terça-feira, 1 de junho de 2010

VOCÊ SABE O QUE TERATOLOGIA?

Durante a leitura de "EM BUSCA DA VERDADE" de Divaldo Franco/Joana de Angelis me deparei com esta palavra dentro do contexto do Binômio Saúde-Doença e que enquadrado no processo reencarnatório,sabe-se que nosso corpo espelha o nosso perispírito que por sua vez é moldado pelo nosso psiquismo ao longo de nossas várias oportunidades de erros e acertos e que,fatores externos podem atenuar ou agravar processos individuais provacionais ou expiatórios.Sejamos felizes hoje e sempre. Busquemos a real felicidade que impõe um autoconhecimento,um burilamento interno com adminsitração dos conflitos,naturais em cada um de nós.

Trajano

 

Teratologia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

A teratologia é a especialidade médica que se dedica ao estudo das anomalias e malformações ligadas a uma perturbação do desenvolvimento embrionário ou fetal. A Teratogênese (também chamada de teratogenia) se refere à formação e desenvolvimento no útero de anomalias que levam a malformações é estudada pela Teratologia.

[editar] Introdução

Por sinédoque, o termo pode remeter ainda aos monstros como um conjunto, ou ainda à monstruosidade em si teratos = monstro, logia = estudo.

O termo monstruosidades antes dito, não é conveniente já que as malformações não são apenas estruturais e de simples diagnóstico, podem ser também de natureza funcional, metabólicas, comportamentais e hereditárias.

Exemplo disso são as pessoas que possuem boca, mas sem dente ou tubo que leve o alimento para seu devido lugar, este é um tipo de monstruosidade, mas no caso da mutação pode ser exemplificado como alguém que ainda resta parte ou fragmento de um membro de seu corpo e ainda pode usá-lo mesmo com suas limitações.

A teratologia é o estudo das malformações vinculada ao processo de desenvolvimento embrionário e suas diversas fases em combinação com os agentes teratológicos durante a gestação.

Faz parte desse estudo o diagnóstico e descrição anatômica e identificação das funções orgânicas alteradas, do então caso clínico e a utilização do sistema proposto na Classificação Estatística Internacional das Doenças da organização mundial de Saúde (Capítulo XVII da décima revisão de 1993), bem como a pesquisa de sua etiologia e herdabilidade, ou identificação de possíveis mecanismos genéticos da sua herança distinguindo-se as síndromes genéticas das que possuem fenótipos semelhantes (fenocópias) mas tem origem em fatores ambientais, geralmente tóxico ou infecciosos. A dimensão da freqüência destas malformações maiores, únicas ou múltiplas, bem como das demais anomalias congênitas na população é a tarefa da epidemiologia genética.

[editar] Períodos de gestação

O efeito de substâncias teratógenas sobre um feto é altamente suceptível à fase embrionária de gestação:

  • Primeira semana do desenvolvimento: não é suscetível a ação de agentes teratogênicos pois as células reguladoras têm capacidade totipotente;
  • 2ªsemana do desenvolvimento: é um período crítico, que vai da gastrulação à nidação, a ação de um agente teratológico pode matar o embrião.
  • 3ª a 8ª semana do desenvolvimento: corresponde ao período embrionário - formação de órgãos - período altamente suscetível a ação de agentes teratológicos que causam malformações nas estruturas.

[editar] Exemplos de agentes teratógenos biológicos

Nessa categoria são estudados os efeitos de agentes biológicos tais como: bactérias, vírus, fungos, vermes.

  • Rubéola - causa catarata congênita no recém-nascido
  • AIDS - causa malformações crânio-faciais e retardo no crescimento intra-uterino
  • Sífilis - surdez, hidrocefalia, retardo mental, dentes e ossos anormais

[editar] Exemplos de teratógenos químicos

Nessa categoria são estudados os efeitos de agentes químicos tais como:

[editar] Exemplo de teratógenos físicos

Nessa categoria são estudados os efeitos de agentes físicos tais como:

Notas

  1. Universidade Federal de São Paulo (2005). Riscos da Exposição à Riscos da Exposição à Radiação Ionizante na Gestação. Página visitada em 2007-10-13.

[editar] Referências

  • DAMASCENO, DÉBORA CRISTINA et al . Effect of acetylsalicylic acid on the reproductive performance and on offspring from wistar rats. Rev. Assoc. Med. Bras., São Paulo, v. 48, n. 4, 2002. Disponível online. Acesso em: 19 Mar 2007. Pré-publicação. doi: 10.1590/S0104-42302002000400036
 
 

Nenhum comentário:

PARA PARTICIPAR DO GRUPO NO YAHOO GRUPOS:
Assinar irmaosdeluz

Desenvolvido por br.groups.yahoo.com