sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Feira de Livro Espírita e Outros(SALVADOR-BAHIA)





Cultura, artesanato e serviços de saúde

no Canal do Imbui  

 

A 1ª Mostra de Livro Infantil (com livros espíritas também)  e Feira de Artesanato do Canal do Imbuí, dias 11 e 12 de dezembro, prometem mobilizar a comunidade, incentivar o acesso ao livro e à leitura e estimular a família a refletir sobre a importância da literatura na educação dos filhos, a melhor das alternativas contra a avalanche das mídias, em especial o que circula na web, games e celular.

Realização do Colégio Gregor Mendel, o evento tem o apoio da Prefeitura, Biblioteca Infantil Monteiro Lobato, Instituto Mauá, editoras SEGLivros e Xaxado, Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida e Unime Salvador, entre outros. 

O parque recreativo do Canal do Imbuí, entregue ao público nesse semestre, está subutilizado e a população cobra iniciativas que tornem o local próprio para o lazer, além do esporte, com atividades artísticas e culturais. Desse desejo é que nasceu o projeto de ocupação da praça. 

Segundo os organizadores, a 1ª Mostra de Livro Infantil e Artesanato terá, além da exposição, sorteios e promoções de livros e produtos do artesanato baiano, a apresentação de teatro infantil com crianças de 8 a 13 anos, contadores de histórias e serviços de saúde oferecidos pela Unime Salvador, como teste de glicemia, tipagem sanguínea, avaliação da pressão arterial e aulas de ginástica e jogos. Tem também literatura de cordel, muita pipoca e algodão doce para a gurizada tudo 0800.

O evento começa às 16h e encerra às 21h.      

                                                                                             

História do Imbuí

O bairro do Imbuí nasceu por volta de 1978, quando foram entregues as onze torres de doze andares, com 528 unidades residenciais do Condomínio Rio das Pedras. Às margens da Avenida Paralela, logo seria batizado de Imbuí, nome herdado da inauguração dos vizinhos Condomínio Parque Residencial Vivendas do Imbuí, com 8 torres, e Moradas do Imbuí, com 4.
Hoje, plenamente urbanizado, o Imbuí ampliou seus limites, absorvendo o Conjunto Guilherme Marback em direção ao tradicional bairro da  Boca do Rio, avançando até as Dunas da Bolandeira, enquanto margeia a antiga Avenida Vale do Cascão, atual Avenida  Jorge Amado.  Rumo a Avenida  Pararela, incorporou os  Condomínios Amazônia, Vivenda do Futuro e Solar dos Pássaros, mas não parou aí a sua expansão, pois encostou na Reserva Florestal de Pituaçu e finalmente absorveu também o Condomínio Vilas do Imbuí, que fica ao lado do Extra Paralela.

Pode-se dizer sem erro que a comunidade do Imbuí adquiriu um considerável nível de autonomia de comércio, cultura e serviços básicos, estruturado numa arquitetura de imóveis verticais, com mais de sete mil apartamentos e uma população superior a quarenta mil habitantes.
Típico bairro de classe média, não para de crescer. Tem muito mini-shoppings, supermercados, colégios - públicos e privados -  e diversas faculdades, assim como agências bancárias. Recentemente ganhou o parque recreativo do Canal do Imbuí, após obras de drenagem, saneamento e urbanização realizadas pela Prefeitura de Salvador. Nos últimos cinco anos, registra intenso crescimento imobiliário, o que requer do poder público uma atenção especial no que diz respeito ao planejamento urbano de Salvador

 

 

 Fonte: FEEB - FEDERAÇAO ESPIRITA DO ESTADO DA BAHIA


Enviado por Lia Rezak/BA

 




Nenhum comentário:

PARA PARTICIPAR DO GRUPO NO YAHOO GRUPOS:
Assinar irmaosdeluz

Desenvolvido por br.groups.yahoo.com