ananda Moyi.

Ela exibiu a totalidade de minha Consciência e de minha Vibração.

Ela foi aquela cuja resplandecência (e isso são, aos meus olhos de Mãe, as únicas coisas que me importam) ultrapassou em muito a cultura.

Ela é, hoje, a mais próxima de mim.

É então a minha primeira Irmã e minha primeira Companheira, em meio ao lugar em que eu evoluo, que eu lhes detalharei também, para que possam começar a vislumbrar e a perceber o sentido peculiar do que foi a missão de Miguel, do que é a minha e do que será a missão da volta de Ki-Ris-Ti, do Cristo.

Minha segunda Companheira, em meio à minha esfera de Vibração, é também, com certeza, conhecida de vocês.

Ela esteve, em sua última vida, muito pouco presente sobre esta Terra.

Mas seu impacto, aí também, ao nível Vibratório e ao nível da qualidade Vibratória produzida sobre a Terra, deixou uma forte impressão.

Ela foi Santa Teresa do Menino Jesus.

A terceira Companheira da qual eu adoraria lhes falar não era certamente conhecida de seu Ocidente.

Ela encarnou, em sua vida, uma virtude particular de minha radiância e de minha Presença, que é a de Mãe nutridora ou de Mãe primordial.

Pessoalmente, eu a chamo de Snow (Neve).

Seu verdadeiro nome, durante sua última encarnação em meio às tribos ameríndias, era Pluma Branca [Plume Blanche ; White Feather].

Ela evoluiu e vivenciou em uma indiferença quase total.

Mas, ao nível espiritual, a qualidade de sua irradiação foi igual à da minha primeira Companheira.

***

Eu lhes havia dito também que nós nos aproximamos de sua Dimensão e de seu mundo.

Como nos aproximar de vocês?

Essa aproximação e esse retorno têm sido de longa data programado, antecipado, construído.

Demorou, para nós, bem como ao conjunto do que é denominado Confederação Intergaláctica e da Luz, construir literalmente o que eu poderia chamar, meus filhos, de um plano de abordagem de sua Dimensão.

Esta abordagem e esta aproximação não ocorrem, como lhes dizer... segundo uma distância espacial ou temporal, mas, bem mais, de acordo com o que eu denominaria uma distância Dimensional.

Nós temos, progressivamente, desde muito longo tempo, preparado nossa aproximação.

Nosso objetivo, meu objetivo, enquanto que Mãe de todos, sem exceção, é vir permitir-lhes, se tal é seu desejo, descobrir, sair dos véus que os aprisionam e os prendem em meio a esta Dimensão.

Eu sei que muitas palavras foram atribuídas a mim, falando, já desde certo tempo, do que poderia ser chamado de castigo, de punição.

Jamais, eu pronunciei essas palavras.

Jamais eu iria punir qualquer um de meus filhos.

Todos, sem exceção, nós estamos aí para acolhê-los, sem exceção, em meio à Luz, se tal for seu desejo, se tal for sua capacidade.

Há apenas julgamento e Dualidade e destruição na visão separada.

Em meio à minha Presença que se revela, ainda uma vez, pela aproximação Dimensional, muitos seres humanos, antes mesmo de meu Anúncio, tomarão Consciência, em Verdade, do que eu sou para eles.

Porque nós temos, todos juntos, o mesmo tipo de ressonância que é uma relação filial e espiritual antes de tudo.

E isso, quer queiram ou não, todos os meus filhos apresentam a marca e a possibilidade de despertar.

Nossa aproximação Dimensional, de seu plano e de sua Consciência, deve acontecer de maneira progressiva, ajustando-se, à medida, nossa própria Vibração com sua própria Vibração, a título global ou a título individual.

Não esqueçam jamais, meus queridos filhos, que hoje as lagartas devem se tornar borboletas, porque o momento da Renovação chegou.

Mas ninguém pode forçá-los a se tornar borboleta.

Ninguém pode forçá-los a abandonar a lagarta.

Entendam bem que sendo todos meus filhos, vocês têm todo um caminho particular, diferente.

Nós viemos propor-lhes nossa ajuda.

