terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

[via irmaosdeluz] A Dança do Perdão


 

Veja o texto abaixo com fotos no blog: www.jordancampos.blogspot.com

 

A Dança do Perdão

(Jordan Campos)

 

Quando aquela velha canção tocar de repente...

Aquela canção que nos seus ouvidos chegava apenas como melodia

E quando de repente toda a letra "escondida" fizer sentido e for dirigida a você.

E te fizer lembrar tudo que viveu de bom, além do instinto protetor do ego

Que te fazia ver só a parte ruim, por pura proteção insana...

Você vai sentir muito e vai doer.

E você vai lembrar e querer voltar a algo, mas nunca sem antes perdoar.

Você mesmo, e o outro.

Fico pensando que pela falta de perdão você pode nunca mais ter / ver / ser...

Com aquela pessoa que te "feriu".

Não perdoar, então mata os dois.

Começa aqui então, a dança do perdão:

 

Nesta dança o ritmo tem que ser suave e corpos separados nos primeiros passos.

Um convite sutil para aceitar que você não é melhor que o outro

E que não vale nem à pena ficar "de mal"...

Pois a pena por si só é mais pesada que a alma.

Sempre é mais fácil sofrer que perdoar.

O perdão é a vitória final, ao final da guerra que lá no fundo pedia paz.

E o ritmo aumenta e você sorri, pois o tempo continua enganando aqueles que pensam saber demais.

E te mostra agora que aquela dor esta mais amena e você pode pensar melhor.

Que o outro não é carma e sim darma*.

 

*Mal sabem que o darma é a parte boa que vem com todo o carma

Fala-se muito de Carmas e não se ensinam aqui no Ocidente sobre o Darma.

Darma ou Dharma significa "Lei Natural" ou "Realidade".

Com respeito ao seu significado espiritual, pode ser considerado como o "Caminho para a Verdade Superior".

Carma é o conjunto de ações que levou ao débito

E Darma, a sua atitude em se libertar do primeiro e fazer crédito, pela verdade maior da alma.

Carma é fogo e Darma a água.

 

Gandhi disse que o fraco jamais perdoa, pois o perdão é virtude dos fortes.

Sócrates disse que só quem entende a beleza do perdão, pode julgar seus semelhantes.

O grande Oscar Wilde disse que o amor deveria perdoar todos os pecados, menos um pecado contra o amor.

(O amor verdadeiro então deveria ter perdão para todas as vidas, menos para as vidas sem amor.)

Platão disse que podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; e que a real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz.

E a luz é esta aceitação, este perdoar, esta libertação, esta nova chance de viver estando vivo.

Shakespeare disse que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.

 

Se você não perdoa por lógica, perdoará pela dor – É sempre assim.

E depois terá que se perdoar por não ter perdoado – ciclos e ciclos.

Não queira perdoar só depois do "castigo".

Pois você também estará no castigo.

Na verdade as pessoas não estão prontas para perdoar nossas vitórias e fracassos.

Mas hoje, o perdão verdadeiro que irá limpar tua alma, pode entrar pela janela do banheiro

Pois pode ter sido lá que você deixou aberta, e aquele vento entrou causando todo aquele temporal.

Acredite nisso... Feche a janela e apenas abrace.

Perdoar não é uma arte e não se ensina em livros.

É apenas reconhecer que tudo tem uma lógica, um sentido...

Perdoe quando a pessoa menos merecer, pois é exatamente ali que ela vai mais precisar.

Fique sem as roupas do orgulho e estenda as mãos...

Quem você mais precisa perdoar foi colocado na sua vida pelo que chamamos de destino.

E uma hora ou outra você vai saber disso.

Esta pessoa é fundamental na tua vida e você ainda não sabe disso.

Pois aquele que não pode perdoar destrói a ponte sobre a qual ele mesmo deve passar.

 

( ... )

 

 

Jordan van der Zeijden Campos

Terapeuta Traspessoal Sistêmico e Iridólogo (ABTR / OTHB - 381)

Terapia Regressiva, Reprogramação Mental e Iridologia.

Site: www.jordancampos.com.br

 


Nenhum comentário:

PARA PARTICIPAR DO GRUPO NO YAHOO GRUPOS:
Assinar irmaosdeluz

Desenvolvido por br.groups.yahoo.com