quarta-feira, 14 de julho de 2010

A importância da espiritualidade no meio jurídico


 
Entrevista – João Alessandro Müller
Julia Nezu



O lidador do Direito que esteja bafejado pelas luzes da Doutrina Espírita terá sempre, em cada momento, oportunidades ímpares de sublimar sua atuação profissional, agindo de acordo com os postulados espíritas.

João Alessandro Müller, 35, natural de Campo Real, atual Não-Me-Toque – RS, Procurador do Estado do Rio Grande do Sul, com especialização na Escola Superior da Magistratura e Escola Superior do Ministério Público, casado com Patrícia dos Santos Müller, com quem tem os filhos Bibiana (2 anos) e Poliana (5 meses), membro fundador, ex-Presidente e atual Diretor da Associação Jurídico-Espírita do RS, Diretor de publicações da Federação Espírita do Rio Grande do Sul, articulista da Revista Reencarnação e jornal Diálogo Espírita, palestrante espírita e membro da comissão pró-fundação da AJE-Brasil.

RIE – Conte-nos como e quando foi fundada a Associação Jurídico-Espírita do Rio Grande do Sul (AJE-RS).
João Alessandro Müller – A AJE-RS nasceu da inspiração que os Espíritos trouxeram, simultaneamente, para alguns companheiros espíritas lidadores da área do Direito, às vésperas da virada do século. A Espiritualidade Superior acabou concatenando esforços no sentido de que esses irmãos se aproximassem por esses "acasos" da vida. Das longas conversas sobre a importância da espiritualidade, no meio jurídico, do relevante papel transformador que poderia exercer o profissional do Direito consciente da realidade do Espírito Imortal, da reencarnação, da continuidade da vida e da Justiça Divina é que se formou a convicção da necessidade de surgir uma entidade que colimasse, justamente, a congregação e a formação de lidadores do Direito, espíritas conscientes de suas responsabilidades perante as leis divinas. Igualmente era conhecido o papel relevantíssimo que as associações médico-espíritas já exerceriam entre os profissionais da saúde. Firmada a convicção, passou-se à busca de outros companheiros dispostos a se ligarem ao projeto. Superadas as dificuldades iniciais, colhido o apoio da Federação Espírita do Rio Grande do Sul, que deu seu aval ao propósito do grupo de companheiros, realizaram-se várias reuniões, na sede da FERGS, até que, em 19 de janeiro de 2001, fundou-se a AJE-RS – Associação Jurídico-Espírita do Rio Grande do Sul.

RIE – Que resultados apresentaram os congressos já realizados da AJE-RS?
João Alessandro – Os vários eventos realizados pela AJE-RS objetivaram sempre a discussão de temas relevantes que congregassem as esferas jurídica e espírita, com enfoque para aqueles com grande repercussão social. Temas polêmicos, como a bioética, foram amplamente discutidos em um congresso em parceria entre a AJE-RS e a AME-RS. A parceria seria reeditada, com grande sucesso, mais tarde, (e segue até hoje) na questão da dependência química, grande flagelo de nossos dias e que, até hoje, rende uma série de eventos similares por todo o Estado. Também a violência e a construção da paz foram temas de um grande evento em que, igualmente, se comemorou o Bicentenário de Allan Kardec, agora em parceria com a FERGS. Outras temáticas recorrentes são a delinquência infanto-juvenil e a orientação jurídica das casas espíritas. Recentemente, houve um evento enfocando a temática do exercício da autoridade com humildade, e a questão da ética na política. A AJERS conta, igualmente, com parcerias com instituições jurídicas, como o Ministério Público e o Poder Judiciário, tendo realizado vários eventos, na sede do Ministério Público estadual, e um, na Justiça Federal. Os eventos têm um grande efeito multiplicador das questões debatidas, trazendo-as à reflexão do público espírita e do público jurídico (ainda) não espírita. Isso tem o dúplice efeito de mobilizar os espíritas para questões pulsantes de nossa sociedade (vide o caso da violência, das drogas, do aborto, dentre outras), e de alertar os profissionais do Direito para a realidade do espírito imortal e das questões espirituais, envolvidas nessas temáticas que, para eles, eram desconhecidas. Ambos os públicos têm despertada sua responsabilidade perante tais temas.

