sábado, 15 de janeiro de 2011

[via irmaosdeluz] <> Previsíveis chuvas. Imprevisíveis tragédias? <>



 

 Antonio Pereira ( APON )
 
Todos os anos chegam as chuvas e a solidariedade da população, é convocada para socorrer as vitimas de inundações, desmoronamentos e outras catástrofes. É certo que alguns desastres climáticos, não podem ser evitados ou previstos com uma necessária antecedência. Mas, patrocinadas pelo descaso, pela omissão e negligencia de autoridades supostamente competentes, assistimos reiteradas tragédias mais que anunciadas.
 
Gestores públicos, descompromissados com o bem estar da comunidade, focam seus reais interesses nas próximas eleições, no submundo da política, enquanto a falta de opção empurra as pessoas para a ocupação inconsequente de conhecidas áreas de risco, onde a morte vale-se da complacência oficial para ceifar vidas"
 
Contenção de encostas, saneamento básico, macro drenagem, ação social... Essas e outras intervenções, esperadas dos governantes. Quando não evitam, amenizam as consequências do inevitável e sobretudo: Salvam vidas..
 
De norte a sul, leste a oeste. Alguns problemas são seculares, assim como não são novos os cumplices dos dramas brasileiros. Gente que por décadas protagoniza nossa política. Parlapatões eleitos e reeleitos para infelicitar a sociedade com sua nulidade. Portanto, vamos socorrer os sobreviventes das intempéries, vamos orar pelos que pereceram... Mas não vamos esquecer da parcela de culpa dos nossos "poderosos". Como eles, não vamos esquecer as próximas eleições.
 
Antonio Pereira (APON)

Enviado por Marluce Faustino/RJ

Nenhum comentário:

PARA PARTICIPAR DO GRUPO NO YAHOO GRUPOS:
Assinar irmaosdeluz

Desenvolvido por br.groups.yahoo.com