quinta-feira, 28 de abril de 2011

Liberte seus Talentos - Mensagem da Mediunica de 26/04/2011



Liberte seus Talentos

 

Inato em cada ser repousa talentos maravilhosos oriundos do Criador, manifestos da excelsitude da existência que cabe a cada um difundir em direção ao bem comum.

É no talento esquecido que muitos terão a oportunidade de edificar o caminho rumo a sua espiritualidade superior.

Ao final da jornada terrestre a magna questão deverá ser respondida por cada individualidade no particular da própria caminhada: "Que fizeste com os teus Talentos?". Enterraste-o ao solo tornando-o improdutivo, ou, multiplicaste a dádiva que lhe foi concedida?

A essência dos talentos é não deixar improdutivo o que recebemos. Os que "enterram" seus talentos representam os egoístas que se escondem na ociosidade e atestam inaptidão pra não desenvolverem suas potencialidades espirituais. "Tirai-lhe, pois o talento que tem, e dai-o ao que já têm muitos; porque todo o que tem, dar-se-lhe-á em abundancia, e o que não tem, tirar-se-lhe-á até o que parece que tem".

Cabe a cada um, na dignidade da vida, descobrir os verdadeiros Talentos, desenvolvendo-os, trabalhando-os para utilizá-los na tarefa redentora junto à humanidade.

A capacidade do homem em difundir a bondade e as matizes variadas do amor é extraordinária, o uso dos seus talentos em prol do progresso educativo e esclarecedor é a lei da assistência mútua e da solidariedade comum. Contudo, prisioneiro das exigências do próprio ego, o homem mergulha atado a pesos de chumbo nas ilusões carnais, bloqueando os talentos destinados a abrir-lhe as comportas produtivas nas verdadeiras tarefas do bem. O personalismo subsiste, embaraçando os talentos sinceros e legítimos em todos os trabalhos da vida.

As forças umbralinas exercem a magnetização do homem as paisagens rasteiras da dor, enquanto as astralinas impelem seu espírito a vôos distantes pelas dimensões do progresso.

Os que usam bem as dádivas que receberam são os que souberam multiplicar os talentos, aqueles que deixam de usar as potencialidades são os que enterraram suas habilidades.

Cada espírito traz uma tarefa a cumprir que engrandeça os semelhantes, auxiliando na troca dessa energia ególatra da Terra, dando exemplos de altruísmo e fraternidade na lide humana. Dar ênfase ao "doar" citado no Evangelho é descobrir a caridade que não se amealha com moedas ou doações materiais. O "dar" evangélico refere-se ao talento íntimo, o doar-se a uma causa nobre em beneficio comum e não só de si mesmo.

Muitos foram os talentosos, anônimos ou reconhecidos na minuta terrestre, que deixaram registros iluminados na senda trevosa das aspirações mesquinhas, legando aos contemporâneos o verdadeiro e real atributo do espírito.

Irreconhecível talvez pela ciência e pelas escolas acadêmicas da Terra, mas reconhecidos no Alto pela missão altruísta e talentosa da difusão do Amor.

Mohandas Gandhi sem possuir valores materiais, sem ter arma alguma ao seu dispor, apenas com o talento da fé e do amor, foi o porta-voz de toda uma nação, libertando seu povo do jugo dominante dos colonizadores.

Tereza de Calcutá, com seu talento comunicativo de missionária do bem, mexeu até mesmo com os lideres insensíveis das nações e convocou milhares de voluntários ao redor do mundo para cuidar dos pobres, doentes e estropiados.

Francisco, ao devolver a túnica e abdicar das riquezas de herdeiro, levou de Assis para o Velho Mundo seu talento incontestável de simplicidade, falando e exemplificando as almas todas as lições imemoráveis do Evangelho de Amor.

Nossa doce Dulce, mesmo diante do rigor religioso de então e das barreiras do clero intransigente, fez seu talento de assistência aos necessitados de toda ordem uma voz ativa na sociedade, falando mais alto do que as políticas humanas, demovendo todos os percalços do caminho para criar uma Obra de doação e amor insuperável.

E Jesus, mesmo não tendo onde repousar a cabeça; enquanto as aves do céu têm seus ninhos e as serpentes seus covis, mesmo sem nada possuir, escreveu a maior epopéia da Terra, multiplicando os talentos que o Pai o dotou. Sensibilizou as consciências empedernidas, trouxe alento as almas escravizadas, curou os doentes do corpo e do espírito, saciou a fome e a sede dos famintos e sedentos do caminho, devolveu a sanidade aos loucos e néscios, a visão aos cegos, as palavras aos mudos, e, a vida aos que se encontravam mortos.

E agora, Ele espera de nós; não que o imitemos nas excelências dos feitos magnânimos, mas que, não enterremos os nossos talentos, que deixemos libertas as nossas potencialidades de expandir o bem, de gravitar na ambiência do amor através da nossa aptidão natural, para que as perfectibilidades do espírito possam falar mais alto que as deficiências e limitações da carne, possam elas ser extensões donativas participando da construção dessa Nova Era, afogando as exigências transatas do homem velho para deixar que sobejem as conquistas reais do novo homem, suscetível de perfeição ou de aperfeiçoamento que quer demonstrar todos os seus talentos de Amor, Fraternidade e Trabalho Cristão.  

Assim seja ó Senhor, nossos talentos artífices da nossa libertação espiritual.

 

 

Palminha

Mensagem recebida na FEIS, em reunião mediúnica do dia 26 de abril de 2011

FRATERNIDADE ESPÍRITA IRMÃ SCHEILLA-Salvador-Bahia

www.feis-irmascheilla.com.br 

 

Nenhum comentário:

PARA PARTICIPAR DO GRUPO NO YAHOO GRUPOS:
Assinar irmaosdeluz

Desenvolvido por br.groups.yahoo.com