RIE – Quais as atribuições básicas de um procurador do Estado?
João Alessandro – O Procurador do Estado é o representante judicial do Estado; é ele quem atua como advogado nos processos movidos pelo e contra o Estado. Atua, ainda, na esfera administrativa, principalmente no controle da legalidade dos atos da Administração Pública, dentre outras inúmeras funções. Tem, ainda, uma função de controle preventivo e repressivo da legalidade dos atos praticados pelos agentes do Estado. É tido como função essencial da Justiça pela Constituição Federal.

RIE – Como conciliar o conhecimento espírita com a vida profissional?
João Alessandro – Certamente é esse o grande objetivo que deve ter todo o Espírito reencarnado, portador de uma ficha de trabalho na seara jurídica que tenha sido iluminado pelas luzes da Doutrina Espírita. Inadmissível é essa criatura não diferenciar, em nada, o seu agir profissional daqueles que ainda não possuem o conhecimento da imortalidade do Espírito, embora isso ocorra ainda em grande parte dos casos. É preciso tentar aplicar as lições do evangelho e da Doutrina, em todas as situações com que nos depararmos, em nossa prática profissional, o que nem sempre é fácil, pois exige renúncias e, muitas vezes, não é o que as pessoas que nos cercam esperam de nós. Observemos as possibilidades que se colocam diante de nós. O Direito, as leis somente são invocados, quando as pessoas já viram falir todas as possibilidades de conciliação pessoal entre si. Não podemos nos esquecer de que, nos processos, pulsam vidas, mais do que nomes despersonalizados. Ali há histórias, há sentimentos, dores emanadas de espíritos reencarnados que merecem atenção e consideração especial. O lidador do Direito que esteja bafejado pelas luzes da Doutrina Espírita terá sempre, em cada momento, oportunidades ímpares de sublimar sua atuação profissional, agindo de acordo com os postulados espíritas.

RIE – Como se encontram os preparativos para a fundação da AJE-Brasil? Há previsão de data?
João Alessandro – Constituídos grupos de companheiros, já, em vários estados, com algumas AJE, já, em pleno funcionamento, é natural que os esforços se dirijam à constituição de uma entidade nacional, com o escopo de congregar e auxiliar a todos os grupos, mantendo-os unidos pelas mesmas tarefas e ideais. Os desafios que se propõem ao movimento jurídico-espírita são gigantescos, e a constituição da Associação Jurídico-Espírita do Brasil é medida que se impõe, a fim de coordenar as ações necessárias para a implementação dos objetivos do movimento jurídico-espírita. O surgimento de novas entidades estaduais está sendo incentivado, a fim de fortalecer, ainda mais, esse processo que já produz frutos indeléveis. Assim que se entender devidamente consolidado, do processo nascerá a AJE-Brasil, no tempo certo. Um passo decisivo para tanto foi dado em Porto Alegre, no final do ano passado, quando um evento da AJE-RS, versando sobre ética na política e espiritualidade, oportunizou a reunião entre as diretorias de AJE-RS e AJE-SP. Da reunião, nasceu um documento-compromisso e uma comissão com metas e plano de ação definido, visando a criação da AJE-Brasil. Os interessados em acompanhar o processo já podem acessar o site da AJE-Brasil (www.ajebrasil.org.br). O 1º Congresso Jurídico-Espírita do Estado de São Paulo, que ocorre em Ribeirão Preto, nas faculdades COC, nos dias 22 e 23 de outubro de 2010, permitirá nova reunião presencial de tal comissão, ao lado de novos companheiros de outras AJEs que surgiram, posteriormente, de forma que poderemos ter novidades alvissareiras no processo de criação da AJE-Brasil, que nascerá no tempo certo.

RIE – Qual a visão jurídico-espírita da Eutanásia, Distanásia e Ortotanásia, considerando o novo código de ética médica que entrou em vigor, a partir de abril de 2010?
João Alessandro – De fato, o novo código de ética médica acaba por adentrar as questões atinentes à eutanásia, distanásia e ortotanásia, em relação às quais a Doutrina Espírita tem uma posição bastante clara e conhecida por todos. As aberturas dadas pelo novo código de ética médica, entretanto, precisam se ater aos comandos da lei, à qual precisa o mesmo se submeter, de forma que não penso que teremos modificações substanciais, por enquanto. Entretanto, cumpre aos espíritas, em especial, às associações jurídico-espíritas e às associações médico-espíritas permanecerem no papel de defensoras dos postulados espíritas perante nossos legisladores, exercendo, assim, o direito democrático, concedido a todas as filosofias religiosas, em nosso país.

