sexta-feira, 19 de novembro de 2010

A LENDA DOS MILAGRES DO AMOR





                                            A LENDA DOS MILAGRES

                                                           DO AMOR

 

 

            A FAMÍLIA CHEGARA À FLORESTA PARA FIXAR RESIDÊNCIA, FAZIA POUCOS DIAS.

            OS VENTOS BONS DA PRIMAVERA TROUXERAM O PERFUME DAS FLORES E DAS ÁRVORES – TÍLIAS, RÖNN, BÉTULAS – O CANTO DOS PÁSSAROS E AS MIL VOZES DA NATUREZA PARA SAUDAREM OS NOVOS HABITANTES.

            HAVIA FESTA DE COR E DE ALEGRIA QUE SE EXTERIORIZAVA EM TODA PARTE, BAILANDO NO AR.

            EXTASIADO, CASAL, À PORTA DE ENTRADA DA CHOUPANA, BENDIZIA A VIDA, AGRADECENDO ESSAS BELAS HOMENAGENS. MENOS O FILHINHO ÚNICO DE SEIS ANOS, QUE TINHA O OLHAR DISTANTE E MELANCÓLICO.

            NESSE MOMENTO DE ALEGRIA, SAIU DO BOSQUE, RISONHO, UM TROLL (DUENDE) , QUE SE APROXIMOU DO RECÉM-CHEGADOS E PEDIU LICENÇA PARA FAZER PARTE DO GRUPO FAMILIAR.

            VENDO-O, ASSUSTARAM-SE OS ADULTOS, QUE O EXPULSARAM COM INSULTOS, DIZENDO-LHE:

            - COMO SE ATREVE A VIR IMPORTUNAR-NOS, ESSE VELHO DE GRANDES ORELHAS E DISFORME NARIZ, FEIO DE ROSTO COM RABO ERIÇADO E TÃO PEQUENO DE ESTATURA, QUE É INSIGNIFICANTE?!

            PROCURANDO SORRIR, ELE EXPLICOU:

            - EU SOU UM SMALL TROLL ( GENTIL DUENDE) E DESEJO SER ÚTIL. EU SEI AMAR; PORÉM, NINGUÉM ME AMA. POR FAVOR, DEIXEM-ME ENTRAR E FICAR COM VOCÊS. EU VIVO MUITO SÓ.

            COM AZEDUME, OS ADULTOS EXIGIRAM-LHE QUE NÃO OS IMPORTUNASSE MAIS E SE FOSSE DALI, IMEDIATAMENTE.

            O TROLL FITOU, ENTÃO, O MENINO MELANCÓLICO, QUE O OLHAVA COM SIMPATIA, E SORRIU-LHE. POR UM MOMENTO A CRIANÇA NÃO REAGIU, MAS LOGO DEPOIS, CORANDO, RETRIBUIU-LHE O SORRISO.

            A PARTIR DALI, DIARIAMENTE, O TROLL RETORNAVA E BRINCAVA COM A CRIANÇA, PARA DESAGRADO DOS PAIS, QUE O TOLERAVAM SOMENTE PORQUE PERCEBERAM A SUAVE MUDANÇA QUE SE FOI OPERANDO NA FACE PÁLIDA E TRISTE DO FILHINHO. ELE AGORA SORRIA E FALAVA, CORRIA E CANTAVA AS MÚSICAS QUE O TROLL  LHE ENSINAVA.

            O NOVO AMIGO FALOU-LHE, ENTÃO, DOS ENCANTOS DA FLORESTA, DOS ANIMAIS, DAS ÁGUAS, DOS VENTOS, DAS ÁRVORES, DAS FOLHAS, DAS FLORES E DOS FRUTOS. APRESENTOU-O ÀS FADAS E AOS ELFOS, AOS GÊNIOS E AOS GNOMOS...

            CONFORME SE PASSAVAM OS DIAS, O TROLL FOI TENDO DIMINUÍDOS O RABO ERIÇADO, AS GRANDES ORELHAS, O ENORME NARIZ, ASSUMINDO UMA FORMA GRÁCIL E TERMINANDO POR TORNAR-SE UM LINDO JOVEM, QUE SE INCORPOROU À FAMÍLIA.

            O AMOR RECÍPROCO ENTRE O TROLL E A CRIANÇA OPEROU OS MILAGRES DE TORNAR A CRIANÇA FELIZ E O E O TROLL, UM BELO E DITOSO JOVEM.

 

                                                                                                SELMA LAGERLÖF

  RETIRADO DO LIVRO SOB A PROTEÇÃO DE DEUS. DIVALDO FRANCO-JOANNA DE ÂNGELIS



Enviado por Lia Rezak/BA



Nenhum comentário:

PARA PARTICIPAR DO GRUPO NO YAHOO GRUPOS:
Assinar irmaosdeluz

Desenvolvido por br.groups.yahoo.com