domingo, 25 de janeiro de 2015

Infancia: Onde se perde ?

Por Manoel Trajano


Tenho pensado ultimamente sobre a escalada de violência desenfreada no mundo inteiro e a velocidade da informação com que se chega ao cidadão de todo mundo.Violência banalizada,ideológica,politica, esportiva, social, sexual, religiosa, étnica,de todas as formas e circunstancias. Nada mais me surpreende no ser humano, mesmo estando no Seculo XXI ainda se comporta como no tempos medievais,com requintes de crueldade,bizarrice,sofisticação como se o outro corpo humano fosse um nada, um ser inanimado ou o que é pior,muitas vez,consciente disso o agressor sente prazer ao clímax na prática de seu ato.

Acredito que uma forma de diminuir esse quadro será quando começarmos a enxergar no outro como chegamos ao mundo,ou seja,uma criança inocente que cresceu e perdeu a inocência e pureza da infância. Procurarmos entender e estudar onde se perdeu a linha do respeito ao próximo no ser que foi criado muitas vezes com carinho e amor.Se não foi,onde a sociedade e as autoridades competentes falharam ao ver a infância migrar para a adolescência criminosa ou entre a adolescência e a fase adulta.

Sempre fui um critico convicto desse Estatuto da Criança e do Adolescente brasileiro,não do seu texto em si,porque  não sou do ramo,mas da sua aplicação ou falta de estrutura do que deveria ser aplicado.Hoje o jovem puxa o gatilho acompanhado do adulto delinquente.O jovem é apreendido e o adulto,preso.O jovem ao completar 18 anos é solto e tem sua ficha limpa.E ninguém acha estranho no Congresso Nacional e não se discute mudanças. No mundo vemos seres matando,se matando,se suicidando,maltratando e se pergunta onde está a sensibilidade e o carinho desses seres que um dia foram crianças. Quando o ser mata outro,pergunto onde está aquela criança que brincava ou deveria ter brincado perdeu sua infância,cresceu rebelde,foi agredida e virou algoz.Ninguem nasce mau.Somos enquanto espíritos criados ä imagem e semelhança do Pai que é bondade e amor,mas o ser encarna,reencarna,erra,prova,expia e volta a cometer os mesmos atos.Ha evolução sim por mais estranho que pareca,mas em vida encarnada,o espirito volta a ser criança,tem oportunidades de escolha por pior que seja a educação e hostilidade em casa. Nao ha fatores externos que sejam suficientes quando se ha amor em casa,independente da classe social do ser.Ha marginalidade em todas as classes.Ha psicopatas em todas as esferas.Onde erramos,onde se erra? Vejo um ser ser sendo linchado e pergunto onde estava aquela crianca que virou um delinquente e foi vitima da revolta social? Quando vejo um assassino sendo preso,matando de novo e debochando da policia pergunto onde se perdeu a crianca pura e inocente?

Vivemos numa sociedade que dispensa justica,pois sentencia e executa desde que nao seja seu parente ou amigo.Apologia a justica pelas proprias maos ao inves de se politizar e se organizar para mudar o quadro legislativo e de sua execucao. Vivemos ignorando a realidade e soberania de estados e nacoes de acordo com nossa conveniência.Cometemos erros,injusticas,equivocos como aquela mulher que foi arrastada no Guarujá/SP, linchada confundida num retrato falado.Todos assassinos,ninguém preso e uma familia abalada. Crianças que se perderam na ignorância,na psicologia coletiva empobrecida e que se via publico de todas as idades e gêneros justiceiros.

 

A sociedade ao ver menores infratores,principalmente em crimes letais e/ou hediondos,é a primeira a clamar por execucao capital,nao aquelas padronizadas em varios paises mas a pior de todas,na informalidade,nas ruas,na surdina cujas maos de sangue sao de pessoas "de bem",justiceiros cuja identidade é ignorada,policiais que as vezes em nome da acao o cumprem em nome da lei sem direito a defesa entre outros motivos.

 

Enfim,todos nasceram puros e inocentes enquanto carne e osso,espiritos endividados todos somos e pela oportunidade da escolha respeitarmos o outro,nao matarmos famílias atraves de um ou mais mortos por qualquer motivo(se é que existe para a violencia). Desde maus tratos de animais desde guri cabe observacao.O gosto pela violência é crescente e muitas vezes ignorado ou mesmo incentivado.

 

Nao sou da area de ciencias sociais ou humanas.Sou apenas um cidadao que nao consegue se acostumar com a escalada da barbarie a nivel global e cada vez mais proxima de mim e de minha familia e amigos.

Nenhum comentário:

PARA PARTICIPAR DO GRUPO NO YAHOO GRUPOS:
Assinar irmaosdeluz

Desenvolvido por br.groups.yahoo.com