RIE – No Brasil, em alguns casos, a psicografia foi utilizada como prova no tribunal, apesar do judiciário não ser religioso, visto que o nosso estado é laico. Qual é a sua visão jurídico-espírita? Há algum risco?
João Alessandro – A temática da utilização da prova de origem mediúnica é assunto que volta, reiteradamente, às manchetes, por conta de os fatos não deixarem silenciar tão polêmica questão, ante os reiterados casos que têm se repetido, em nossos tribunais, embora os casos mais expressivos ainda tenham sido os em que atuou como médium Chico Xavier, os quais ganharam repercussão internacional. Em primeiro lugar, é preciso deixar bem claro que o nosso sistema processual não veda a utilização de tal tipo de prova, pelo que pode ela ser utilizada, não sendo ilegal. Entretanto, o julgador que dela se utilizar deverá fazê-lo, com bastante cautela e parcimônia, utilizando-se daqueles criteriosos ditames de análise das comunicações espirituais que Allan Kardec tão bem delineia em "O Livro dos Médiuns". Nesse sentido, a Doutrina Espírita teria muito a auxiliar o Direito. Entretanto, devido aos cuidados que se exige, na utilização de tal prova, minha opinião é no sentido de que se evite ao extremo condenar alguém com base, exclusivamente, em tal espécie de prova, devendo a mesma ser inserida, sempre, no contexto probatório dos autos. Há notícias de projetos de lei, no sentido de vedar tal tipo de prova, o que seria lamentável ante as extraordinárias possibilidades que a mesma oferece.

RIE – Como atuar, eticamente, num mundo com valores aéticos?
João Alessandro – Este nos parece ser um falso dilema. O mundo nada mais é do que o conjunto de todos os espíritos aqui encarnados e, se hoje ele se constitui numa apenas aparente maioria de criaturas antiéticas, tal se dá, justamente, pela timidez dos éticos, que não se apresentam exibindo seu viver ético, ostensivamente. Allan Kardec já frisava a assertiva dos Espíritos, no sentido de que o mundo parece dominado pelos maus, justamente pela timidez dos bons e que cabe a estes transformarem o mundo em um local melhor. Assim, o compromisso de todo espírita é justamente viver de maneira ética, a fim de construir um mundo renovado pelos preceitos cristãos.

RIE – Suas considerações finais
João Alessandro – Tudo tem o seu tempo, e este é o tempo dos espíritas que militam nas tarefas jurídicas se organizarem, para auxiliarem aos espíritas e suas instituições a melhor se adequarem aos novos momentos em que chegam novos regramentos legais da prática religiosa e caritativa. Ao mesmo tempo, esses mesmos espíritas precisam semear a espiritualidade, nos ambientes e nos corações ligados ao Direito. Não é pouca coisa e, por isso, precisamos do apoio do máximo de corações dispostos ao trabalho. A seara é grande e, como dizem os espíritos, "o arado está pronto, a terra espera, arai!". É o convite que faço a todos.

 

 

6 comentários:

Anônimo disse...

REVELAÇÃO/EXORTAÇÃO
Urge difundirmos na terra, a certeza de que Jesus Cristo já vive agindo entre nós, espargindo a luz do saber em sí, criando Irmãos Espirituais, e a nova era Cristã. Eu não minto, e a Espiritualidade que esperava pela sua volta, pode comprovar que digo a verdade. Por princípio, basta recompormos as 77 letras e os 5 sinais que compõe o título do 1º. livro bíblico, assim: O PRIMEIRO LIVRO DE MOISÉS CHAMADO GÊNESIS: A CRIAÇÃO DOS CÉUS E DA TERRA E DE TUDO O QUE NÊLES HÁ: Agora, pois, todos já podem ver que: HÁ UM HOMEM LENDO AS VERDADES DO SEU ESPÍRITO: ÊLE É O GÊNIO CRIADOR QUE ESSA AÇÃO DE CRISTO: (LC.4.21) – Então passou Jesus a dizer-lhes: Hoje se cumpriu a escritura que acabais de ouvir: (JB.14.17) – O Espírito da verdade que o mundo não pode receber, porque não no vê, nem conhece, vós o conheceis; porque Ele habita convosco e estará em vós. – Regozijemo- nos ante a presença do Nosso Senhor, e façamos jus ao poder que o Filho do Homem traz às Almas Justas, para a formação da verdadeira Cristandade.

