segunda-feira, 30 de abril de 2012

BOM E MAU COMBATES!

Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé (II Timóteo 4.7). "

" Nesta vida, existem muitos combates. Todos nós, diariamente, estamos envolvidos em combates, lutas, disputas. Lutamos por idéias e ideais, por causas diversas, pela manutenção de nossos direitos, contra coisas que entendemos erradas, injustas, etc. As conseqüências desses combates, por vezes nos ferem, machucam e em certos casos, até roubam nossa vida. Resumindo: há "bons" combates e "maus" combates. Creio que o "bom" combate é aquele que tem, como pano de fundo, a pessoa de Deus e sua doutrina; enquanto que o "mau" combate, tem origem, motivação e propósitos envolvendo satanás e seus planos.


Como cristãos, o Senhor espera que estejamos envolvidos, de modo permanente, no bom combate. Bom combate é aquele que se identifica com as virtudes de nosso Deus, Pai e Senhor: bondade, justiça e verdade. Nós temos a Palavra de Deus à nossa disposição; nós temos a doutrina cristã; nós temos a Cristo como fundamento de nossa fé; nós temos um evangelho repleto de boas novas a anunciar a toda a criatura; nós temos a fé cristã; nós temos uma igreja indestrutível e ainda temos um Deus repleto de graça. Nossas armas são o amor, o perdão e a restauração. Nós fomos chamados por Deus para um combate; nós fomos ungidos pelo Espírito Santo para sermos vencedores. Nosso objetivo é ver o Senhor operando, transformando vidas, dando sentido à existência humana, levando-as a obter conquistas e não derrotas. Deus quer dar-nos vida plena, completa e feliz, porque suportados pelo poder que há na Palavra e na Autoridade que vem do nome de Jesus. O bom combate é travado no nível espiritual, não causa ferimentos, não deixa as pessoas deficientes, nem termina com a morte física. Pelo contrário, ele nos retira das trevas para a luz de Deus, e após a morte terrena nos leva para vivermos pela eternidade com o Pai e as criaturas celestiais.

Já o mau combate, tem por objetivo perverter o coração das pessoas, nos afastar da comunhão com o Pai, leva-nos a seguir falsos deuses, caminhos e doutrinas erradas, a experimentar a dor, sofrimento, insegurança, falta de fé e mergulharmos nas incertezas e aflições da vida.

Que eu e você possamos atentar para a recomendação de Paulo: Importa, hoje, combater o bom combate, porque essa é a vontade do Criador. Há um belo prêmio à nossa espera. Precisamos ser perseverantes a fim de podermos vencer esse combate, por mais prolongado e desafiador que seja. Eu creio nisso e convido-o a se envolver no "bom combate", de corpo e alma, para a glória do Pai e para a implantação imediata do Reino de Deus na face da terra.Amém ! "


Enviado pela amiga-irmã-guerreira Rosana Ananda.

Nenhum comentário:

PARA PARTICIPAR DO GRUPO NO YAHOO GRUPOS:
Assinar irmaosdeluz

Desenvolvido por br.groups.yahoo.com