segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

O que é o espírito? De onde Veio?


O que é o espírito? De onde Veio?

Vamos tomar por referência algumas questões que fazem parte do "O Livro dos Espíritos", 71ª edição IDE, tradução de Salvador Gentile,1991. A primeira delas é a de número 76, cuja transcrição é:

P.76 - "Que definição se pode dar dos Espíritos?"
- "Pode-se dizer que os Espíritos são os seres inteligentes da Criação. Povoam o Universo fora do mundo material".

O significado de matéria, exposto na questão número 22, do mesmo "O Livro dos Espíritos", conceitua matéria como sendo tudo aquilo que tem extensão, impressiona os sentidos e é impenetrável. Por outro lado, a palavra mundo na questão nº 76 tem o significado, de acordo com o Novo Dicionário Aurélio, da língua portuguesa, de "totalidade das coisas que pertencem a um mesmo domínio, a uma mesma classe". Assim sendo, pode-se inferir que o Espírito, ser inteligente da Criação, povoa o Universo fora do domínio da matéria que é perceptível aos sentidos (olhos, ouvidos, paladar, tato e olfato), ou seja, fora do domínio da matéria densa.

Se o Espírito é o ser inteligente da Criação e nós, humanos, somos inteligentes, ou pelo menos julgamos assim ser, então somos Espíritos. Eu sou Espírito e não eu tenho um Espírito, como prega a teoria dualista de Descartes. Eu existo. Eu me percebo pelos meus sentidos e percebo também o próximo ao meu lado ou suficientemente distante, onde minha acuidade visual pode alcançar. Desta forma, Espírito, perispírito e corpo humano, expressões usadas na Doutrina Espírita, devem formar um todo indivisível, que se une por ocasião da constituição do corpo humano, no processo reencarnatório e se desfaz na hora da morte biótica desse mesmo corpo.

Outra referência de interesse para nosso raciocínio, é a questão 79, de "O Livro dos Espíritos", cuja transcrição é:


P.79 - "Visto que existem dois elementos gerais no Universo - o elemento inteligente e o elemento material - poder-se-á dizer que os Espíritos são formados do elemento inteligente como os corpos inertes são formados do elemento material?"
- "Evidentemente; os Espíritos são individualizações do princípio inteligente, como os corpos são individualizações do princípio material. A época e o modo dessa formação é que são desconhecidos".

Nessa questão, é importante conhecermos bem o significado da palavra elemento que, segundo o Novo Dicionário Aurélio da língua portuguesa expressa "tudo aquilo que entra na composição de alguma coisa".

O nosso Universo surgiu de um estado plano, extremamente organizado, por meio de uma grande explosão, conhecida pelo nome de Big-Bang, concentrando alta temperatura, criando o espaço-tempo. A expansão foi provocando diminuição de temperatura e, atualmente o nosso Universo encontra-se a apenas 3 graus acima do zero absoluto, caminhando para um congelamento irreversível. No nosso Universo só existe energia que, em parte, se transforma em matéria e esta que retoma a forma de energia, num ciclo permanente. Existe, portanto, uma Lei da Física afirmando que irreversivelmente "calor só se propaga de um corpo mais quente para um mais frio".


Como o nosso Universo foi criado a partir de um estado extremamente organizado, porque tudo o que ele foi, é, e será já estava definido no instante do seu nascimento, ele se expande para um estado cada vez mais desorganizado ou caótico. Existe uma quantidade física, chamada entropia, que mede o grau de desordem de um sistema fechado qualquer, inclusive o Universo. Uma afirmação adequada, conhecida pelo nome de Segunda Lei da Termodinâmica estabelece que a entropia de um sistema isolado sempre aumenta com o tempo, isto é, que a desordem aumenta com a expansão do Universo. Mas, se a desordem aumenta à medida que o Universo se expande, então a matéria formada no nosso Universo não pode criar inteligência. É que sendo inteligência a faculdade que nos permite resolver problemas novos, para existir ela depende de um grande banco de dados contendo qualidade e quantidade de informações, extremamente organizado. Mas, se somos humanos inteligentes, Espíritos encarnados, estamos presentes na crosta da Terra, um dos planetas do sistema solar, que por sua vez faz parte da galáxia conhecida por Via Láctea, uma das constituintes do Universo, como podemos existir, se a Segunda Lei da Termodinâmica repudia nossa formação? E, como a questão 79, de "O Livro dos Espíritos" nos ensina que existem no Universo dois elementos, o inteligente e o material, pergunta-se: de onde viemos, se sabemos que nos encontramos aqui? Só podemos ter vindo de outro Universo, já que este não permite sermos criados aqui, como seres inteligentes. Apenas nosso corpo humano, material, pode ser formado no nosso Universo. Mas, então, existem outros Universos?


Podemos responder essa questão de duas maneiras, uma pela dedução lógica e outra pelas leis da Física Quântica. Por meio da primeira, sabemos que nosso Universo possui cerca de 15 bilhões de anos, um número grande, mas perfeitamente finito. Se Deus, o Criador do Universo cria, a todo o instante, de toda a eternidade, o que criou antes e depois desses 15 bilhões de anos? Ou será que Deus passou toda a eternidade imaginando o que iria criar no nosso Universo? E, depois da Criação, ficou apenas observando, extasiado, sua obra? A lógica indica que Deus deve ter criado outros Universos, com espaço-tempo de características diferentes, adequados a formação de inteligência, onde a neguentropia (entropia negativa) crescente favorece o surgimento de seres inteligentes ou Espíritos.

Embora desconhecida por muitos físicos brasileiros, a Mecânica Quântica já tem 100 anos de vida. Seus conceitos extremamente imateriais que descrevem o comportamento do Universo podem parecer absurdos à primeiros vista - e possivelmente podem assim parecer da segunda, terceira e trigésima vista. Apesar disso, é impossível enfatizar suficientemente o notável sucesso prático que ela nos apresenta quando observamos o comportamento dos átomos. E, como tudo o que existe no Universo se assenta no comportamento dos átomos e das partículas elementares, a Mecânica Quântica é a melhor ferramenta que dispomos para a compreensão de "tudo aquilo que entra na composição de alguma coisa", como especifica a questão 79, de "O Livro dos Espíritos", inclusive do elemento inteligente.


Nesse sentido, recomendamos aos incrédulos a leitura da revista "Scientific American - Brasil", ano 2, n° 13, junho de 2003, página 36, Universos Paralelos, onde se especifica que "mais que fantasia da ficção científica, universos alternativos são uma realidade confirmada pela observação astronômica".



Autor: WLADIMYR SANCHEZ (físico formado pela USP, engenheiro mecânico formado pela Universidade Mackenzie, engenheiro nuclear, formado em Oak Ridge, USA, engenheiro civil, pela UNESP. É Mestre e Doutor em Ciências, pela USP e PhD em Gerenciamento de Recursos Hídricos, pelo MIT, USA, Presidente do Instituto de Pesquisa e Ensino da Cultura Espírita - IPECE ( www.ipecesp.org.br )).

 

Nenhum comentário:

PARA PARTICIPAR DO GRUPO NO YAHOO GRUPOS:
Assinar irmaosdeluz

Desenvolvido por br.groups.yahoo.com