(MT.26.24) – O FILHO DO HOMEM VAI, COMO ESTÁ ESCRITO A SEU RESPEITO, MAS AI DAQUELE POR INTERMÉDIO DE QUEM O FILHO DO HOMEM ESTÁ SENDO TRAIDO! MELHOR LHE FÔRA NÃO HAVER NASCIDO:

E, ao recompormos as 130 letras e os 7 sinais que compõem esse texto, todos já podem ler, saber, e entender quem é o Filho do Homem:

E O FILHO DO HOMEM É O ESPÍRITO QUE TESTA AS ALMAS DO HOMEM E DA MULHER, NA VERDADE DO SENHOR, COMO CRISTO: E EIS A PROVA QUE O FILHO DO HOMEM FOI TREINADO NA LEI CRISTÃ:

(MC.14.41) – Chegou a hora, o Filho do Homem está sendo entregue nas mãos dos pecadores: E hoje, quem desejar interagir com o Filho do Homem e participar da obra comum da nossa criação, deve inteirar-se da fundamentação contida na “Bibliogênese de Israel”, que já está disponível na internet (Editora Biblioteca 24x7). E quem não quiser, pode continuar vivendo de esperança vã, assistindo passivamente a agonia da vida terrena, à par da auto-destruição do nosso planeta...

Anônimo disse...

(GN.49.1) – AJUNTAI-VOS E EU VOS FAREI SABER O QUE VOS HÁ DE ACONTECER NOS TEMPOS VINDOUROS:(TB.12.6) – BENDIZEI AO DEUS DO CÉU, E DAÍ-LHE GLÓRIA DIANTE DE TODOS OS VIVENTES, POR TER USADO CONVOSCO DA SUA MISERICÓRDIA: O seu poder há de espiritualizar as almas de todos os Homens de bom senso, e de todas as Mulheres de boa fé; que alcançaram a verdade cientifica revelada na “EXORTAÇÃO DO SABER”; e que também já passaram a interagir com o Cristo Vivo, ao publicarem o chamamento que o nosso Pai Comum tem feito aos Filhos e Filhas do amor eterno, e que já começaram a renascer espiritualmente para a vida eterna.

Aqueles que buscaram as boas novas na “Bibliogenese de Israel”, já vislumbraram a herança espiritual que a Providência Divina nos legou, e também já saberão se auto-reciclar na Lei do Senhor que nos impõe a recomposição da literatura bíblica, para formar os Cristãos Conscientes que hão de consumar a Profecia Sagrada, conforme já tem sido demonstrado, assim:

(EX.) – O SEGUNDO LIVRO DE MOISÉS CHAMADO ÊXODO: OS DESCENDENTES DE JACÓ NO EGITO. Estas 60 letras e 5 sinais recompostos, revelam que: É O CONJUNTO DE EX-SEGRÊDOS: O LEGADO DE VIDA CÓSMICA E O DESTINO DOS HOMENS.

Outro exemplo:

(JR) – JEREMIAS: A VOCAÇÃO DE JEREMIAS. São 26 letras e 3 sinais que dizem: CRIEI A AÇÃO DO SER: VEJAM E SEJAM.

(JB.29.22) - RECEBEI O ESPÍRITO SANTO! (1CO.11.1) – SEDE MEUS IMITADORES COMO TAMBÉM EU SOU DE CRISTO.

(Na verdade, Deus nos concedeu o livre arbítrio, a fim de que pudessemos agir tanto divinamente, como diabolicamente; segundo a nossa formação, na proporção da nossa graça em Cristo Jesus).

Arnaldo Ribeiro disse...

