domingo, 31 de março de 2013

PALAVRAS

Por Manoel Trajano

Palavras são muito mais do que recursos da comunicação para entendimento entre duas pessoas,pessoas com alguns animais.Palavras nem sempre são verbalizadas pois o silêncio tambem expressa sua idéia,sua ignorância diante de uma provocação,um fato.Palavras podem ser distorcidas,mal interpretadas ou mesmo usadas como arma contra quem falou a primeira vez.Palavras faltam no mudo mas são compreendidas pelo tom,pelos gestos,pelos movimentos,afinal o corpo fala e como fala.

Mas a palavra que mais falta hoje em dia é a promessa.É o combinado.É o averbalizado e dado fé e que muitas pessoas por falta de caráter,vergonha na cara,covardia e mesmo maldade,não cumprem.Para mim palavra vale mais do que o escrito,o assinado,o ponto do i.Palavra vem da retidão da alma,da ética,do respeito ao próximo mas é o maior bumerangue que existe,pois aquilo que é feito ou omitido voltará para quem o fez um dia pelo bom ou mau uso do livre arbítrio.

Gosto de pessoas de palavras e não mentirosas.Gosto de confiar em pessoas embora seja muito difícil hoje em dia,afinal de contas,palavras são palavras.Ou não?





Palavras

Titãs

Palavras não são más
Palavras não são quentes
Palavras são iguais
Sendo diferentes
Palavras não são frias
Palavras não são boas
Os números pra os dias
E os nomes pra as pessoas
Palavra eu preciso
Preciso com urgência
Palavras que se usem
em caso de emergência
Dizer o que se sente
Cumprir uma sentença
Palavras que se diz
Se diz e não se pensa
Palavras não têm cor
Palavras não têm culpa
Palavras de amor
Pra pedir desculpas
Palavras doentias
Páginas rasgadas
Palavras não se curam
Certas ou erradas
Palavras são sombras
As sombras viram jogos
Palavras pra brincar
Brinquedos quebram logo
Palavras pra esquecer
Versos que repito
Palavras pra dizer
De novo o que foi dito
Todas as folhas em branco
Todos os livros fechados
Tudo com todas as letras
Nada de novo debaixo do sol
Composição: Marcelo Fromer / Sérgio Britto


Palavras Ao Vento

Cássia Eller

Ando por aí querendo te encontrar
Em cada esquina paro em cada olhar
Deixo a tristeza e trago a esperança em seu lugar
Que o nosso amor pra sempre viva
Minha dádiva
Quero poder jurar que essa paixão jamais será
Palavras apenas
Palavras pequenas
Palavras
Ando por aí querendo te encontrar
Em cada esquina paro em cada olhar
Deixo a tristeza e trago a esperança em seu lugar
Que o nosso amor pra sempre viva
Minha dádiva
Quero poder jurar que essa paixão jamais será
Palavras apenas
Palavras pequenas
Palavras, momento
Palavras, palavras
Palavras, palavras
Palavras ao vento
Ando por aí querendo te encontrar
Em cada esquina paro em cada olhar
Deixo a tristeza e trago a esperança em seu lugar
Que o nosso amor pra sempre viva
Minha dádiva
Quero poder jurar que essa paixão jamais será
Palavras apenas
Palavras pequenas
Palavras, momento
Palavras, palavras
Palavras, palavras
Palavras ao vento
Palavras apenas
Apenas palavras pequenas
Palavras
Composição: Marisa Monte / Moraes Moreira 



Nenhum comentário:

PARA PARTICIPAR DO GRUPO NO YAHOO GRUPOS:
Assinar irmaosdeluz

Desenvolvido por br.groups.yahoo.com