sexta-feira, 23 de julho de 2010

Pedófilo é gente?(Revista Época)


 

Há algum tempo atrás, recebi por e-mail a matéria abaixo com esse mesmo título, produzida para a revista época. Eu respondi por email, mas creio que deva ser publicada aqui também.

matéria: http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI131072-15230,00-PEDOFILO+E+GENTE.html

O texto é uma opnião minha, amparada pelo meu direito de expressão. Você pode ler e pode gostar ou não; pode ser a favor ou não. Pode se expressar também se quiser, mas respeite a minha opinião.

 
 


Sinceramente?
      Sou budista, creio e exercito constantemente pensamentos nobres em busca da iluminação. Entretanto, essa é uma filosofia que pratico em momentos racionais.

      Ao ler o texto abaixo, imagino que a escritora não deve ter filho/filha e provavelmente nunca esteve ou imaginou um ente querido na situação de vítima de um pedófilo. Se algum dia o fez, deve ter sido um pensamento criado como num romance, cheio de licenças poéticas onde o céu é sempre azul, o bem sempre ganha e o final sempre é feliz.

      "Pedófilos não são monstros, como a maioria de nós preferiria", exato; eles são bem piores. Os monstros são lendas que assombram as crianças e que somem com o tempo sem deixar marcas, cicatrizes ou pesadelos para o resto da vida. Os traumas causados por pedófilos duram toda uma vida.

      Tive a sorte de não sofrer esse horror, mas conheço pessoas que sofreram e ao me colocar no lugar delas e sentir o mínimo que consegui imaginar, me veio um enorme sentimento de revolta.

      Por muito tempo refleti sobre a situação e a conclusão que cheguei é que todos devem ter direito a um julgamento justo a fim de poder defender a sua inocência. Entretanto, creio que em caso de condenação a simples reclusão e a combinação com a castração química não satisfaria o meu instinto primitivo animal ao ter um filho/filha vitima desse crime.

     Peço que nunca fique próximo de um ser destes, caso alguém próximo à mim seja vítima. Que uma força maior me segure, porque toda vez que vejo alguma notícia ou matéria relacionada, tento imaginar uma tortura que seja a mais cruel e prolongadora possível de sofrimento; Afinal, um miserável desses não merece morrer, merece sofrer por toda a eternidade.

Att.
A.L.
 
Leia o texto e opinem:
 
 
No site dele ou no nosso http://irmaosdeluz.blogspot.com
 
Abraço,
 
Trajano

-
 
Recebi mais uma vez e emito meu parecer,colocando lenha nessa fogueira:
 
Pegando ganjo na liberdade de expressão e na crença e estudo que nos é inerente,tomo a liberdade de comentar sobre o tema,pedindo também que eu seja respeitado diante de tema tão polêmico em que me esquivo da condição de ter que passar por isso,sofrer com isso o alguem ligado a mim.
Como espíritos imortais que somos e já termos vivenciados tantas oportunidades encarnatórias,nem sempre fomos príncipes,rainhas,padres,pedreiros,donas de casa e seres bonzinhos.Ja fizemos muitas atrocidades desde os tempos da barbárie,dos homicidios coletivos,ja pudemos ter comido gente como indios e praticados tudo aquilo que hoje nos assustamos e nos revoltamos.Julgar é fácil,condenar mais fácil ainda principalmente antes de conhecer os detalhes e o processo natural da justiça.Aliás,como brasileiros somos craques nisso,pois nao temos espelho em casa,da alma principalmente ou somos tão míopes que somos manipulados pela imprensa.
Há uma diferença enorme em ser pedófilo e a pedofilia propriamente dita.São espiritos doentes?Sim.Vindos de épocas e culturas do antigo ímperio greco-romano em que se era normal o incesto,o estupro,a zoofilia,a pedofilia assim como outras tantas parafilias com registro de CID-Codigo Internacional de Doenças na OMS nos faz refletir antes de atirar a primeira pedra.Em culturas africanas e algumas do oriente médio,mulher é morta a pedradas se trair ou se mostrar sequer o rosto,isso em pleno século XXI.Nada justifica o presente pelo passado.Esses espiritos nao conseguiram superar os vicios enraizados em suas mentes durante varios séculos na erraticidade(transição entre encarnações)e em vida,caindo em tentação.Sexo e Obsesão,de Divaldo Franco com Manoel Philomeno de Miranda,mais uma vez é uma referência execelente para o tema,que tem num padre(católico)o centro de tanta repressão e perseguição.Pedofilos em geral sao vitimas de abusos de seus proprios pais ou padrastos,ou seja,o inimigo está em casa.Não quero dizer com isso que sou superior a ninguem,alias sou pior que muitos,me recolho a minha insignficancia de nada saber,mas procurar muito sentir-se no lugar do outro(isso é empatia).Esse tema é delicado,polêmico,forte e assim como o homossexualismo que ate entao era considerado doença,com CID,nao é mais,cabe a nós todos,seres humanos nos cercarmos do Evangelho do Cristo para nao nos comprometermos em atos transloucados como linchamento,homicidio,castigos que nos colocaram numa condição igual ou pior do que a deles,pois muitos de nós somos letrados,culturalmente incluidos e a quem muito foi dado muito será cobrado.
A vida ensina nas oportunidades reparadoras da reencarnação que os que hoje julgam e condenam,ontem eram os proprios algozes de cenas horrendas que o véu do esquecimento da Misericórdia Divina nos fez esquecer.São crianças sim,mas espíritos velhos que inconscientemente atraíram para seu campo vibracional entidades encarnadas,que sob a ferramenta poderosa do livre arbítrio,em pleno desequilibrio por motivos acima citados e outros desconhecidos no complexo de nossa mente,acabaram por ceder a tentações lamentáveis de que a carne se fez dominante.
Oremos por eles,pois a prece é o melhor caminho da libertação em vida,nossa e deles!
Paz e Luz a todos!
 
Trajano



--

Nenhum comentário:

PARA PARTICIPAR DO GRUPO NO YAHOO GRUPOS:
Assinar irmaosdeluz

Desenvolvido por br.groups.yahoo.com