O ESPÍRITO DOS SANTOS PROFETAS DESPERTA OS DISCIPULOS DO CRISTO VIVO, REVELANDO O QUE ESTÁ ESCONDIDO NAS PARÁBOLAS BÍBLICAS: (RM.9.1) – Digo a verdade em Cristo, não minto, testemunhando comigo, no Espírito Santo, a minha própria consciência:
(MT.15.18) – E chamando Jesus os seus discípulos, disse: (MC.14.41) Ainda dormis e repousais? Basta! (LC.8.10) - A vós outros é dado conhecer os mistérios do reino de Deus; aos demais, fala-se por parábolas, para que, vendo, não vejam, e, ouvindo, não entendam: (2CO.10.7) – Observai o que está evidente, na recomposição das 116 letras e dos 4 sinais, que compõem esta parábola:
(AP.2.7) – QUEM TEM OUVIDOS OUÇA O QUE O ESPÍRITO DIZ ÀS IGREJAS:AO VENCEDOR DAR-LHE-EI QUE SE ALIMENTE DA ÀRVORE DA VIDA, QUE SE ENCONTRA NO PARAÍSO DE DEUS:
(LC,20.17) – Que quer dizer, pois, o que está escrito? Quer dizer que hoje podemos ler, entender e saber ensinar que:
AGORA O CRISTO VIVO ESCREVE ENSINANDO O HOMEM A SER DE DEUS: QUER QUE O ESPÍRITO QUE É DONO DA VERDADE, ESPIRITUALIZE A ALMA QUE É DONA DA JUSTIÇA:
(JB.14.1) – Não se turbe o vosso coração, credes em Deus, crede também em mim; (EC.12.14) – porque Deus há de trazer a juízo todas as obras, até mesmo as que estão escondidas, quer sejam boas quer sejam más. (JÓ.33.3) – As minhas razões provam a sinceridade do meu coração, e os meus lábios proferem o puro saber: (JB.21.14) – Este é o discípulo que dá testemunho destas cousas e que as escreveu, e sabemos que o seu testemunho é verdadeiro; (IS.28.26) pois o seu Deus assim o instrui devidamente e o ensina.

Arnaldo Ribeiro disse...

O ALTISSIMO JÁ FAZ JUSTIÇA NA TERRA COM A DESTRA DO CRISTO:

(JR.33.2) – Assim diz o Senhor que faz estas cousas, o Senhor que as forma para as estabelecer (Senhor é o seu nome): (EX.3.14) – Eu sou o sábio que me enviou a vós outros, (SL.33.19) – para livrar-lhes a alma da morte, e no tempo da fome com conservar-lhes a vida: (MT.15.10)–Ouvi e entendei, (2PE.1.20) – sabendo primeiramente isto: Há meio século eu me tornei escravo da liberdade do meu próprio Ser em Cristo, empenhado em esquadrinhar o Tratado Bíblico, no afã de me preparar como Guia dos Guias espirituais, para poder conduzir o povo de Deus à terra prometida. Tenho testado as almas nessa fé, e muitas terão dificuldades em alcançar a relevância dessa obra, dado a sua complexidade aliada à descrença reinante nessa terra pagã e sem futuro. Mas Deus é testemunho de que é com a mais pura das intenções que exorto o estudo acurado da nossa bibliogênese; porque sei que essa humanidade infiel e pervertida, já não poderá subsistir sem o conhecimento que Jesus nos passa através dela.
(LV.17.12) – Portanto, tenho dito aos filhos de Israel: (SL.58.11) – Na verdade, há recompensa para o justo, há um Deus, com efeito, que julga na terra; pois é o Espírito Santo que revela ao mundo o ex-segredo guardado nas 98 letras e 7 sinais dessa parábola:

(NM.16.28) – ENTÃO, DISSE MOISÉS: NISTO CONHECEREIS QUE O SENHOR ME ENVIOU A REALIZAR TODAS ESTAS OBRAS, QUE NÃO PROCEDEM DE MIM MESMO:

(MC.14.27) – Todos vós vos escandalizareis porque está escrito:

E CRISTO DIZ AOS HOMENS CONSCIENTES: ESTÃO VENDO QUE ESSE SER É MEU ESPÍRITO EM ARNALDO RIBEIRO, NAS MÃOS DO HOMEM QUE AMA.

