quinta-feira, 21 de outubro de 2010

VERGONHA E VAIDADE

Por Manoel Trajano

Muitas pessoas tem uma dificuldade enorme de reconhecer quando são responsáveis ou coresponsáveis por certos atos vergonhosos e que por vaidade, constrangimento e vergonha são incapazes de ter a humildade suficiente para se descuparem pelo vexame que causam, seja direta ou indiretamente.

Tenho como foco aqui os pais,que pelas besteiras e abusrdos que seus filhinhos mimados fazem, mesmo em família,são incapazes de pelo exemplo que deveriam dar, tentar minimizar os devaneios feitos por esta juventude atual irresponsável, inconsequente, negligente, materialista e incapaz de enxergar um palmo a frente do nariz sem um dedo que aponte o caminho. Jovens problemáticos que desde cedo tomam remédios tarja preta ou pelo menos remédios de adultos para controlar tendências depressivas.

Estes pais que não impõem limites, que não educam, que se nivelam na mesma faixa etária mental dos seus pimpolhos, acabam por criar seres perturbados e desnorteados, vulneráveis a agressões do meio externo por pseudovalentias que têm no pano de fundo, cristais fáceis de serem quebrados porque nao tiveram o devido tratamento, proteção inteligente(e não superproteção) e encaminhamento adequado pelo exemplo. Pais muitas vezes perturbados, desequilibrados vão criar filhos na mesma linha deles,e o que é pior,quando encontram parentes principalmente titias que fazem tudo que eles querem, aumentam a fraqueza dos jovens -problema que virarão adultos-problema de amanhã.

Vivemos numa sociedade que não se respeita mais os mais velhos, que não se respeita quem paga as contas da casa, que constroem carreiras suadas no labor de cada dia. Jovens optam pelo desequilíbrio, pelos caminhos mais fáceis e se tornam dignos de compaixão,porque nao se consegue enxergar num futuro próximo estes cidadãos se formando e trabalhando no meio da sociedade, no meio de outros profissionais. Vivem o equívoco das fugas pueris dos mimos,das drogas,das bebidas alcoólicas,da pegação inconsequente e irresponsável, da ausência de leitura e de cultura dignas.Ah,alguem vai dizer "é fase", "é a idade", "é hormonal". Conversa fiada! Isso é falta de vergonha na cara principalmente de quem deveria estar educando estes espíritos que trazem muitas vezes tendências mesquinhas, egoístas e medonhas de vidas passadas,principalmente nas Classes A e B. Quantas crianças de 9 ou 10 anos se comportam melhores do que outras de 15 e mais ainda de 19, independente do ambiente em que vivem. É mais uma vez falta vergonha na cara de que quem deveria ser exemplo. Não se respeita mais e o que é pior,os pais tem que responder sim cível e criminalmente na justiça junto com o problemático. Se não chegar a esse nivel peça desculpas a quem foi ofendido e atingido,senhores papais e mamães,já que ainda o fedelho grande não tem capacidade e dicernimento de humildade e renúncia do orgulho e vaidade que vocês deveriam ter. Respeitem mais seus irmãos(tios da criança grande e mimada) e na beira dos seus 40,50,60 anos mostrem que amadureceram. Tenham vergonha nessa cara!

Mas a justiça divina nunca falha, o mundo dá voltas e amanhã a lei de causa e efeito mostra sua face mais dura e disciplinadora. Família é oportunidade de benção, mesmo quando vira prova e das mais difíceis. É amadurecimento e vivência dos verdadeiros dizeres do Cristo"Dá a outra face..."ou "Amai os Vossos Inimigos"(que hoje se vestem de parentes dos mais próximos). Nestas horas mais diíceis é que vemos o quanto é importante a máxima "O silêncio é uma prece" pois quando se ouvem os instintos mais primitivos a que estamos sujeitos, conhecemos nosso eu mais profundo(Ego) e o que temos vontade de fazer é indizível,pois pelo pensamento já se plasmou. A cólera da raiva que corrói por dentro se mistrura ao gosto da saliva e faz-se necessário conter as feras mais íntimas para evitar algo pior.

Nosso papel se faz importante no momento em que nos contemos, nos seguramos,apesar do descontrole momentâneo e fulgaz. Imaginamos muitas vezes cenas mentais que se fazem presentes e agressivas. Muitas vezes é difícl acalmar e orar,mas não basta dizer,tem-se que agir e as mudanças se fazem necessárias,principalmente as físicas,de local,de ambiente externo. É melhor prevenir porque se continuar do jeito que está,se não puxarmos o freio de mão da vigilância íntima, será inevitável o atropelamento daquilo que nos causa tanto problema,e com certeza não será a solução.

Que Deus nos dê sempre a paz,a vigilância, a oração, o autocontrole diante dos devaneios externos que ficam como estão aos olhos inertes e vergonhosos daqueles outros que deveriam intervir pelo bem e por não fazerem,aderem ao mal.



Nenhum comentário:

PARA PARTICIPAR DO GRUPO NO YAHOO GRUPOS:
Assinar irmaosdeluz

Desenvolvido por br.groups.yahoo.com