Nossa ajuda irá representar, para alguns de vocês, uma salvação e, para outros, algo profundamente diferente.

Mas lembrem que um e outro são meus filhos, da mesma forma.

Certamente, a Terra deve, ela também, engendrar e dar à luz, em meio a uma nova Dimensão, como vocês.

Nós estamos aí antes de tudo para facilitar essa tarefa.

Nenhum de nós, e nenhuma Consciência da Confederação Intergaláctica da Luz podem fazer isso em seu lugar.

***

Vocês estão, agora, como vêem ao seu redor e como murmuram talvez, para alguns de vocês, sua própria Consciência, seu próprio Estado de Ser [Existência], vocês estão verdadeiramente no que foi denominado o tempo do Fim.

Mas lembrem que o Fim não é o Fim.

Que o Fim é uma mudança para outro lugar, para melhor, para uma forma que vocês não podem ainda imaginar, a maioria de vocês.

Muitos de vocês vão comungar, vão se comunicar comigo mesma, com uma das Minhas Doze Irmãs.

As vias de comunicação, assim como Miguel lhes disse, estão agora livres, entre nós e vocês.

Vocês têm toda a liberdade, neste espaço, de se comunicar, de comungar conosco, de diferentes maneiras, de diferentes modos.

Mas sempre com Amor, em meio à Vibração do Coração.

Eu irei revelar-lhes, em cada uma de minhas vindas, os nomes das Estrelas que me acompanham, de minhas Irmãs.

Eu irei revelar-lhes, mais adiante também porque isso é importante para vocês, minha própria história.

Não aquela que quiseram que vocês detivessem como Maria, mas muito além da influência mesma deste mundo e desta Dimensão de carbono, desde tempos muito distantes, correspondendo, na escala de tempo Terrestre, a 20 milhões de anos.

Como vocês o sabem, em meio às Dimensões Unificadas o tempo não tem o mesmo valor nem o mesmo tempo.

Pode-se dizer, na verdade, que eu estou aí desde muito tempo, desde sempre, em meio à minha Criação.

***

Eu repito então, de maneira incondicional, sobre estes dias específicos: os 7, os 17 e os 27.

Esses momentos serão momentos de graça, durante esses dias em que serão mais fáceis (pois eu estarei extensível, ajudada pelas minhas irmãs e por todo o Conclave) para estabelecer contato privilegiado com meus mensageiros.

Meus queridos filhos, eis simplesmente algumas palavras que vim lhes dizer e lhes anunciar.

Tenho de deixá-los com essas poucas palavras, sem perguntas que devo responder no momento.

Essas informações irão fazer seu caminho em vocês.

Convido a se estabelecerem em meio à Alegria.

Convido a se estabelecerem em meio à sua própria Presença, aí onde não existe resistência, nem Dualidade, mas a simples Alegria da Presença a vocês mesmos, da Presença aos nossos planos.

Nós dizemos a vocês todos e, em particular, minhas Irmãs e eu: bom caminho de retorno em meio à sua Presença, em meio à sua Unidade reencontrada.

A Vibração de seu Coração é a solução, se desejam ir da lagarta para borboleta.

Não há outro.

Este pensamento deve fazer seu caminho em meio à sua Consciência, em meio à sua experiência e em meio às suas orientações.

Meus queridos filhos, vocês estão no momento de grandes mudanças, em vocês, como no exterior de vocês, como jamais a humanidade dissociada conheceu, mesmo na época do fim de algumas civilizações ditas míticas.

***

Eu vou deixá-los, em um curto espaço de tempo, agora, com a Consciência Unificada que preside os destinados a Lipika Kármicos, os Senhores do Karma, como vocês os denominam, os Melquizedeques.

Eu transmito a vocês, quanto a mim, todo meu Amor de Mãe.

************

Mensagem da Amada e Divina MARIA no site francês:

http://www.autresdimensions.com/article.php?produit=625

27 de Maio de 2010.

***

Tradução para o Português: Zulma Peixinho

************


 Enviado por Roberto Mauro/RJ






Nenhum comentário:

PARA PARTICIPAR DO GRUPO NO YAHOO GRUPOS:
Assinar irmaosdeluz

Desenvolvido por br.groups.yahoo.com