(GL.4.16) – Tornei-me, porventura, vosso inimigo, por vos dizer a verdade? (JÓ.19.4) – Embora haja eu, na verdade, errado, comigo ficará o meu erro. (1CO.4.3) – Todavia, a mim mui pouco se me dá de ser julgado por vós ou por tribunal humano, nem eu julgo a mim mesmo; (1CO.4.3) – porque se julgássemos a nós mesmos, não seriamos julgados. (2CO.5.10) – Importa que compareçamos perante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o bem ou o mal que tiver feito por meio do corpo; (LS.1.15) – porque a justiça é perpetua e imortal: (MT.10.18) – Não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei antes Aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo: (HB.10.30) – Óra, nós conhecemos Aquele que disse: A mim pertence a vingança, Eu retribuirei: (IS.46.13) – Faço chegar a minha Justiça e não está longe: (MT.5.6) – Bem-aventurados os que tem fome e sede de justiça; porque serão fartos.

Arnaldo Ribeiro disse...

JÁ EXISTE UM ELO DO SABER DO CÉU BUSCANDO ELOS NA TERRA:
DE REPENTE REAPARECE ESTE ELO ESPIRITUAL QUE RELIGA O CÉU E A TERRA, QUE JÁ CONGREGA IRMÃOS ESPIRITUAIS EM CRISTO, QUE JÁ ESTÁ CRIANDO A VERDADEIRA RELIGIÃO CRISTÃ:
(SL.66.16) Vinde, ouvi, todos vós que temeis à Deus, e vos contarei o que Ele tem feito por minha alma: Na verdade, o nosso Criador já consagrou essa Criatura louca, que se auto-criou como o primeiro elo espiritual de Deus da nova era, pelo poder da sua fé consciente, e que vem agindo como tal para religar o céu e a terra, para unir os irmãos espirituais em Cristo, trabalhando na obra comum da criação da nossa futura terra:
Com 60 letras e 6 sinais os Profetas escreveram na Bíblia:
(2SM) O SEGUNDO LIVRO DE SAMUEL: DAVI RECEBE A NOTICIA DA DERROTA E MORTE DE SAUL:

Com estes mesmos caracteres escreveram na Bibliogênese:

DEUS TEM SEU ELO DE VERDADE NA VIDA: ARNALDO RIBEIRO AGE E LUTA COMO CRISTO:

Agora eu também já formalizo esta Convocação Divina, recompondo as 48 letras e os 5 sinais deste título bíblico, assim:

(LM)-LAMENTAÇÕES DE JEREMIAS: JERUSALÉM, DESTRUIDA E DESOLADA:

Irmãs e Irmãos de fé:

SEJAM ÈLOS DE MIM NA TERRA, SERÃO LEALDADE E JUSTIÇA DE DEUS:

(MT.25.37) Então perguntarão os Justos: Até quando os manipuladores da mídia se comportarão como cegos, surdos e mudos, ante à incontestável presença de Jesus Cristo entre nós, a despeito das evidências expostas na internet? Até quando privarão o grande público desse saber viver em Cristo, perpetuando a ignorância, a exploração desavergonhada, e o sofrimento do nosso povo? (LE.8.11) – Visto como não se executa logo a sentença sobre a má obra, o coração dos filhos dos homens está inteiramente disposto a praticar o mal: (1CO.1.20)-Onde está o sábio? Onde o escriba? Onde o inquiridor deste século? Porventura não tornou Deus louca a sabedoria deste mundo?(JÓ.19.7) - Eis que clamo: Violência! Mas não sou ouvido: Grito: Socorro! Porém não há Justiça! (JÓ.30.25) – Sou irmão de chacais e companheiro de avestruzes: (JÓ.21.14) - E são estes os que disseram è Deus: Retira-te de nós! Não desejamos conhecer os teus caminhos; (1PE.4.5) - os quais hão de prestar contas Àquele que é competente para julgar vivos e mortos! (LC.11.17) E sabendo ele o que se lhes passava pelo espírito, disse-lhes: (MT.17.17) - Ó geração incrédula e perversa! Até quando estarei convosco? Até quando vós sofrerei? (LC.5.3) - Ai de vós, os que estais agora fartos! Porque vireis a ter fome: Ai de vós os que agora rides! Porque haveis de lamentar e chorar: (JR.2.29) - Por que contendeis comigo? (LC.825) - Onde está a vossa fé?

