domingo, 20 de outubro de 2013

PERIGO


O Mestre quis falar claro, 
mas a humanidade não ouviu.
Procurou falar manso,
mas nao assimilaram a paciência.
Acabou contando parábolas
e poucos o seguiram.
Agora o homem com verbos,
pensam saber mais que as leis da natureza.
Usaram o seu direito em nome de uma justiça terrena.
Sua torre de marfim,
não vale o preço da areia,
pois foii levantada em terreno invadido,
sem respeito e solidariedade
So tinha este caminho para o progresso?
Com a ciência, seu vocabulário se expandiu
e vc esqueceu do fogo que lhe aqueceu.
Fazia frio lembra?
O seu teto eram estrelas,
a água que bebia era do rio,
as cavernas para driblar as tempestades.
De nômade,
com familias e tribos, o homem civilizado se tornou
e agora o que resta e um ser selvagem que Deus nâo criou.
De Canibal se tornou vampiro,
Um sanguinolento explorador.
Ainda é tempo por favor,
um minuto de silêncio em respeito aos que acabaram de morrer,
Uma criança anônima não pode curar a sua doença,
antes a inanição trouxe o seu fim.
Um barraco acabou de cair na cabeça do engenheirp
que veio na missão de inventar aparelhos revolucionários para a Medicina
Em todo mundo a floresta queima e os mares poluem para a sua vaidade.
Como vê o seu calculismo, sua omissão vem deixando cinzas.
O que tem feito para mudar o destino do Planeta?
Amanhã seus herdeiros vão dizer que foi castigo
mas você foram avisados do perigo...

Nenhum comentário:

PARA PARTICIPAR DO GRUPO NO YAHOO GRUPOS:
Assinar irmaosdeluz

Desenvolvido por br.groups.yahoo.com