segunda-feira, 28 de junho de 2010

O QUE É A OBSESSÃO


domingo, 28 de março de 2010

 

"A obsessão é a ação persistente que um Espírito mau exerce sobre um Indivíduo. Apresenta caracteres muIto diversos, desde a simples influência moral, sem perceptíveis sinais exteriores, até a perturbação completa do organismo e das faculdades mentais."
(O Evangelho segundo o Espiritismo, Allan Kardec, capítulo 28º, Item 81.)

Obsessão — do latim obsession. Impertinência, perseguição, vexação. Preocupação com determinada idéia, que domina doentia mente o espírito, e resultante ou não de sentimentos recalcados; idéia fixa; mania. (1)
Vulgarmente a palavra obsessão é usada para significar ideia fixa em alguma coisa, gerando um estado mental doentio, daí po dendo advir manias, cacoetes, atitudes estranhas.
Entre nós, espíritas, o termo tem acepção mais profunda, tal como foi colocado pelo Codificador. Confrontando a significação vulgar do vocábulo e a definição de Kardec, verificaremos que a "preocupação com determinada idéia, que domina doentiamente o espírito", pode também resultar da certeza da culpa existente nos recessos da mente, denotando realmente "perseguição" a traduzir-se na presença do obsessor que vem desforrar -se do antigo algoz ou comparsa.
Esclarece ainda o mestre lionês: (...) "a obs essão decorre sempre de uma imperfeição moral, que dá ascendência a um Espírito mau." (...)
"Quase sempre a obsessão exprime vingança tomada por um Espírito e cuja origem freqüentemente se encontra nas relações que o obsidiado manteve com o obsessor, em precedente existência." (2)
Obsessão — cobrança que bate às portas da alma — é um processo bilateral. Faz-se presente porque existe de um lado o cobrador, sequioso de vingança, sentindo-se ferido e injustiçado, e de outro o devedor, trazendo impresso no seu perispírito as matrizes da culpa, do remorso ou do ódio que não se extinguiu.
A obsessão, tanto vista do ângulo do obsidiado quanto do prisma do obsessor, somente ocorre porque os seres humanos ainda carregam em suas almas mais elevada taxa de sombras qu e de luz. Enquanto isso ocorrer, haverá obsessores e obsidiados: o domínio negativo de quem é mentalmente mais forte, sobre o mais fraco; do credor sobre o devedor. E haverá algozes e vítimas.
Tal estado de coisas unicamente se harmonizará quando existirem apenas irmãos que se amem.
Resumindo, diremos: configura-se a obsessão toda vez que alguém, encarnado ou desencarnado, exercer sobre outrem constrição mental negativa — por um motivo qualquer — através de simples sugestão, indução ou coação, com o objetivo de domínio — processo esse que se repete continuamente, na Terra ou no Plano Espiritual inferior. E, por conseguinte, teremos o obsessor e o obsidiado.


OBSESSÃO E DESOBSESSÃO

SUELY CALDAS SCHUBERT
(1) Novo Dicionário da Língua Portuguesa, Aurélio Buarque de Holanda Ferreira.
(2) A Gênese, Allan Kardec, capítulo 14º, item 46, 22.' edição FEB
 

Nenhum comentário:

PARA PARTICIPAR DO GRUPO NO YAHOO GRUPOS:
Assinar irmaosdeluz

Desenvolvido por br.groups.yahoo.com