terça-feira, 7 de setembro de 2010

INDEPENDÊNCIA (uma releitura de 2009)

"Ó Pátria Amada,Salve,Salve"
Por Manoel Trajano
Em 09/09/09
Nascemos no lugar que merecemos e precisamos para nossas necessidades evolutivas. Fala-se mal do país quando se tem indignação,raiva e ódio dos gestores públicos dos "parlamentares"(Brasil não tem Parlamento,o nome é um vício de linguagem) e tudo se coloca culpa no"sistema", vivemos com a síndrome do "não tem jeito" e do "jeitinho brasileiro". Queremos enquanto sociedade querer levar vantagem em tudo, furando fila de banco,do mercado,queremos enganar a Receita Federal com medo do Leão,falamos mal do vizinho e não olhamos o prórpio umbigo, damos audiência ao que não presta,aos "reality shows",as novelas que hipnotizam,começamos a segunda pensando na sexta-feira e anunciamos enforcamento prévio da segunda ou da sexta quando se tem feriado em terças ou quintas. Somos um povo que dizem ser trabalhador e dar duro,mas fazemos de tudo enquanto sociedade para não trabalhar e ganhar rápido e fácil com a desculpa de que ganhamos pouco e não fazemos o menor esforço em se qualificar,se atualizar,esperando que alguma empresa pague.Vivemos nas filas de loteria querendo sorte e mordomia e não ajudamos o próximo.Somos bons em ajudar nas tragédias.Somos solidários sim e muito,mas não somos preventivos.Pagamos para ver e caro. Não temos vulcões,terremotos,furacões mas temos tragédias sociais cotidianas que fechamos os olhos porque o próximo está longe dos nossos olhos físicos ou quando estão perto não vemos.
Temos muito que amadurecer ainda e sermos mais proativos e preventivos. Temos que aprender a sermos felizes com o que temos e conquistamos.Amar nosso país,olhar com os olhos da alma e vermos que aqui é a Pátria Espiritual do Mundo. Que temos um potencial de hospitalidade e solidariedade que não vai para a prática. Sentimos vergonha de estarmos no Brasil e quando estamos lá fora dizemos que estamos com saudade. "Que País é Este"(Renato Russo) já cantava nosso inconsciente coletivo e como lidamos com os escândalos,segundo os quais éramos conhecidos no exterior segundo o já falecido Paulo Francis.
Fazemos piadas de nossas próprias desgraças e tragédias.Rimos daqueles que são nosso orgulho,que nos dão alegria e quando falham,somos nós que falhamos. Falhamos porque não torcemos de verdade,não pensamos positivamente e sim,cobramos,parece que esperamos o fracasso. Que o digam Rubens Barrichello,Diego Hipólyto entre outros. Será que o saudoso Ayrton Senna se estivesse vivo e começasse a perder e errar seria motivo de chacota? Maguila tambem sofreu por falar errado. E quantos de nós não falam incorretamente?Professor Pasquale Cipro Neto sofre com nossos abusos e erros que é bem diferente da diversificação regional de nomes.
Somos ricos de Natureza,de cultura, de arte,de história,de ciência mas somos sabotadores de nosso próprio talento. Preferimos o que vem de fora. Falta nacionalismo. Falta amor a pátria.Não é só de Esporte em Copa do Mundo ,Olimpíada e Pan-Americano. Temos que conhecer e reconhecer nossos heróis anônimos que ajudam a matar a sede,a fome e angústia,o desespero.Temos que aprender a valorizar o nosso semelhante. Nosso sincretismo religioso é lindo,é rico e salvo exceções,convive em paz.
Que possamos aprender a cantar o Hino Nacional,o Hino da Bandeira. Fui criado cantando eles na fila da escola antes de ir para sala de aula. A despeito dos protestos,concordo que tem que ser obrigatório nas escolas públicas e privadas,nas faculdades. Tem que tocar o hino nacional antes do inicio do trabalho diário,ou uma vez por semana.Tem que se ter CD nos carros e tocar nas rádios. Deixamos de ouvir "A voz do Brasil" por mero protesto sem saber por que. Porque achamos que o Governo é parcial e só passa o que lhe convem.Nao confiar nele é nao confiar em si.Fomos nós que elegemos. Sugira,participe,dê idéias mas pare de reclamar.
"A nossa indignação é uma mosca sem asas,não ultrapassa a janela de nossas casas"(Skank,"Indignação").
Ladrão rouba,mata e queremos pena de morte. Nem sabemos o que é isso.Prisão pérpetua no Brasil é no máximo 30 anos. E quem você acha que paga a manutenção do preso?Somos nós...R$ 1000,00 em média por cabeça! Destruímos orelhões,tiramos várias vezes os óculos de Carlos Drummond de Andrade em Copacabana. Quem paga?Nós...Somos burros ou ignorantes?Com que frequência ajudamos uns aos outros educando,corrigindo,esclarecendo?
Somos bons de coração mas somos totalmente equivocados nos atos rebeldes,omissos,individualistas e anárquicos. Queimamos ônibus e pomos em risco nós mesmos. Quem paga por isso?
Fiquemos de olhos principalmente nem nós mesmos,revendo atitudes,auxiliando e ajudando.Pratiquemos o Evangelho e evaneglizando para que de fato tenhamos a verdadeira independência que é a emancipação do espírito,com o crescimento da moral de forma indugente e resignada,porque inteligência ja temos. Quando conseguirmos isso,evoluiremos espiritualmente.


Nenhum comentário:

PARA PARTICIPAR DO GRUPO NO YAHOO GRUPOS:
Assinar irmaosdeluz

Desenvolvido por br.groups.yahoo.com