sábado, 31 de outubro de 2009

SOBRE A MORTE...

MORRER É MUDAR

Morrer é mudar, continuando em essência o mesmo. É o que Therezinha Oliveira escreve na capa do livreto "Ante os que partiram..." (Ed. EME).
Pensar na morte como um fim é algo assustador, não só para o materialista, ou para pessoas muita ligadas às coisas materiais. Mesmo àqueles que crêem em Deus e na imortalidade da alma não agrada pensar que, ao morrer, deixarão para trás seus entes queridos, que não mais desfrutarão de sua companhia, nem poderão mais conversar com eles.Entretanto, não é isto o que acontece.
Morrer é mudar, é deixar o corpo físico para habitar temporariamente o Plano Espiritual, até que chegue novamente o momento de reencarnar. Mas o Plano Espiritual não é um lugar distante, inacessível. Ele coexiste conosco. Os Espíritos desencarnados convivem conosco, influenciando-nos e recebendo os pensamentos que lhes endereçamos.
Quando Deus permite, estes Espíritos podem se comunicar com os encarnados, através da mediunidade.Nossos amigos e familiares desencarnados permanecem em essência os mesmos: a mesma afeição, os mesmos conhecimentos, todas as lembranças.Eles apenas passaram para a vida espiritual, que é a verdadeira vida de onde viemos e para onde, um dia, retornaremos.
(De "Um pouco por dia", de Rita Foelker)

Nenhum comentário:

PARA PARTICIPAR DO GRUPO NO YAHOO GRUPOS:
Assinar irmaosdeluz

Desenvolvido por br.groups.yahoo.com