segunda-feira, 5 de julho de 2010

Mensagem psicografada na reunião mediúnica - 01/06/2010




"Nossos olhos de carne podem reportar as coisas pela aparência da matéria, mas somente os olhos puros do pensamento poderão ver algo ligando-o ao coração, nos libertando desse prejuízo da razão enganada."

 
 

Ver pelo amor é o supremo bem

 

 

Naquilo que uns vêem como obstáculo e razão para frear seus sonhos, outros entendê-no por desafio, galgando mais alto ainda a montanha no rumo do sucesso.

Naquilo que uns encontram motivo para explodir, deixando a cólera se instalar, outros descobrem o ensejo para exercitar a paciência desenvolvendo seus espíritos junto à serenidade.

Naquilo que uns acreditam paixão avassaladora, justificando comportamentos desvairados, outros reconhecem a oportunidade de unir-se a uma alma através dos laços sinceros do coração, não submergindo aos sentimentos rasteiros dos desejos animalizados.

Naquilo que uns entendem por fortuna, abusando dos haveres ou aprisionando-se aos bens materiais acorrentados a poses passageiras, outros percebem a chance ímpar de construir o progresso, amparando vidas alheias, promovendo educação e sustentando pessoas mais necessitadas através do trabalho digno.

Naquilo que uns observam como doença, sendo motivo de vergonha e queixa, outros a reconhecem como fardo merecido e necessário a libertação dos seus espíritos no amanhã promissor e livre.

Naquilo onde uns encontram a ensancha para praticar o mal, responsabilizando-o pela condição paupérrima do berço, outros vêem a ocasião de escrever inolvidável história biográfica de beleza, mostrando através do caráter e da moral a estesia de um lírio que brotou da lama.

Naquilo em que uns julgam como pessoas incorrigíveis, almas perdidas da criação, outros acreditam que o amor pode operar mudanças em qualquer situação, basta que haja devoção, vontade e determinação, sem abandonar a própria sorte aqueles que necessitam de carinho e apoio irrestrito.

E... Naquilo que uns chamam de fim de tudo, morte, outros reconhecem o começo de uma nova vida, entregues a felicidade real.

*

Dessa maneira, tudo na vida depende do olhar daquele que vê.

Como ele vê.

Nossos olhos de carne podem reportar as coisas pela aparência da matéria, mas somente os olhos puros do pensamento poderão ver algo ligando-o ao coração, nos libertando desse prejuízo da razão enganada.

Uma vez mais... Somente o Amor pode nos salvar dos enganos, pois até nosso modo de ver ele cura.

 

Anastácia

Mensagem recebida na reunião mediúnica da

Fraternidade Espírita Irmã Scheilla em 01/06/2010





Nenhum comentário:

PARA PARTICIPAR DO GRUPO NO YAHOO GRUPOS:
Assinar irmaosdeluz

Desenvolvido por br.groups.yahoo.com