Arnaldo Ribeiro disse...

O PODER DESSA FÉ JÁ VEM DISSIPANDO AS TREVAS DA CRIAÇÃO DIVINA: E O TEMPO DAS ADIVINHAÇÕES BÍBLICAS E DOS ENGANADORES DO MEU POVO JÁ PASSOU:
(JÓ.32.8) – NA VERDADE HÁ UM ESPÍRITO NO HOMEM, E O SOPRO DO TODO-PODEROSO O FAZ SÁBIO: (PV.4.19) – O CAMINHO DOS PERVERSOS É COMO A ESCURIDÃO, NEM SABEM ELES EM QUE TROPEÇAM: (PV.4.18) – MAS A VEREDA DOS JUSTOS É COMO A LUZ DA AURORA, QUE VAI BRILHANDO MAIS E MAIS ATÉ SER DIA PERFEITO:
(IS.1.2) – Ouvi, ó céus, e daí ouvidos, ó terra; porque é o Senhor quem fala: (HB.12.25) – Tende cuidado, não recuseis ao que fala; (RM.2.24) – pois, como está escrito, (2SML.23.2) – o Espírito do Senhor fala por meu intermédio, e a sua palavra está na minha língua; (2SML.22.23) – porque todos os seus juízos me estão presentes, e dos seus estatutos não me desviei: (MC.11.22) – Tende fé em Deus, (LE.6.12) – pois quem sabe o que é bom para o homem, durante os poucos dias da sua vida de vaidade, os quais gasta como sombra? (MT.7.23) – Então lhes direi explicitamente: EZ.12.28) – Não será retardada nenhuma das minhas palavras, e a palavra que falar se cumprirá: (1CO.10.12) – Aquele, pois, que pensa estar em pé, veja que não caia; (EZ.12.24) – porque já não haverá visão falsa nenhuma, nem adivinhação lisonjeira no meio da casa de Israel: (MT.21.42) – Portanto vos digo: Agora já sabei ensinar que, ao recompormos a literatura bíblica podemos dissipar as trevas da criação divina, libertar os ex-escravos da escuridão, e expor aos olhos dos justos os feitores das obras do diabo, assim:
O SABER LER A SI:
(ES.12.1)
(AP.13.18) – AQUI ESTÁ A SABEDORIA: AQUELE QUE TEM ENTENDIMENTO CALCULE O NUMERO DA BESTA, POIS É NÚMERO DE HOMEM: ORA ESSE NÚMERO É SEISCENTOS E SESSENTA E SEIS: (AR.119.9)

(ISRAEL é o nome do Homem que sabe LER A SI no Espírito Bíblico: Aqui o saber acaba com as cogitações infundadas que existiam acerca do número 666 do Apocalipse, pois o que está escondido nas 131 letras e 10 sinais que compõem o texto acima, é isto):

ARNALDO RIBEIRO É ISRAEL: É O HOMEM QUE NASCEU NO CÉU, QUE AMA E SABE TESTAR AS ALMAS NO SEU NOME: E ELE ENTENDE QUE CRISTO TESTA DEUSES E DIABOS NESSE MESMO ESPÍRITO. (IL.131.7)
((AP.19.9) – Então me disse o Anjo: Escreve: (JB.12,13) - HOSANA! Bendito o que vem em nome do Senhor e que é o Rei de Israel: (GN.41.39) - Acharíamos, porventura, Homem como este em quem há o Espírito de Deus? (JB.6.14) – Este é verdadeiramente o Profeta que devia vir ao mundo: (LC.2.6) - Revelara-lhe o Espírito Santo que não passaria pela morte, antes de ver o Cristo do Senhor: (JB.9.33) – Se este Homem não fosse de Deus, nada poderia ter feito).

PARA PARTICIPAR DO GRUPO NO YAHOO GRUPOS:
Assinar irmaosdeluz

Desenvolvido por br.groups.yahoo.com